Efeitos de um programa de exercícios progressivos na capacidade funcional e qualidade de vida em pacientes pós-infarto agudo do miocárdio submetidos à reabilitação cardiovascularEnsaio clínico controlado e randomizado

Efeitos de um programa de exercícios progressivos na capacidade funcional e qualidade de vida em pacientes pós-infarto agudo do miocárdio submetidos à reabilitação cardiovascularEnsaio clínico controlado e randomizado

Author Peixoto, Thatiana Cristina Alves Autor UNIFESP Google Scholar
Advisor Gomes, Walter Jose Gomes Autor UNIFESP Google Scholar
Institution Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Graduate program Medicina (Cardiologia)
Abstract Objetivo: O propósito deste estudo foi avaliar a influência de um programa de reabilitação cardíaca precoce na qualidade de vida relacionada a saúde e capacidade funcional em pacientes que sofreram infarto agudo do miocárdio recentemente. Este programa foi iniciado na fase intra-hospitalar com seguimento de maneira não supervisionada após a alta hospitalar. Métodos: Dando seguimento ao tratamento realizado na fase intra-hospitalar. Pacientes de baixo risco cardiovascular que sofreram IAM foram radomizados em dois grupos: 1) grupo controle (GC) (n=43), que recebeu orientações para continuar a realizar exercícios, e grupo intervenção (GI) (n=45), que recebeu um protocolo de exercícios não supervisionados. Inicialmente todos os pacientes receberam o mesmo programa de exercícios precoces, realizados na fase intra-hospitalar, inciando 12 horas após a reperfusão. Na alta hospitalar, todos os pacientes foram classificados quanto ao risco cardiovascular. A qualidade de vida (QV) foi avaliada por meio do questionário específico Mac New, questionário específico realizado 30 dias após a alta hospitalar. A capacidade funcional foi avaliada por meio da distância percorrida no teste de caminhada de seis minutos (TC6), no dia da alta e 30 dias após o protocolo. Resultados: o Score global do questionário de qualidade de vida relacionada à saúde foi maior no GI após 30 dias do protocolo de estudo quando comparado com o GC; os domínios dos scores físico e emocional, foram significantemente maiores no GI (p<0,05). Além disso, o GI apresentou melhor distância percorrida no TC6 (p<0,0001), quando comparado ao grupo GC. Conclusão: Programa de reabilitação cardiovascular baseado em exercícios progressivos, iniciados na fase hospitalar (fase I) precocemente, com seguimento não supervisionado na fase II, melhorou a capacidade funcional e a tolerância ao exercício com impacto positivo na qualidade de vida relacionada à saúde em pacientes com IAM recente e baixo risco cardiovascular.
Keywords exercícios progressivos
capacidade funcional
pós-infarto
reabilitação cardiovascular
Language Portuguese
Date 2014-06-25
Published in PEIXOTO, Thatiana Cristina Alves. Efeitos de um programa de exercícios progressivos na capacidade funcional e qualidade de vida em pacientes pós-infarto agudo do miocárdio submetidos à reabilitação cardiovascularEnsaio clínico controlado e randomizado. 2014. Dissertação (Mestrado) - Escola Paulista de Medicina, Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP), São Paulo, 2014.
Research area Medicina
Knowledge area Ciências da saúde
Publisher Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Origin https://sucupira.capes.gov.br/sucupira/public/consultas/coleta/trabalhoConclusao/viewTrabalhoConclusao.jsf?popup=true&id_trabalho=1851109
Access rights Closed access
Type Dissertation
URI http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/48482

Show full item record




File

File Size Format View

There are no files associated with this item.

This item appears in the following Collection(s)

Search


Browse

Statistics

My Account