Estabelecimento de um modelo para estudo da diferenciação de queratinócitos a partir de células-tronco mesenquimais do sangue do cordão umbilical

Estabelecimento de um modelo para estudo da diferenciação de queratinócitos a partir de células-tronco mesenquimais do sangue do cordão umbilical

Author Fornaziero, Adriana Sassaron Autor UNIFESP Google Scholar
Advisor Araujo, Mariana da Silva Araujo Autor UNIFESP Google Scholar
Institution Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Graduate program Ciências Biológicas (Biologia Molecular)
Abstract A pele humana é um tecido epitelial estratificado constituído pela epiderme, derme, estruturas acessórias como glândulas e cabelo, além de uma camada de gordura subjacente à derme. As células da epiderme, os queratinócitos, renovam-se constantemente por meio de um processo bastante complexo que envolve tanto a proliferação quanto a diferenciação dessas células. Tendo em vista que algumas doenças que acometem a pele, tais como a psoríase, podem afetar esse processo, diferentes abordagens têm sido propostas para se estudar eventos moleculares envolvidos tanto na diferenciação normal dos queratinócitos quanto durante o desenvolvimento de patologias. Uma dessas abordagens consiste no uso de células-tronco (CT). Uma importante fonte de CT é o sangue do cordão umbilical humano (SCU) que tem sido explorado, tanto em pesquisas, quanto na área da medicina regenerativa. Assim, o objetivo desse trabalho foi avaliar o potencial de diferenciação de células-tronco mesenquimais (CTM) do SCU em queratinócitos, por meio da detecção da atividade de proteases como a hK5, hK6 e hK7 e da avaliação da expressão de marcadores envolvidos nesse processo como a p63 e a citoqueratina 5 (CQ5). As amostras de sangue foram coletadas de cordões de recém-nascidos e as células mononucleares foram separadas por gradiente de densidade. Após o isolamento das CT, a caracterização como células-tronco mesenquimais (CTM) foi confirmada, considerando-se a aderência à placa de cultura, a forma fibroblastoide, a capacidade de diferenciação nos tecidos adipogênico, condrogênico e osteogênico in vitro, além da expressão de marcadores de superfície específicos tais como CD29 e CD105, mas não CD45. Para o estudo do potencial de diferenciação das CTM em queratinócitos, as mesmas foram cultivadas, por 21 dias, em L-DMEM contendo SFB (controle) ou KSFM, suplementado com fatores de crescimento. Os resultados mostraram o aumento da atividade do tipo de hK5, hK6 e hK7 nas fases mais tardias do cultivo (14 e 21 dias), bem como a expressão dos marcadores de diferenciação p63 e CQ5, o que indica que as CTM foram capazes de se (trans)diferenciar em queratinócitos. Além da terapia clínica, o desenvolvimento de protocolos de diferenciação de CTM em queratinócitos e a obtenção de culturas estáveis dessas células poderão fornecer ferramentas úteis para uma melhor compreensão da biologia da pele em condições normais e patológicas.
Keywords células-tronco
cordão umbilical
diferenciação
queratinócitos
Language Portuguese
Date 2013-03-27
Published in FORNAZIERO, Adriana Sassaron. Estabelecimento de um modelo para estudo da diferenciação de queratinócitos a partir de células-tronco mesenquimais do sangue do cordão umbilical. 2013. Dissertação (Mestrado) - Escola Paulista de Medicina, Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP), São Paulo, 2013.
Research area Bioquímica
Knowledge area Ciências biológicas
Publisher Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Origin https://sucupira.capes.gov.br/sucupira/public/consultas/coleta/trabalhoConclusao/viewTrabalhoConclusao.jsf?popup=true&id_trabalho=154138
Access rights Closed access
Type Dissertation
URI http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/48244

Show full item record




File

File Size Format View

There are no files associated with this item.

This item appears in the following Collection(s)

Search


Browse

Statistics

My Account