Prevalence of FMS-like tyrosine kinase 3/internal tandem duplication (FLT3/ITD+) in de novo acute myeloid leukemia patients categorized according to cytogenetic risk

Prevalence of FMS-like tyrosine kinase 3/internal tandem duplication (FLT3/ITD+) in de novo acute myeloid leukemia patients categorized according to cytogenetic risk

Título alternativo Prevalência de duplicação interna in tandem/fms-receptor tirosino-quinase (DIT/FLT3) em pacientes com leucemia mielóide aguda de novo classificados conforme grupos citogenéticos de risco
Autor Krum, Everson Augusto Google Scholar
Yamamoto, Mihoko Autor UNIFESP Google Scholar
Chauffaille, Maria de Lourdes Lopes Ferrari Autor UNIFESP Google Scholar
Instituição Universidade Estadual de Ponta Grossa
Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Resumo CONTEXT AND OBJECTIVE: The mechanism involved in leukemogenesis remains unclear and more information about the disruption of the cell proliferation, cell differentiation and apoptosis of neoplastic cells is required. DESIGN AND SETTING: Cross-sectional prevalence study at the Discipline of Hematology, Hospital São Paulo, Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP). METHODS: We investigated FMS-like tyrosine kinase 3/internal tandem duplication (FLT3/ITD+) in 40 adult patients with de novo acute myeloid leukemia (AML), categorized according to cytogenetic results, from September 2001 to May 2005. RESULTS: Thirteen patients (32.5%) were classified as presenting the favorable karyotype, 11 patients (27.5%) as an intermediate group, 7 patients (17%) as an undefined group and 9 patients (22.5%) as the unfavorable group. FLT3/ITD+ was found in 10 patients (25%): 3 with FLT3/ITD+ and favorable karyotype; 4 with FLT3/ITD+ and intermediate karyotype; 2 with FLT3/ITD+ and undefined karyotype; and only 1 with FLT3/ITD+ and unfavorable karyotype. Among the patients without FLT3/ITD+, 10 presented favorable karyotype, 8 intermediate, 4 undefined and 8 unfavorable karyotype. The cytogenetic results showed no correlations between FLT3/ITD presence and the prognostic groups (P = 0.13). We found that 2 patients were still alive more than 24 months later, FLT3/ITD+ did not influence the patients' survival rate. CONCLUSION: We found the same frequency of AML with FLT3/ITD+ in both the favorable and intermediate prognosis groups. Only one patient presented AML, FLT3/ITD+ and unfavorable karyotype (the hypothetical worst clinical situation). Therefore, the prognostic advantage of favorable cytogenetics among patients with FLT3/ITD+ remains to be elucidated, for it to be better understood.

CONTEXTO E OBJETIVO: O mecanismo envolvido na leucemogênese permanece obscuro, e maiores informações a respeito das inadequadas proliferação, diferenciação e apoptose das células neoplásicas é fundamental. TIPO DE ESTUDO E LOCAL: Estudo transversal de prevalência na Disciplina de Hematologia e Hemoterapia, Hospital São Paulo, Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP). MÉTODOS: Nós pesquisamos a duplicação interna in tandem (DIT) do gene FLT3 (Fms-like tyrosine kinase) em 40 pacientes adultos com leucemia mielóide aguda (LMA) de novo, classificados de acordo com os resultados de cariótipo em banda G, de setembro de2001 a maio de 2005. RESULTADOS: Treze pacientes (32,5%) foram classificados como cariótipo favorável, 11 pacientes (27,5%) como grupo intermediário, 7 pacientes (17%) no grupo de prognóstico indefinido e os restantes 9 pacientes (22,5%) foram alocados como desfavorável. A DIT/FLT3 foi encontrada em 10 pacientes (25%), 3 pacientes com DIT/FLT3 e cariótipo favorável, 4 com DIT/FLT3 e cariótipo intermediário, 2 com DIT/FLT3 e cariótipo de prognóstico indefinido e somente 1 paciente com DIT/FLT3 e cariótipo desfavorável. Entre os pacientes sem DIT/FLT3, 10 apresentaram cariótipo favorável, 8 com cariótipo intermediário, 4 com cariótipo de prognóstico indefinido e 8 com cariótipo desfavorável. Não houve correlação entre a presença de DIT/FLT3 e os grupos de prognóstico conforme resultados de citogenética (P = 0,13). No presente estudo encontramos 2 pacientes vivos por mais de 24 meses. A presença de DIT/FLT3 não influenciou a taxa de sobrevida dos pacientes. CONCLUSÃO: Nós observamos a mesma frequência de LMA com DIT/FLT3 tanto no grupo de cariótipo favorável quanto no grupo intermediário e somente um paciente com LMA e DIT/FLT3 e cariótipo desfavorável, hipoteticamente o pior achado clínico. Desta forma, a vantagem prognóstica do cariótipo favorável em pacientes DIT/FLT3 permanece a ser esclarecida para melhor compreensão da LMA.
Palavra-chave Receptor protein - tyrosine kinase
Leukemia, myeloid, acute
Cytogenetic analysis
Prognosis
Polymerase chain reaction
Receptores proteína tirosina quinases
Leucemia mielóide aguda
Análise citogenética
Prognóstico
Reação em cadeia da polimerase
Idioma Inglês
Financiador Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq)
Número do financiamento CNPq: 301090/2003-3
Data de publicação 2009-01-01
Publicado em KRUM, Everson Augusto; YAMAMOTO, Mihoko; CHAUFFAILLE, Maria de Lourdes Lopes Ferrari. Prevalence of FMS-like tyrosine kinase 3/internal tandem duplication (FLT3/ITD+) in de novo acute myeloid leukemia patients categorized according to cytogenetic risk. Sao Paulo Med. J., São Paulo , v. 127, n. 1, p. 23-27, jan. 2009
ISSN 1516-3180 (Sherpa/Romeo, fator de impacto)
Publicador Associação Paulista de Medicina - APM
Extensão 23-27
Fonte http://dx.doi.org/10.1590/S1516-31802009000100006
Direito de acesso Acesso aberto Open Access
Tipo Artigo
Web of Science WOS:000266149800006
SciELO S1516-31802009000100006 (estatísticas na SciELO)
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/4784

Exibir registro completo




Arquivo

Nome: S1516-31802009000100006.pdf
Tamanho: 154.9KB
Formato: PDF
Descrição:
Abrir arquivo

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta