O trabalho em saúde na atenção básica no município de São Paulo: olhares sobre um cenário em transformação

O trabalho em saúde na atenção básica no município de São Paulo: olhares sobre um cenário em transformação

Autor Carnevalli, Fabio Urbini Autor UNIFESP Google Scholar
Orientador Silva, Geovani Gurgel Aciole da Silva Autor UNIFESP Google Scholar
Instituição Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Pós-graduação Saúde Coletiva
Resumo The field of knowledge in Occupational Health is part of the Public Health and aims to know the relations of labor and the health-disease process in connection therewith. In the context of health care work in the setting of primary care, work activities have specificities and peculiarities, being possible, from the identification of vulnerabilities that workers are exposed, to suggest and relate the specific illness of work and job dissatisfaction and to understand the turnover professional service. The main objective of this study was to analyze and describe the health of this level of care worker, according to the perceptions of workers and the interpretation of reports. The qualitative research methodology, five groups chat and five interviews with problem-solving discussion questions from semi-structured questionnaires applied to workers at basic health units and family health units were performed, as well as their administrative coordinators of each service. Altogether were conducted an interview and a group chat by health unit in São Paulo: Central West, North, East, Southeast and South. After understanding how work is organized in each health unit and knowledge of professionals from their experiences and knowledge about the model proposed work in primary care, was possible to identify and understand key generators reasons for vulnerabilities: the relationship with the user, the territory ascribed the unit working, passing by issues of lack of material resources, and building physical infrastructure, human resources quality and quantity. These factors become more susceptible to illness and absence from work and imply a higher turnover in jobs, not applicable or the logic of the services or the quality of service to users. Proposals were prepared workers believe that the most varied attitudes need to be implemented and deployed, including personal and collective attitudes among employees and teams, as well as possibilities that require validation by the local administrator. Moreover, the major dissatisfactions revealed in the survey were related low appreciation, both financially and in relation to plans for jobs and careers, the lack of network support in SUS to take care of your health, not to feel included in the planning of actions and not being heard your complaints and demands as workers of SUS.

O campo de conhecimento afeto à Saúde do Trabalhador insere-se na Saúde Coletiva e tem como objetivo conhecer as relações do trabalho e o processo saúde doença inerentes a elas. No contexto do trabalho em saúde no cenário da atenção básica, as atividades laborais possuem especificidades e peculiaridades, sendo possível, a partir da identificação das vulnerabilidades a que os trabalhadores estão expostos, sugerir e relacionar o adoecimento específico do trabalho com a insatisfação profissional e compreender a rotatividade profissional de um serviço. O objetivo principal deste estudo foi descrever e analisar a saúde do trabalhador deste nível de atenção, segundo as percepções dos trabalhadores e da interpretação dos relatos. A partir da metodologia qualitativa de pesquisa, foram realizadas cinco rodas de conversa e cinco entrevistas com questões problematizadoras para discussão a partir de questionários semiestruturados aplicados aos trabalhadores de unidades básicas de saúde e unidades de saúde da família, assim como aos respectivos coordenadores administrativos de cada serviço. Foi realizada uma roda de conversa e uma entrevista por coordenadoria regional de saúde do município de São Paulo, a saber: Centro-Oeste, Norte, Leste, Sudeste e Sul. Após a compreensão de como se organiza o trabalho em cada unidade de saúde e o conhecimento dos profissionais a partir de suas experiências e conhecimentos sobre o modelo de trabalho proposto na atenção básica, foi possível identificar e compreender os principais motivos geradores de vulnerabilidades: a relação com o usuário, o território adscrito da unidade em que trabalham, perpassando por questões de insuficiência de recursos materiais, de infraestrutura física e predial, falta de recursos humanos em qualidade e quantidade. Esses fatores tornam os trabalhadores mais susceptíveis ao adoecimento e ao afastamento do trabalho e implicam numa mais alta rotatividade nos postos de trabalho, o que não interessa nem à lógica dos serviços, nem à qualidade do atendimento aos usuários. Como propostas, os trabalhadores acreditam que atitudes das mais variadas devam ser implantadas e implementadas, incluindo atitudes pessoais e coletivas entre os trabalhadores e as equipes, bem como possibilidades que necessitam de validação do gestor local. Para além disso, as principais insatisfações reveladas na pesquisa estavam relacionadas à pouca valorização, tanto financeiramente quanto em relação aos planos de cargos e carreiras, a falta de suporte de rede no SUS para cuidarem de sua saúde, por não se sentirem incluídos no planejamento de ações e não serem ouvidos em suas queixas e demandas enquanto trabalhadores do SUS.
Assunto worker health
occupational health
primary care
work in health
sus
public health
saúde do trabalhador
atenção básica
trabalho em saúde
sus
saúde coletiva
Idioma Português
Data 2014-03-12
Publicado em CARNEVALLI, Fabio Urbini. O trabalho em saúde na atenção básica no município de São Paulo: olhares sobre um cenário em transformação. 2014. 219 f. Tese (Doutorado) - Escola Paulista de Medicina, Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP), São Paulo, 2014.
Linha de pesquisa Saúde coletiva
Área de concentração Ciências da saúde
Editor Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extensão 219 p.
Fonte https://sucupira.capes.gov.br/sucupira/public/consultas/coleta/trabalhoConclusao/viewTrabalhoConclusao.jsf?popup=true&id_trabalho=1507499
Direito de acesso Acesso restrito
Tipo Tese de doutorado
URI http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/48087

Mostrar registro completo




Arquivos deste item

Arquivos Tamanho Formato Visualização

Não existem arquivos associados a este item.

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(s)