Percepção dos cuidadores formais sobre finitude no programa domiciliar da UNIFESP

Percepção dos cuidadores formais sobre finitude no programa domiciliar da UNIFESP

Author Nishiyama, Vanessa Autor UNIFESP Google Scholar
Advisor Lemos, Naira de Fatima Dutra Lemos Autor UNIFESP Google Scholar
Institution Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Graduate program Tecnologias e Atenção à Saúde
Abstract Objetivo: Este trabalho teve como objetivos compreender o significado da finitude para os cuidadores formais domiciliares, avaliar quais as características sociais desses cuidadores e apreender suas percepções sobre o envelhecimento e os cuidados prestados aos idosos que recebem atendimento no Programa de Assistência Domiciliária ao Idoso (PADI) da UNIFESP. Método: Trata-se de uma pesquisa qualitativa, utilizando o método da História Oral Temática com a aplicação de um roteiro de entrevista semiestruturado. Foram realizadas as seguintes etapas nessa pesquisa: entrevista, transcrição, textualização, transcriação e análise de dados. Foram entrevistadas oito cuidadoras formais de idosos atendidos no PADI. Resultado: Foi possível nesse estudo identificar 4 núcleos temáticos a partir das narrativas: o cuidador como profissão, o cuidado, a percepção do envelhecimento e a percepção da finitude. Ficou evidente a predominância do gênero feminino na profissão de cuidador e sua associação com o trabalho doméstico, assim como algumas características de ambas as profissões, relacionadas ao ambiente domiciliar e a criação de vínculos afetivos, demonstrado em suas narrativas pela sensibilidade com o ser cuidado e a vulnerabilidade do idoso. A compreensão do envelhecimento pelas cuidadoras formais foi descrita pela perda da funcionalidade, pela idade cronológica e psicológica, além de ser ligada a condição social, a aparência e a condição natural. Para as cuidadoras formais, apesar de a finitude significar um evento natural, sentiam dificuldade de aceitar esse processo, identificado principalmente nas narrativas quando presenciaram a morte pela primeira vez. Poucas cuidadoras apresentaram estratégias de enfrentamento da morte do idoso cuidado, demonstrando um despreparo para lidar com essa situação, e também a dificuldade de expressar seus sentimentos referentes ao idoso cuidado por elas, devido ao fato de serem vistas como profissionais de saúde e, portanto, devendo ser mais técnicas que humanas frente à perda do idoso cuidado. Considerações finais: A regulamentação da profissão de cuidador e a adoção de políticas públicas na criação de um novo modelo de trabalho e emprego na área de cuidados ao idoso são essenciais para melhorar a qualidade relativa ao trabalho de cuidador, incluindo fornecer apoio multidisciplinar ao cuidador formal e assim promover um cuidado adequado aos idosos dependentes e suas famílias.
Keywords envelhecimento
idosos
cuidadores formais
cuidadores domiciliares
morte
Language Portuguese
Date 2015-11-25
Published in NISHIYAMA, Vanessa. Percepção dos cuidadores formais sobre finitude no programa domiciliar da UNIFESP. 2015. 122 f. Dissertação (Mestrado Profissional) - Escola Paulista de Medicina, Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP), São Paulo, 2015.
Research area Medicina
Knowledge area Ciências da saúde
Publisher Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extent 122 p.
Origin https://sucupira.capes.gov.br/sucupira/public/consultas/coleta/trabalhoConclusao/viewTrabalhoConclusao.jsf?popup=true&id_trabalho=3368797
Access rights Closed access
Type Dissertação de mestrado profissional
URI http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/48415

Show full item record




File

File Size Format View

There are no files associated with this item.

This item appears in the following Collection(s)

Search


Browse

Statistics

My Account