Efeitos na função pulmonar após utilização de surfactante pulmonar exógeno na síndrome do desconforto respiratório agudo na criança

Efeitos na função pulmonar após utilização de surfactante pulmonar exógeno na síndrome do desconforto respiratório agudo na criança

Título alternativo Effects in the pulmonary function before single dose of exogenous pulmonary surfactant in children with acute respiratory distress syndrome (ARDS)
Autor Carvalho, Werther Brunow de Autor UNIFESP Google Scholar
Mângia, C.m.f. Autor UNIFESP Google Scholar
Instituição Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Resumo The Acute Respiratory Distress Syndrome (ARDS) is a pulmonary lesion of multifactorial cause in which the surfactant system is altered owing to inactivation and impairment of composition and metabolism. The use of exogenous pulmonary surfactant is a therapeutic option with the objective to maintain alveolar stability thus improving the pulmonary compliance (increasing the residual functional capacity), oxygenation and ventilatory mechanics. A study carried out on two pediatric patients with ARDS submitted to mechanic pulmonary ventilation, applying a single dose of exogenous pulmonary surfactant is described. The patients were evaluated using arterial and venous gasometry before and after the use of surfactant, observing increment in oxygenation, reduction of shunt fraction, improvement in ventilation immediately after exogenous pulmonary surfactant instillation and return to the previous situation after 240 minutes in case 1 and 120 minutes in case 2. More prospective clinical and randomized studies are needed to effectively evaluate this therapeutic modality.

A síndrome do desconforto respiratório agudo (SDRA) é uma lesão pulmonar de causa multifatorial em que o sistema surfactante se apresenta alterado por causa da sua inativação e comprometimento da composição e metabolismo. A utilização do surfactante pulmonar exógeno é uma opção terapêutica que visa manter a estabilidade alveolar, propiciando, dessa forma, a melhora da complacência pulmonar (aumentando a capacidade residual funcional), da oxigenação e da mecânica respiratória. Os autores relatam o estudo realizado com a utilização de uma dose de surfactante pulmonar exógeno em dois pacientes pediátricos com SDRA submetidos a ventilação pulmonar mecânica. Avaliam os pacientes com gasometria arterial e venosa pré e pós-utilização de surfactante, sendo observada melhora na oxigenação, redução do shunt intrapulmonar, melhora da ventilação imediatamente após a instilação da preparação na cânula orotraqueal e retorno à situação pré-administração após 240 minutos, no caso 1, e após 120 minutos, no caso 2. Concluem que ainda são necessários vários estudos clínicos prospectivos e randomizados para avaliar, de forma eficaz, essa modalidade terapêutica na SDRA.
Palavra-chave Acute respiratory distress syndrome
Surfactant
Acute lung injury
Child
Critical illness therapy
Síndrome do desconforto respiratório agudo
Surfactante
Lesão pulmonar aguda
Criança
Idioma Português
Data de publicação 1997-06-01
Publicado em Revista da Associação Médica Brasileira. Associação Médica Brasileira, v. 43, n. 2, p. 145-150, 1997.
ISSN 0104-4230 (Sherpa/Romeo)
Publicador Associação Médica Brasileira
Extensão 145-150
Fonte http://dx.doi.org/10.1590/S0104-42301997000200011
Direito de acesso Acesso aberto Open Access
Tipo Artigo
SciELO S0104-42301997000200011 (estatísticas na SciELO)
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/485

Exibir registro completo




Arquivo

Nome: S0104-42301997000200011.pdf
Tamanho: 380.2KB
Formato: PDF
Descrição:
Abrir arquivo

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta