Mulheres num mundo carcerário

Mulheres num mundo carcerário

Author Silva, Anna Carolina Martins Autor UNIFESP Google Scholar
Advisor Bretas, Ana Cristina Passarella Bretas Autor UNIFESP Google Scholar
Institution Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Graduate program Enfermagem
Abstract In prisons is possible capture smells, shapes and colors impregnated in the walls and also, in the words, silences and gestures of women who are incarcerated. These women are a minority compared to the total number of men arrested, but, are in increasing numbers in the Brazilian units. This study, qualitative, used as a method to thematic oral history, with the aim of knowing the prison everyday from stories told by women in a prison in São Paulo and thus, understand the realities experienced by them. Interviews were conducted, this material was transcribed and later, with a careful reading of the data, four themes were createad and analized, they are: the self and the other; mimeograph last and print the future; daily; discipline and power: dead! Live! Live! Dead! Live! The relationship that was built with such women made us all the time assuming positions of "I" and "other"; leave the prison environment through memories and hopes; approach the everyday, space where each of them adapts, creates forms of resistance and understands the circumstances in prisions; note that through the disciplinary power the life are mainly controlled. This experience reinvents researchers and researched and expands horizons for understanding the women in prison world.

Estar na prisão permite captar cheiros, formas e cores impregnadas nas paredes e também, nas palavras, silêncios e gestos das mulheres que estão encarceradas. Essas mulheres, apesar de serem minoria quando comparadas ao total de homens presos, estão em número cada vez maior nas unidades brasileiras. Este estudo, de natureza qualitativa, utilizou como método a História Oral Temática, com o objetivo de conhecer o cotidiano prisional a partir de histórias contadas por mulheres que cumprem pena em privação de liberdade na Penitenciária Feminina de Sant'Ana, na cidade de São Paulo e assim, compreender as realidades vividas por elas. Foram feitas entrevistas, este material foi transcrito e transcriado e, posteriormente uma leitura criteriosa dos dados deu origem a quatro eixos temáticos que foram analisados, são eles: o eu e a outra; mimeografar o passado e imprimir o futuro; diariamente; disciplina e poder: morto! Vivo! Vivo! Morto! Vivo! A relação que foi construída com tais mulheres nos fez a todo tempo assumir posições de ?eu? e ?outra?; sair do ambiente prisional através de memórias e esperanças; se aproximar do cotidiano, apreendido por cada uma delas ao se adaptarem, criando formas de resistência e compreendendo as circunstâncias do encarceramento; notar que por meio do poder disciplinar, tão próprio das instituições totais e totalizantes, as vivências estão, sobretudo, controladas. A experiência reinventa pesquisadoras e pesquisadas e amplia horizontes para a compreensão da vida de mulheres num mundo carcerário.
Keywords women
prisons
narration
mulheres
prisões
narrativa
Language Portuguese
Date 2015-07-29
Published in SILVA, Anna Carolina Martins. Mulheres num mundo carcerário. 2015. 148 f. Dissertação (Mestrado) - Escola Paulista de Enfermagem, Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP), São Paulo, 2015.
Research area Enfermagem
Knowledge area Ciências da saúde
Publisher Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extent 148 p.
Origin https://sucupira.capes.gov.br/sucupira/public/consultas/coleta/trabalhoConclusao/viewTrabalhoConclusao.jsf?popup=true&id_trabalho=3175684
Access rights Closed access
Type Dissertation
URI http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/48080

Show full item record




File

File Size Format View

There are no files associated with this item.

This item appears in the following Collection(s)

Search


Browse

Statistics

My Account