Representações sociais de adolescentes e jovens intersexuais

Representações sociais de adolescentes e jovens intersexuais

Autor Gomide, Mariana Merath Autor UNIFESP Google Scholar
Orientador Bretas, Jose Roberto da Silva Bretas Autor UNIFESP Google Scholar
Instituição Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Pós-graduação Enfermagem
Resumo Intersex people have high specific conditions anatomical, genetic, endocrinological and morphological and requiring multidisciplinary care. These conditions concern the process of human development, interference with the peculiar social, psychological, cultural and physical point of view, functional training, and should be considered at times to provide care to these individuals. The condition of nurse and researcher directly involved in monitoring and ambulatory surgical these guys motivated the writing of this study conducted in a large children's hospital in the city of São Paulo, the national reference for these cases. Thus, this study, from the methodological presuppositions of Social Representations, identify the representations of intersexual adolescents and youths and recognize the subjectivities emerging body of situation. This research involved five girls from 14 to 22 years and found that living with situations such private body can be understood as belonging to a new dimension, where anatomical structures are shaped in order to enroll subjects into possible areas within the correlation between sex and gender, providing a perspective for nursing underexplored.

Os indivíduos intersexuais possuem condições anatômicas, genéticas, endocrinológicas e morfológicas de grande especificidade e que demandam atendimento multidisciplinar. Essas condições incidem no processo de desenvolvimento humano, com interferências peculiares nos aspectos sociais, psicológicos, culturais e corporais do ponto de vista formativo e funcional, devendo ser consideradas nos momentos de prestação de cuidado a esses sujeitos. A condição de enfermeira e pesquisadora envolvida diretamente no acompanhamento cirúrgico e ambulatorial desses sujeitos motivou a elaboração deste estudo realizado num grande hospital infantil da cidade de São Paulo, de referência nacional para esses casos. Assim, este estudo buscou, a partir dos pressupostos metodológicos de Representações Sociais, identificar as representações de adolescentes e jovens intersexuais e conhecer as subjetividades emergentes da situação corporal. Esta pesquisa envolveu cinco meninas de 14 a 22 anos e revelou que conviver com situações corporais tão particulares pode ser compreendido como pertencer a uma nova dimensão, onde estruturas anatômicas são conformadas a fim de inscrever os sujeitos nos domínios possíveis dentro da concordância entre sexo e gênero, possibilitando uma perspectiva de estudo pouco explorada pela enfermagem.
Assunto representações
sociais
jovens e disturbios
Idioma Português
Data 2013-12-20
Publicado em GOMIDE, Mariana Merath. Representações sociais de adolescentes e jovens intersexuais. 2013. 88 f. Dissertação (Mestrado) - Escola Paulista de Enfermagem, Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP), São Paulo, 2013.
Linha de pesquisa Enfermagem
Área de concentração Ciências da saúde
Editor Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extensão 88 p.
Fonte https://sucupira.capes.gov.br/sucupira/public/consultas/coleta/trabalhoConclusao/viewTrabalhoConclusao.jsf?popup=true&id_trabalho=654372
Direito de acesso Acesso restrito
Tipo Dissertação de mestrado
URI http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/48879

Mostrar registro completo




Arquivos deste item

Arquivos Tamanho Formato Visualização

Não existem arquivos associados a este item.

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(s)