A importância da molécula de adesão lfa-1 na imunidade adquirida pela vacinação genética do tipo imunização e reforço heterólogo contra a infecção pelo trypanosoma cruzi

A importância da molécula de adesão lfa-1 na imunidade adquirida pela vacinação genética do tipo imunização e reforço heterólogo contra a infecção pelo trypanosoma cruzi

Autor Virgilio, Fernando dos Santos Autor UNIFESP Google Scholar
Orientador Vasconcelos, Jose Ronnie Carvalho de Vasconcelos Autor UNIFESP Google Scholar
Instituição Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Pós-graduação Microbiologia e Imunologia
Resumo Heterologous prime-boost vaccination strategy using recombinant plasmid DNA followed by replication-defective human recombinant adenovirus type 5 (AdHu5) is a powerful strategy to elicit specific CD4+ and CD8+ T cells which play a key role in protective immunity against intracellular pathogens as for example Trypanosoma cruzi, the causative agent of Chagas' disease. Based on evidences that recirculation after challenge is critical for T-cell mediated protective immunity, herein we studied whether certain integrins, cell adhesion molecules (CAM) and chemokine receptors mediated this process playing a critical role during immunity against infection. To study the role of integrins, highly susceptible A/Sn mice were immunized with heterologous prime-boost vaccine (rec. plasmid DNA/AdHu5), challenged and treated with blocking antibodies to LFA-1 and/or VLA-4. Immunized mice treated with control Rat IgG or αVLA-4 antibodies controlled the parasitemia and survived the lethal challenge. In contrast, immunized mice treated with αLFA-1 or αLFA-1 and αVLA-4 displayed high parasitemia and died after challenge. When we analyzed the immune response in those mice, LFA-1 blockage neither diminished the frequency nor compromised the capacity of specific CD8+ T cells to respond in vitro (IFN-γ and TNF). We also observed an accumulation of CD8+ T cells in the spleen, lymph nodes and liver after treatment with αLFA-1. When we estimated the parasitism in the heart tissue of treated mice, we found a large number of amastigote nests. We performed similar experiments by infecting genetically deficient icam-1-/- or cccr5-/- immunized mice. These mice controlled the infection at similar extension as wild type animals. We concluded that LFA-1 integrin, but not VLA-4, ICAM-1 or CCR5 play a critical role in the protective immune response generated by the heterologous prime-boost vaccination possibly by blocking T cell recirculation after challenge.

A estratégia de vacinação denominada de imunização e reforço heterólogo usando plasmídio de DNA e adenovírus recombinante humano tipo 5 (AdHu5) deficiente em replicação é uma poderosa estratégia para se induzir linfócitos T CD4+ e CD8+ específicas que desempenham um papel fundamental para a imunidade protetora contra patógenos intracelulares como por exemplo o Trypanosoma cruzi, o agente causador da doença de Chagas. Baseado em evidências de que a recirculação após desafio é crítico para a imunidade protetora mediada por linfócitos T, nós estudamos se certas integrinas, moléculas de adesão (CAM) e receptores de quimiocinas seriam importantes para esse processo desempenhando um papel crítico na imunidade contra a infecção. Para estudar o papel das integrinas, camundongos A/Sn, altamente suscetíveis a infecção experimental pelo T. cruzi,foram imunizados com o protocolo vacinal do tipo imunização e reforço heterólogo (rec. plasmídeo DNA/AdHu5), desafiados e tratados com anticorpos bloqueadores αLFA-1 e/ou αVLA-4. Os camundongos imunizados e tratados com a IgG de rato controle ou αVLA-4 controlaram a parasitemia e sobreviveram ao desafio letal. Em contraste, os camundongos imunizados e tratados com αLFA-1 ou αLFA-1 e αVLA-4 apresentaram alta parasitemia e todos eles sucumbiram após o desafio. Quando analisamos a resposta imune nesses camundongos após bloqueio do LFA-1, não observamos diminuição da frequência ou do comprometimento da capacidade dos linfócitos T CD8+ específicos produzir IFN- e TNF- in vitro. Observamos também um acúmulo das linfócitos T CD8+ no baço, linfonodo e fígado após tratamento com αLFA-1. Quando estudamos o parasitismo no tecido cardíaco dos camundongos tratados encontramos um grande número de ninhos de amastigotas. Também realizamos experimentos em camundongos geneticamente deficientes icam-1-/- ou ccr5-/- imunizados e infectados. Estes camundongos controlaram a infecção de modo semelhante aos camundongos selvagens. Em vista disso, concluímos que a integrina LFA-1, mas não VLA-4, ICAM-1 ou CCR5 desempenham um papel crítico na resposta imune protetora gerada pelo protocolo de vacinação do tipo imunização e reforço heterólogo possivelmente pela inibição da recirculação dos linfócitos T específicos após o desafio.
Assunto vaccination strategy using recombinant
recombinant adenovirus type 5 (adhu5)
recombinante humano tipo 5 (adhu5)
recombinante humano tipo 5 (adhu5)
Idioma Português
Data 2014-07-31
Publicado em VIRGILIO, Fernando dos Santos. A importância da molécula de adesão lfa-1 na imunidade adquirida pela vacinação genética do tipo imunização e reforço heterólogo contra a infecção pelo trypanosoma cruzi. 2014. 112 f. Dissertação (Mestrado) - Escola Paulista de Medicina, Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP), São Paulo, 2014.
Linha de pesquisa Microbiologia
Área de concentração Ciências biológicas
Editor Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extensão 112 p.
Fonte https://sucupira.capes.gov.br/sucupira/public/consultas/coleta/trabalhoConclusao/viewTrabalhoConclusao.jsf?popup=true&id_trabalho=951465
Direito de acesso Acesso restrito
Tipo Dissertação de mestrado
URI http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/48026

Mostrar registro completo




Arquivos deste item

Arquivos Tamanho Formato Visualização

Não existem arquivos associados a este item.

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(s)