Estudo do carcinoma diferenciado da tireoide pediátrico: aspectos clínicos, perfil mutacional e expressão de genes específicos da tireoide

Estudo do carcinoma diferenciado da tireoide pediátrico: aspectos clínicos, perfil mutacional e expressão de genes específicos da tireoide

Author Cordioli, Maria Isabel Cunha Vieira Autor UNIFESP Google Scholar
Advisor Cerutti, Janete Maria Cerutti Autor UNIFESP Google Scholar
Institution Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Graduate program Medicina (Endocrinologia Clínica)
Abstract Nas últimas décadas, inúmeros estudos reportaram um aumento na incidência do câncer diferenciado de tireoide (CDT). Esse incremento também foi identificado na faixa etária pediátrica, principalmente entre adolescentes. Em comparação à população adulta, o CDT pediátrico apresenta diferenças clinicopatológicas significativas, com estadio mais avançado ao diagnóstico e com maiores taxas de recorrência local e à distância. Além disso, alguns autores sugerem que haja uma heterogeneidade clínica nesse grupo de pacientes mais jovens, através de estudos que evidenciaram uma maior ocorrência de extensão extra-tireoidiana e metástase para linfonodos e à distância em crianças (<10 anos) em comparação com adolescentes (10-18 anos). As diferenças clínicas observadas no CDT entre crianças, adolescentes e adultos podem, em parte, serem decorrentes de graus distintos de diferenciação tumoral e, consequentemente, expressão diferencial dos genes responsáveis pela captação e metabolismo do iodo na tireoide. Além disso, diferenças no espectro de eventos genéticos pode ser também uma das razões para as diferenças clinicopatológicas evidenciadas de acordo com a idade. Neste estudo, analisamos os níveis de expressão de genes relacionados à captação e ao metabolismo do iodo (NIS, TG, TPO, PDS e TSH-R) e o perfil molecular em uma série de CDT pediátrico predominantemente esporádico. O primeiro artigo, Are we really at the dawn of understanding sporadic pediatric thyroid carcinoma?, sumariza as principais características clinico patológicas e os principais eventos genéticos já descritos no CDT pediátrico e descreve as diferenças identificadas entre os grupos pediátrico e adulto e, no grupo pediátrico, entre os tumores esporádicos e induzidos por irradiação. O segundo artigo, Thyroid-specific genes expression uncovered agerelated differences in pediatric thyroid carcinomas, descreve os resultados da análise da expressão de genes associados à captação e ao metabolismo do iodo em uma casuística de CDT pediátrico predominantemente esporádico, com ênfase nas diferenças encontradas entre crianças e adolescentes, além da comparação com resultados de uma casuística adulta previamente estudada pelo nosso grupo. Pela primeira vez é descrito haver diferença na expressão dos genes NIS, PDS e TSH-R no grupo pediátrico, com uma menor expressão observada em crianças em comparação aos pacientes adolescentes. O terceiro artigo, AGK-BRAF gene fusion is a recurrent event in sporadic pediatric thyroid carcinoma, descreve, pela primeira vez, a ocorrência do rearranjo AGK-BRAF em pacientes com CPT pediátrico esporádico. O quarto artigo, Fusion oncogenes are the main genetic events found in sporadic papillary thyroid carcinomas from children, descreve a prevalência dos principais eventos genéticos já identificados no CPT pediátrico (BRAFV600E, NRAS Q61, RET/PTC 1,2 e 3, ETV6-NTRK3 e AGK-BRAF) numa casuística de CPT pediátrico predominantemente esporádico e com um número de crianças investigadas superior aos demais estudos já publicados. Apesar de os eventos genéticos apresentarem prevalência semelhante entre crianças e adolescentes, o espectro de mutações identificado foi diferente. Em adolescentes observou-se uma maior prevalência da mutação BRAF V600E e de tumores com mais de um evento genético identificado. Com relação ao perfil mutacional, nossos resultados corroboram os achados prévios de que o RET/PTC é o principal evento genético envolvido na patogênese do CPT pediátrico. A aparente ausência da mutação BRAF V600E no CDT em crianças e a menor prevalência no CDT em adolescentes, em comparação ao grupo adulto, sugere que a prevalência dessa mutação aumente com a idade e não desempenhe um papel importante no CDT pediátrico. O melhor conhecimento acerca da patogênese do CDT pediátrico pode contribuir para o melhor manejo de nódulos tireoidianos e seguimento dos pacientes com CDT identificado. A melhor elucidação dos eventos genéticos envolvidos e do perfil de expressão gênica desses tumores pediátricos possibilitaria a aplicabilidade de testes moleculares na avaliação do risco de malignidade de nódulos tireoidianos e o desenvolvimento de terapias direcionados para os casos de tumores com maior grau de agressividade nessa faixa etária.
Keywords câncer de tiróide
crianças e adolescentes
mutações genéticas
expressão genica
Language Portuguese
Date 2016-07-10
Published in CORDIOLI, Maria Isabel Cunha Vieira. Estudo do carcinoma diferenciado da tireoide pediátrico: aspectos clínicos, perfil mutacional e expressão de genes específicos da tireoide. 2016. 179 f. Tese (Doutorado) - Escola Paulista de Medicina, Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP), São Paulo, 2016.
Research area Medicina
Knowledge area Ciências da saúde
Publisher Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extent 179 p.
Origin https://sucupira.capes.gov.br/sucupira/public/consultas/coleta/trabalhoConclusao/viewTrabalhoConclusao.jsf?popup=true&id_trabalho=3745005
Access rights Closed access
Type Thesis
URI http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/48217

Show full item record




File

File Size Format View

There are no files associated with this item.

This item appears in the following Collection(s)

Search


Browse

Statistics

My Account