Estudo da cicatrização da parede abdominal de coelhos em modelo experimental de hérnia incisional com a utilização dos biomateriais polipropileno, polipropileno/poliglecaprone e polipropileno/polidioxanona/celulose oxidada regenerada

Estudo da cicatrização da parede abdominal de coelhos em modelo experimental de hérnia incisional com a utilização dos biomateriais polipropileno, polipropileno/poliglecaprone e polipropileno/polidioxanona/celulose oxidada regenerada

Author Aramayo, Ana Leticia Gomes Autor UNIFESP Google Scholar
Advisor Lopes Filho, Gaspar de Jesus Lopes Filho Autor UNIFESP Google Scholar
Institution Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Graduate program Ciência Cirúrgica Interdisciplinar
Abstract Introduction: The incisional hernia (IH) is a common complication of abdominal surgery. The use of meshes for possible surgical correction of HI, marked reduction in recurrence of the disease. However, the contact with the viscera of the meshes can be associated with the formation of adhesions and various complications. Purpose: To assess the macro and microscopic healing process of the abdominal wall of rabbits before the repair of incisional hernias using specific biomaterials: Polypropylene (PREMILENE®), Polypropylene / polyglecaprone (ULTRAPRO®), Polypropylene / Polydioxanone / Oxidized Regenerated Cellulose (PROCEED®) Repair without mesh-Transposition peritoneum-aponeurotic bilateral longitudinal (TRANSPALB). Methods: 40 rabbits were operated, with production of incisional hernia. After 30 days, all developed HI and rabbits were reoperated with hernia repair with or without the use of meshes. The animals were randomly assigned: Group 1 (N = 10) - PREMILENE® (PPL): intraperitoneal mesh placed and secured in the posterior wall of the rectus abdominis muscles, group 2 (N = 10) - ULTRAPRO® (UP): intraperitoneal mesh placed and secured in the posterior wall of the rectus abdominis muscles, GROUP 3 (N = 10) - PROCEED® (PCD): intraperitoneal mesh placed and secured in the posterior wall of the rectus abdominis muscles; GROUP 4 (N = 10) - CONTROL GROUP - TRANSPALB (Transpose-peritoneum aponeurotic bilateral longitudinal). After 30 days, the animals were taken to euthanasia being performed macroscopic and microscopic study withdrawal part of the abdominal wall. Results: Macroscopic - Area of adhesions: PPL> UP and PCD (p = 0.031). Vascularization: PPL> UP and PCD (p = 0.001). Adhesion size: (p = 0.134). Type Separation of adhesions: p = 0.083. The total score of adhesions was not statistically significant when comparing the three groups with meshes (p = 0.064). For all animals with meshes there was a reduction of the mesh area. The group PPL showed an average reduction of 40.7% (p = 0.032) and the PCD group of 53% (p <0.001) greater percentage reduction when compared to UP (24.3%). The percentage reduction of meshes PPL group was not statistically significant when compared to the PCD group (p = 0.130). Microscopic - The PCD group had higher neutrophils than groups PPL, UP and TRANSPALB (p = 0.010). The PPL group showed greater eosinophils than groups UP, PCD and TRANSPALB (p = 0.010). The groups PPL and PCD showed increased presence of granulation tissue than the UP and TRANSPALB groups (p<0.001). The groups PPL, UP and PCD showed higher macrophages than TRANSPALB groups (p<0.001). The groups PPL and PCD showed higher lymphocyte presence than the UP group (p = 0.009) and TRANSPALB (p<0.001). The groups PPL, UP and PCD had higher presence of giant cells than TRANSPALB group (p<0.001). The mesothelial reaction (p = 0.061) and fibrosis (p = 0.353) were not statistically significant. The groups PPL and UP exhibited more viscera adhered than PCD and TRANSPALB groups (p<0.001). Conclusions: 1 - All types of meshes used in this study led to the formation of adhesions and the group without mesh showed no adhesions. 2 - The groups ULTRAPRO® and PROCEED® showed lower area of adhesions and lower vascularization of adhesions in relation to the PREMILENE® group. 3 - Comparison of measurements of areas of the meshes, there was a decrease in all meshes, but in the groups PREMILENE® and PROCEED® the decrease was greater. 4 - The inflammatory process both acute and chronic, was higher in groups PREMILENE® and PROCEED®, but there was a predominance of acute inflammatory process in the group PROCEED®.

Introdução: A hérnia incisional (HI) é uma complicação comum da cirurgia abdominal. O uso de telas para a correção cirúrgica da HI possibilitou, acentuada redução dos índices de recidiva dessa doença. No entanto, o contato das telas com as vísceras pode cursar com a formação de aderências e diversas complicações. Objetivo: Verificar macro e microscopicamente o processo de cicatrização da parede abdominal de coelhos diante do reparo das hérnias incisionais utilizando biomateriais específicos: Polipropileno (PREMILENE®), Polipropileno/Poliglecaprone (ULTRAPRO®), Polipropileno /Polidioxanona/Celulose Oxidada Regenerada (PROCEED®) ou Reparo sem tela- Transposição peritônio-aponeurótica longitudinal bilateral (TRANSPALB). Métodos: foram operados 40 coelhos, com produção de hérnia incisional. Após 30 dias, todos os coelhos desenvolveram HI e foram reoperados com reparo herniário com ou sem uso de telas. Os animais foram distribuídos aleatoriamente: GRUPO 1 (N=10) – PREMILENE® (PPL): colocada tela intraperitoneal e fixada na parede posterior dos músculos retoabdominais; GRUPO 2 (N=10) – ULTRAPRO® (UP): colocada tela intraperitoneal e fixada na parede posterior dos músculos retoabdominais; GRUPO 3 (N=10) – PROCEED® (PCD): colocada tela intraperitoneal e fixada na parede posterior dos músculos retoabdominais; GRUPO 4 (N=10) – GRUPO CONTROLE -TRANSPALB (Transposição peritônio-aponeurótica longitudinal bilateral). Após 30 dias, os animais foram levados à eutanásia, sendo realizado estudo macroscópico e microscópico da peça retirada da parede abdominal. Resultados- Macroscópico: Área de aderência: PPL > UP e PCD (p=0,031). Vascularização: PPL >UP e PCD (p=0,001). Tamanho da Aderência: (p=0,134). Tipo de Separação de Aderências: p=0,083. O escore total de aderências não apresentou significância estatística na comparação dos três grupos com telas (p=0,064). Para todos os animais com telas houve uma redução da área da tela. O grupo PPL apresentou uma redução média de 40,7%, (p=0,032) e o grupo PCD de 53%, (p<0,001) com maior redução percentual quando comparados ao grupo UP (24,3%). A redução percentual das telas do grupo PPL, não foi estatisticamente significante quando comparada ao grupo PCD (p=0,130). Microscópico: O grupo PCD apresentou maior presença de neutrófilos do que os grupos PPL, UP e TRANSPALB (p=0,010). O grupo PPL apresentou maior presença de eosinófilos do que os grupos UP, PCD e TRANSPALB (p=0,010). Os grupos PPL e PCD apresentaram maior presença de tecido de granulação do que os grupos UP e TRANSPALB (p<0,001). Os grupos PPL, UP e PCD apresentaram maior presença de macrófagos do que os grupos TRANSPALB (p<0,001). Os grupos PPL e PCD apresentaram maior presença de linfócitos do que o grupo UP (p=0,009) e TRANSPALB (p<0,001). Os grupos PPL, UP e PCD apresentaram maior presença de células gigantes do que o grupo TRANSPALB (p<0,001). A reação mesotelial (p=0,061) e fibrose (p=0,353), não apresentaram significância estatística. Os grupos PPL e UP apresentaram mais vísceras aderidas do que os grupos PCD e TRANSPALB (p<0,001). Conclusões: 1. Todos os tipos de tela utilizados neste estudo causaram a formação de aderências e o grupo sem tela não apresentou aderências. 2. Os grupos ULTRAPRO® e PROCEED® apresentaram menor área de aderências e menor vascularização das mesmas em relação ao grupo PREMILENE®. 3. Na comparação das medidas das áreas das telas, observou-se diminuição em todas as telas, sendo que nos grupos PREMILENE® e PROCEED® essa diminuição foi maior. 4. O processo inflamatório tanto agudo quanto crônico, foi maior nos grupos PREMILENE® e PROCEED®, porém observou-se predominância de processo inflamatório agudo no grupo PROCEED®.
Keywords cicatrização de feridas/parede abdominal
hernia ventral
telas cirúrgicas/aderencia
biomateriais
Language Portuguese
Date 2013-06-26
Published in ARAMAYO, Ana Leticia Gomes. Estudo da cicatrização da parede abdominal de coelhos em modelo experimental de hérnia incisional com a utilização dos biomateriais polipropileno, polipropileno/poliglecaprone e polipropileno/polidioxanona/celulose oxidada regenerada. 2013. 71 f. Dissertação (Mestrado) - Escola Paulista de Medicina, Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP), São Paulo, 2013.
Research area Medicina
Knowledge area Ciências da saúde
Publisher Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extent 71 p.
Origin https://sucupira.capes.gov.br/sucupira/public/consultas/coleta/trabalhoConclusao/viewTrabalhoConclusao.jsf?popup=true&id_trabalho=85032
Access rights Closed access
Type Dissertation
URI http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/48260

Show full item record




File

File Size Format View

There are no files associated with this item.

This item appears in the following Collection(s)

Search


Browse

Statistics

My Account