Desenvolvimento de método alternativo para substituição de animais de experimentação na avaliação do potencial alergêncio de agentes químicos

Desenvolvimento de método alternativo para substituição de animais de experimentação na avaliação do potencial alergêncio de agentes químicos

Autor Parise, Carolina Bellini Autor UNIFESP Google Scholar
Orientador Moraes, Jane Zveiter de Moraes Autor UNIFESP Google Scholar
Instituição Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Pós-graduação Ciências Biológicas (Biologia Molecular)
Resumo Exposure to chemicals can lead to contact dermatitis, which affects 15- 20% of the general population and is induced by an excessive immune response. It is known that an immunotoxic agent interfere in several signaling pathways, resulting in changes in cytokine production and the expression of markers. In this way, it was propose that the analysis of the expression of certain biomarkers can discriminate chemical sensitizers and non-sensitizers, initiating the possibility to develop in "vitro methods for assessing allergenic potential. This evaluation demand in Europe is already a reality. In March 2013 the sale of cosmetics tested on animais will be banned. In Brazil, this issue is ernerqinq, but these measures have international economic impacts. In a previous study we showed that the combination of IL-8 and CD86 parameters analysis in human cell line of acute monocytic leukemia, THP-1, able to discriminate between sensitizers and non-sensitizers chemical agents. However, in order to obtain a robust propose, other studies need to be performed. The goal of present project is to study whether the proposed remains valid to a larger number of chemicals already classified in the literature; verify the gene expression profile of signaling pathways molecules and the response to cellular injury after THP-1 cells were exposed to chemicals; evaluate the possibility to include other markers in the analysis of the prediction of allergenic potential, in order to propose a battery of tests that can classify in vitro sensitizers in weak, moderate, strong and extreme. 94

A exposição a produtos químicos pode levar à dermatite de contato, que afeta 15-20% da população geral e é induzida por uma resposta imune exacerbada. Sabe-se que um imunotóxico interfere em várias vias de sinalização, resultando em alterações na produção de citocinas e expressão de marcadores. A partir desse entendimento, foi proposto que a análise da expressão de alguns biomarcadores discriminaria químicos sensibilizadores de.; não-sensibilizadores, abrindo a possibilidade de desenvolvimento de métodos in vitro para avaliação de potencial alergênico. Tal medida vem atender uma demanda que, na Europa, já é uma realidade. A partir de março de 2013 será vetada a comercialização de cosméticos testados em animais. No Brasil, o assunto é emergente, mas essas medidas têm repercussão econômica internacional. Em estudo previo, mostramos que a combinação das análises dos parâmetros IL-8 e CD86 em linhagem celular humana de leucemia monocítica aguda, THP-1, permitiu a discriminação entre agentes químicos, sensibilizadores e não-sensibilizadores. Porém, para que se obtenha uma proposta robusta, outros estudos necessitam ser feitos. O objetivo do presente projeto é estudar se o que propusemos permanece aplicável para um número maior de químicos já classificados na literatura; verificar o perfil de expressão gênica de moléculas das vias de sinalização e de resposta à injúria celular após células THP-1 serem expostas a agentes químicos; avaliar a possibilidade de inclusão de outros marcadores na análise da predição de potencial alergênico, de modo a propor uma bateria de testes que possa, inclusive, classificar in vitro os sensibilizadores em fraco, moderado, forte e extremo. 93
Assunto métodos alternativos
testes in vitro
dermatite de contato
citotoxicidade
potencial alergênico
Idioma Português
Data 2014-06-25
Publicado em PARISE, Carolina Bellini. Desenvolvimento de método alternativo para substituição de animais de experimentação na avaliação do potencial alergêncio de agentes químicos. 2014. 101 f. Tese (Doutorado) - Escola Paulista de Medicina, Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP), São Paulo, 2014.
Linha de pesquisa Bioquímica
Área de concentração Ciências biológicas
Editor Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extensão 101 p.
Fonte https://sucupira.capes.gov.br/sucupira/public/consultas/coleta/trabalhoConclusao/viewTrabalhoConclusao.jsf?popup=true&id_trabalho=1543145
Direito de acesso Acesso restrito
Tipo Tese de doutorado
URI http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/48709

Mostrar registro completo




Arquivos deste item

Arquivos Tamanho Formato Visualização

Não existem arquivos associados a este item.

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(s)