Reconstrução combinada intra e extra-articular versus reconstrução intra-articular isolada do ligamento cruzado anterior: revisão sistemática

Reconstrução combinada intra e extra-articular versus reconstrução intra-articular isolada do ligamento cruzado anterior: revisão sistemática

Autor Rezende, Fernando Cury Autor UNIFESP Google Scholar
Orientador Belloti, Joao Carlos Belloti Autor UNIFESP Google Scholar
Instituição Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Pós-graduação Cirurgia Translacional
Resumo Introduction: Anterior cruciate ligament reconstruction (ACL) aims to restore knee function and stability; however, rotational stability may not be completely restored by use of standard intraarticular reconstruction alone. This systematic review assesses whether combining extraarticular with intraarticular ACL reconstruction may show better results than intraarticular reconstruction alone. Purpose: To verify, through meta- analysis, the effects of combined intra- and extra-articular reconstruction compared to isolated intraarticular ACL reconstruction. Methods: To identify randomized controlled trials (RCTs) comparing combined intra- and extrarticular ACL reconstruction (combined reconstruction) with intraarticular ACL reconstruction only, we searched MEDLINE, EMBASE, SPORTDiscus, Latin American and Caribbean Health Sciences (LILACS), and the Cochrane Central Register of Controlled Trials, and followed the Preferred Reporting Items for Systematic Reviews and Meta- Analyses (PRISMA) criteria. The main outcomes we sought were patient function and stability and complications after ACL reconstruction. Results: Of 386 identified studies, eight RCTs were included (n = 682 participants; followup, 12?84 months; men to women ratio, 2.17:1) in our meta-analysis. Study quality (internal validity) was assessed using the Cochrane risk-of- bias tool. When functional outcomes were compared, we found no difference between patients who underwent intraarticular ACL reconstruction only and those who underwent combined reconstruction (IKDC, return-to-activity, and Tegner Lysholm scores). However, patients who underwent combined reconstruction were more likely to show improved stability based on the pivot shift test (risk ratio [RR], 0.95; 95% CI, 0.91?0.99; p = 0.02) and Lachman test (RR, 0.93; 95% CI, 0.88?0.98; p = 0.01). In addition, our meta-analysis found no difference between the two treatments in terms of general complications or adverse events (RR, 1.31; 95% CI, 0.70?2.34; p = 0.40) and the proportion of patients whose reconstructions failed (RR, 2.88; 95% CI, 0.73?11.47; p = 0.13). Conclusions: Combined intra- and extraarticular ACL reconstruction provided improved knee stability and comparable failure rates but no difference in patient reported functional outcomes scores. Complications and adverse events such as knee stiffness may be underreported and technical factors such as graft placement were difficult to evaluate. In general, we found a moderate quality of evidence of the included randomized controlled trials.

Introdução: A reconstrução do ligamento cruzado anterior visa restaurar a função e a estabilidade do joelho; entretanto, a estabilidade rotacional pode não ser totalmente restabelecida através da reconstrução intra-articular isolada. Esta revisão sistemática visa avaliar se a reconstrução combinada intra e extra-articular pode apresentar melhores resultados do que a reconstrução isolada intra-articular do LCA. Objetivo: Verificar, por meio de revisão sistemática, a efetividade da reconstrução combinada intra e extra-articular em comparação com a reconstrução isolada intra-articular do LCA. Métodos: Foram identificados ensaios clínicos randomizados, comparando reconstrução combinada intra e extra-articular com reconstrução somente intra-articular do LCA, por meio de pesquisa das seguintes bases de dados: MEDLINE, EMBASE, SPORTDiscus, LILACS, Cochrane Central Register of Controlled Trials e ClinicalTrials.gov. Foram seguidos os critérios da Preferred Reporting Items for Systematic Revies and Meta-Analyses (PRISMA). Os principais desfechos primários foram função e estabilidade do paciente; enquanto os principais desfechos secundários foram complicações e alterações radiográficas degenerativas, após reconstrução do LCA. Resultados: Dos 386 estudos identificados, oito ensaios clínicos randomizados foram incluídos (n = 682 participantes; seguimento, 12-84 meses; relação sexo masculino/feminino, 2,17:1) na meta-análise. A validade interna do estudo foi avaliada por meio da ferramenta de risco de viés da Cochrane. Em geral, foi encontrada uma moderada qualidade de evidência dos estudos. Quando os desfechos funcionais foram comparados, não foram encontradas diferenças entre os pacientes que foram submetidos à reconstrução intra-articular isolada do LCA e aqueles que foram submetidos à reconstrução combinada (IKDC, retorno ao esporte e Tegner). Entretanto, pacientes submetidos à reconstrução combinada mostraram melhor estabilidade baseada nos testes R e s u m o xv do pivô shift (RR, 0,95; IC 95%, 0,91-0,99; p = 0,02) e Lachman (RR, 0,93; IC 95%, 0,88-0,98; p = 0,01). Além disso, a meta-análise não mostrou diferença entre os dois tratamentos em termos de complicações gerais (RR, 1,31; IC 95%, 0,70-2,34; p = 0,40) e a proporção de pacientes que tiveram falha de suas reconstruções (RR, 2,88; IC 95%, 0,73- 11,47; p = 0,13). Conclusão: A reconstrução combinada intra e extra-articular do LCA fornece melhor estabilidade, porém sem diferenças com relação aos escores funcionais, complicações, retorno ao esporte e taxas de falha em comparação à reconstrução intra-articular isolada do LCA. Complicações e eventos adversos podem ter sido sub-reportados e fatores técnicos, como posicionamento do enxerto, foram difíceis de avaliar. Os ensaios clínicos randomizados presentes na literatura fornecem evidências de moderada qualidade.
Assunto ligamento cruzado anterior
reconstrução do ligamento cruzado anterior
ligamentos articulares
traumatismos do joelho
Idioma Português
Data 2016-12-30
Publicado em REZENDE, Fernando Cury. Reconstrução combinada intra e extra-articular versus reconstrução intra-articular isolada do ligamento cruzado anterior: revisão sistemática. 2016. 164 f. Tese (Doutorado) - Escola Paulista de Medicina, Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP), São Paulo, 2016.
Linha de pesquisa Medicina
Área de concentração Ciências da saúde
Editor Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extensão 164 p.
Fonte https://sucupira.capes.gov.br/sucupira/public/consultas/coleta/trabalhoConclusao/viewTrabalhoConclusao.jsf?popup=true&id_trabalho=4149098
Direito de acesso Acesso restrito
Tipo Tese de doutorado
URI http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/48660

Mostrar registro completo




Arquivos deste item

Arquivos Tamanho Formato Visualização

Não existem arquivos associados a este item.

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(s)