Cenários de prática e a formação médica na assistência em saúde

Cenários de prática e a formação médica na assistência em saúde

Título alternativo Sceneries of practice and medical education in health attendance
Autor Stella, Regina Celes de Rosa Autor UNIFESP Google Scholar
Abdalla, Ively Guimarães Autor UNIFESP Google Scholar
Lampert, Jadete Barbosa Google Scholar
Perim, Gianna Lepre Google Scholar
Aguilar-da-Silva, Rinaldo Henrique Google Scholar
Costa, Nilce Maria da Silva Campos Google Scholar
Instituição Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Universidade Federal de Santa Maria
Universidade Estadual de Londrina
Ministério do Esporte Secretaria Nacional de Esporte Educacional
Faculdade de Medicina de Marília
Universidade Federal de Goiás
Resumo This paper presents and analyzes the results of the self-assessment performed by 28 Brazilian medical schools (BMES) participating in the project elaborated by the Commission of Evaluation of the Medical Schools of the Brazilian Association of Medical Education, with regard to the axis Sceneries of Practice, one of the five relevant axes in the education of the medical professional. This axis comprises three vectors: the setting for medical practice used by the school; learning, and the chance to live the spontaneous demands of health assistance in practice. As refers to the vector setting used for practice, 75% of the schools use mainly primary, secondary and tertiary care units of the health system, another 25% use predominantly the secondary care hospital and the outpatient unit of the proper institution. With regard to participation of the teaching body, 75% affirm providing extensive participation under the guidance of the professors in different practical settings and the rest provides selected and partially supervised activities. With regard to the vector Sceneries for Practice, 25% of the schools only offer practical training linked to the department and specialties/disciplines, one third offers practical training covering different programs and nearly half of the schools (43%) offer practical training throughout the course utilizing the services in all care levels in an integrated way. Not always the justifications and evidences corresponded to the situation of innovation or transformation of the curricula as perceived by the schools.

O trabalho apresenta e analisa resultados provenientes da auto-avaliação a que se submeteram 28 escolas médicas brasileiras (EMBs) participantes do Projeto da Comissão de Avaliação das Escolas Médicas (Caem), da Associação Brasileira de Educação Médica (Abem), relativo ao eixo Cenários da Prática, um dos cinco eixos relevantes na formação do médico. Este eixo é composto de três vetores: locais de exercício da prática médica utilizados pela escola; prática proporcionada aos discentes com orientação docente; e oportunidades oferecidas aos estudantes para vivenciar as demandas espontâneas de atendimento em saúde - âmbito da prática. Em relação ao vetor Local de Prática, três quartos das escolas se colocam como predominantemente utilizando unidades do sistema de saúde voltadas à atenção primária, secundária e terciária, outro quarto se percebe utilizando predominantemente o hospital secundário e os serviços ambulatoriais da própria instituição. Quanto à Participação Discente, três quartos afirmam proporcionar ao estudante ampla participação, com orientação e supervisão docente nos diversos cenários de prática; as demais proporcionam aos discentes atividades selecionadas e parcialmente supervisionadas. No vetor que trata o Âmbito da Prática, um quarto das escolas se limita a oferecer práticas ligadas aos departamentos e especialidades/disciplinas; um terço oferece práticas que cobrem vários programas de forma estanque; e quase a metade das escolas (43%) oferece prática ao longo de todo o curso utilizando os serviços em todos os níveis de atenção de forma integral. Nem sempre as justificativas e evidências corresponderam às situações de inovação ou transformação percebidas pelas escolas.
Palavra-chave Medical education
program evaluation
education; medical undergraduate
Educação médica
avaliação de programas
educação de graduação em medicina
Idioma Português
Data de publicação 2009-01-01
Publicado em Revista Brasileira de Educação Médica. Associação Brasileira de Educação Médica, v. 33, p. 63-69, 2009.
ISSN 0100-5502 (Sherpa/Romeo)
Publicador Associação Brasileira de Educação Médica
Extensão 63-69
Fonte http://dx.doi.org/10.1590/S0100-55022009000500007
Direito de acesso Acesso aberto Open Access
Tipo Artigo
SciELO S0100-55022009000500007 (estatísticas na SciELO)
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/4852

Exibir registro completo




Arquivo

Nome: S0100-55022009000500007.pdf
Tamanho: 432.6KB
Formato: PDF
Descrição:
Abrir arquivo

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta