Prevalência das alterações estruturais mínimas da laringe: influência sobre o conceito de prega vocal normal

Prevalência das alterações estruturais mínimas da laringe: influência sobre o conceito de prega vocal normal

Autor Moraes, Bruno Teixeira de Autor UNIFESP Google Scholar
Orientador Biase, Noemi Grigoletto de Biase Autor UNIFESP Google Scholar
Instituição Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Pós-graduação Medicina (Otorrinolaringologia)
Resumo Background: Sulcus vocalis, epidermoid cysts, mucosal bridges and laryngeal microwebs are a group of morphological alterations found on the vocal folds designated as minor structural alterations of laryngeal coverage. There is a wide discussion in the literature regarding the origin and vocal impact of these entities with uncertainty whether they represent anatomical variations belonging to the field of anatomy or consist of congenital or acquired abnormalities belonging to the field of pathology. The use of a gold standard for the diagnosis and prevalence of these alterations in a population evaluated independently to present vocal complaints would contribute much in the knowledge of its etiology, physiopathology and clinical impact on the health of the individual. Purpose: To determine the prevalence of minor structural alterations of laryngeal coverage in a population and characterize them under morphological and epidemiological parameters. Method: An observational cross-sectional study. A total of 147 patients underwent general anesthesia for extralaryngeal surgery indicated unrelated to the study, independent of the presence of vocal complaint. Then, it was proceeded to the detection and morphological characterization of minor structural alterations and other findings by laryngeal inspection and palpation through suspension microlaryngoscopy without surgical intervention related to this procedure. The laryngeal findings were crossed with questionnaire variables of clinical and demographic characteristics applied in these individuals. Results: In the sample with most individuals without vocal complaints (95,9%) was identified a prevalence of minor structural alterations of 21,1% in this population. Of these, 5,4% of patients had laryngeal microwebs, 16,3% sulcus vocalis, and 4,1% epidermoid cysts. There were no pocket-sulcus or mucosa bridges in this sample. These alterations occurred mainly after 10 years of age (maturation period of the lamina propria) without influence of gender, vocal abuse or diseases of the upper airway. In cases of multiple alterations, the main association was between sulcus vocalis. Also observed in the sample vocal nodules in 12,9% of cases, varicosity 1,4% and vascular ectasia by 2%. Conclusions: The prevalence of minor structural alterations of laryngeal coverage in this population without vocal complaints mostly was 21,1% with identification of sulcus vocalis, epidermoid cystsand laryngeal microwebs. Age was the only clinical or demographic characteristics associated with these alterations.

Introdução: Sulcos vocais, cistos epidermoides, pontes de mucosa e microdiafragmas laríngeos constituem um grupo de alterações morfológicas encontradas nas pregas vocais designado como alterações estruturais mínimas de cobertura da laringe. Há uma vasta discussão na literatura a respeito da origem e impacto vocal destas entidades com indefinição se elas representam variações anatômicas pertencentes ao campo da anatomia ou se consistem em anormalidades congênitas ou adquiridas pertencentes ao campo da patologia. A utilização de um método padrão ouro para fins de diagnóstico e prevalência destas alterações, numa população avaliada independente de apresentar queixa vocal, contribuiria muito no conhecimento de sua etiologia, fisiopatologia e impacto clínico na saúde do indivíduo. Objetivos: Determinar a prevalência de alterações estruturais mínimas de cobertura da laringe em uma população e caracterizá-las sob parâmetros morfológicos e epidemiológicos. Método: Estudo observacional do tipo transversal. Um total de 147 pacientes foram submetidos à anestesia geral para cirurgia de sítio extralaríngeo com indicação de procedimento alheia ao estudo e independente da presença de queixa vocal. Em seguida, realizou-se a detecção e caracterização morfológica de alterações estruturais mínimas e outros achados por meio de microlaringoscopia de suspensão com inspeção e palpação laríngea sem intervenção cirúrgica relacionada a este procedimento. Os achados laríngeos foram cruzados com variáveis do questionário de características clínicas e demográficas aplicado nestes indivíduos. Resultados: Em amostra com maioria de indivíduos sem queixas vocais (95,9%) foi identificada uma prevalência de alterações estruturais mínimas de 21,1% nesta população. Destes, 5,4% dos indivíduos apresentaram microdiafragma laríngeo, 16,3% sulcos vocais e 4,1% cisto epidermoide. Não foram encontrados sulco-bolsa ou ponte de mucosa nesta amostra. A identificação destas alterações ocorreu majoritariamente após os 10 anos de idade (período de maturação da lâmina própria) sem influência de gênero, abuso vocal ou afecções de via aérea superior. Entre as alterações com apresentação múltipla, houve associação principalmente entre sulcos vocais. Também observou-se na amostra nódulo vocal em 12,9% dos casos, vasculodisgenesia em 1,4% e ectasia vascular em 2%. Conclusões: A prevalência de alterações estruturais mínimas de coberturada laringe nesta população predominantemente assintomática do ponto de vista vocal foi de 21,1% com identificação de sulcos vocais, cistos epidermoides e microdiafragmas laríngeos. A idade foi a única característica clínica ou demográfica associada a estas alterações.
Assunto vocal fold
anatomy
histology
preach vocal
abnormalities
diseases of the larynx
laryngoscopy
prega vocal/anatomia & histologia
prega vocal/anormalidades
doenças da laringe
laringoscopia
Idioma Português
Data 2015-10-28
Publicado em MORAES, Bruno Teixeira de. Prevalência das alterações estruturais mínimas da laringe: influência sobre o conceito de prega vocal normal. 2015. 41 f. Tese (Doutorado) - Escola Paulista de Medicina, Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP), São Paulo, 2015.
Linha de pesquisa Medicina
Área de concentração Ciências da saúde
Editor Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extensão 41 p.
Fonte https://sucupira.capes.gov.br/sucupira/public/consultas/coleta/trabalhoConclusao/viewTrabalhoConclusao.jsf?popup=true&id_trabalho=2938811
Direito de acesso Acesso restrito
Tipo Tese de doutorado
URI http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/48063

Mostrar registro completo




Arquivos deste item

Arquivos Tamanho Formato Visualização

Não existem arquivos associados a este item.

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(s)