Estudo imuno-histoquímico da expressão de proteínas de reparo do dna e da angiogenêse em nefroblastomas pediátricos: correlação clínica e anátomopatológica

Estudo imuno-histoquímico da expressão de proteínas de reparo do dna e da angiogenêse em nefroblastomas pediátricos: correlação clínica e anátomopatológica

Author Silva, Lucimar Retto da Autor UNIFESP Google Scholar
Advisor Alves, Maria Teresa de Seixas Alves Autor UNIFESP Google Scholar
Institution Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Graduate program Patologia
Abstract Objetivo: Estudar a expressão de proteínas relacionadas ao reparo do DNA, à angiogênese e densidade de microvasos em nefroblastomas de crianças e adolescentes de 0 a 19 anos e relacionar os achados com aspectos clínicos e anatomopatológicos. Método: Estudo retrospectivo de casos de nefroblastoma diagnosticados no Departamento de Patologia, registrados entre janeiro de 1997 e dezembro de 2011, para coleta de dados anatomopatológicos e levantamento de blocos e lâminas do arquivo. Revisão do prontuário desses pacientes, para coleta de dados clínicos. Avaliação imuno-histoquímica da expressão de MLH1, MSH2, MSH6, PMS2, VEGF C, CD34 e CD105, em pacientes tratados com quimioterapia neoadjuvante e pacientes tratados com cirurgia ao diagnóstico. Resultado: Amostra constituída por 81 casos de nefroblastoma de pacientes com média de idade de 4,2 anos ao diagnóstico (mediana 3,4), com predomínio de pacientes do gênero feminino (55,6% versus 44,4%). Cinquenta e sete pacientes receberam quimioterapia neoadjuvante, 48 de acordo com o protocolo SIOP, dos quais, 41 pertenciam ao grupo de risco intermediário, 1 ao de baixo risco e 6 ao de alto risco. O estadiamento clínico classificou 14 pacientes no estádio I, 21 no estádio II, 30 no estádio III, 10 no estádio IV e 6 no estádio V. Metástase para linfonodos e hematogênica estavam presentes em 10 e 9 pacientes, respectivamente. A estimativa do tempo de sobrevida livre de doença foi de 11,7 anos e sobrevida global de 12,5 anos (Kaplan Meyer). A concordância entre o estadiamento clínico e anatomopatológico (I, II e III), foi de 86,7% (Kappa-0,78). O aumento da expressão de CD105 em tumores anaplásicos (modelo de regressão logística simples) foi significativa (p<0,02), odds ratio=1,15 (IC95% 1,02-1,30). Houve correlação entre sobrevida global e metástase para linfonodos ao diagnóstico (p<0,04); expressão global de VEGF C (p<0,01) e expressão de MLH1 (p<0,04). A expressão das proteínas relacionadas ao reparo do DNA foi maior no elemento blastematoso e menor no estroma (p<0,001). Conclusão: A quimioterapia neoadjuvante não altera a expressão das proteínas de reparo do DNA. O elemento menos diferenciado (blastema) expressa mais as proteínas de reparo do DNA do que os elementos mais diferenciados e, este padrão de expressão, não se altera com a quimioterapia. Tumores com anaplasia difusa têm maior número de vasos neoformados, o que representa um alvo potencial para utilização de drogas antiangiogênicas. A expressão do VEGF C, MLH1 e metástase para linfonodos têm relação com o prognóstico em tumores de Wilms.
Keywords imuno-histoquímico
reparo do dna
angiogenese
correlação clínica
Language Portuguese
Date 2013-06-26
Published in SILVA, Lucimar Retto da. Estudo imuno-histoquímico da expressão de proteínas de reparo do dna e da angiogenêse em nefroblastomas pediátricos: correlação clínica e anátomopatológica. 2013. 147 f. Tese (Doutorado) - Escola Paulista de Medicina, Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP), São Paulo, 2013.
Research area Medicina
Knowledge area Ciências da saúde
Publisher Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extent 147 p.
Origin https://sucupira.capes.gov.br/sucupira/public/consultas/coleta/trabalhoConclusao/viewTrabalhoConclusao.jsf?popup=true&id_trabalho=126432
Access rights Closed access
Type Thesis
URI http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/48607

Show full item record




File

File Size Format View

There are no files associated with this item.

This item appears in the following Collection(s)

Search


Browse

Statistics

My Account