Efetividade e segurança do treinamento concorrente aeróbio e de força na melhora da qualidade do sono em mulheres com artrite reumatoide: estudo clínico randomizado

Efetividade e segurança do treinamento concorrente aeróbio e de força na melhora da qualidade do sono em mulheres com artrite reumatoide: estudo clínico randomizado

Author Kayo, Andrea Harumi Autor UNIFESP Google Scholar
Advisor Trevisani, Virginia Fernandes Moca Trevisani Autor UNIFESP Google Scholar
Institution Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Graduate program Saúde Baseada em Evidências
Abstract safety of a concurrent strength and endurance training on the subjective and objective sleep quality and to correlate these data with fatigue, pain complaints, disease activity and functional status. METHODS: In this randomized controlled trial, 43 women with ages between 35 and 65 years and RA diagnosis, according to the American College of Rheumatology (1987) and European League Against Rheumatism (2010), and with sleep complaints according to the Pittsburgh Sleep Quality Index (PSQI ? 5 points) were included. They were randomized in one of two groups: Physical Exercise (PE; n = 22) or Control (CO; n = 21). Women in the PE group performed concurrent strength and endurance exercise, twice a week for 16 weeks, and the CO group was evaluated for the same period. Both received counseling about sleep hygiene and were evaluated by polysomnography (PSG) at baseline and final moment, and by PSQI and Epworth Sleepiness Scale (ESS), visual analogue scale for pain and fatigue, Health Assessment Questionnaire (HAQ) and handgrip tests, as well as the Beck Depression Index (BDI) at baseline moment and at 8, 16 and 20 weeks. RESULTS: From the 43 initially recruited patients, 33 completed the study. The group PE did not have improvements in sleep quality as evaluated by PSG, but had significant increase in the subjective evaluation of sleep quality according to the PSQI (p < 0.001). There were no significant differences in pain and fatigue with exercise and the improvement in the BDI score in both groups cannot be attributed to exercise. At eight weeks, there was a significant improvement in HAQ (p = 0.001) in both groups, and disease activity (DAS28) categories changed from moderate to low disease in both groups (p = 0.003), indicating that exercise did not interfere with RA activity. CONCLUSIONS: The PSG exam confirmed that RA patients with sleep complaints have poor quality of sleep. The exercise program was safe, but did not result in sleep quality improvements according to PSG variables; although it has resulted in significant improvements in sleep quality according to PSQI and ESS. Exercising had no effect on pain, fatigue or disease activity, but resulted in improvement in functional ability according to HAQ.

Objetivo: Avaliar a efetividade e a segurança do treinamento concorrente aeróbio e de força em pacientes com artrite reumatoide e queixas de sono ruim na melhora da qualidade objetiva e subjetiva do sono e analisar esses achados com as queixas de fadiga, dor, depressão, atividade da doença e capacidade funcional. Métodos: Estudo clínico controlado randomizado, incluindo 43 mulheres com idade entre 35 e 65 anos, diagnóstico de artrite reumatoide, segundo os critérios de 1987 do Colégio Americano de Reumatologia e Liga Europeia Contra o Reumatismo, 2010, com alteração na qualidade de sono detectadas pelo questionário Índice de Qualidade do Sono de Pittsburgh (IQSP) (? 5 pontos). Após a randomização as pacientes foram alocadas em um dos dois grupos: Exercício Físico (EF) (n = 22) e Controle (CO) (n = 21). O grupo EF realizou um treinamento concorrente composto por exercícios aeróbios e de força, duas vezes por semana durante 16 semanas, e o grupo CO apenas foi acompanhado durante o período do estudo. Ambos receberam orientações sobre higiene do sono e foram avaliados no momento basal e final por meio da polissonografia (PSG), e pelos questionários IQSP, Escala de Sonolência de Epworth (ESS), dor e fadiga pela escala visual analógica (VAS), índice de incapacidade funcional (HAQ) e handgrip, depressão pelo Índice de Depressão de Beck (BDI) no momento basal, às 8, às 16 e às 20 semanas. Resultados: Das 43 pacientes inicialmente incluídas, 33 completaram o protocolo. O grupo EF não apresentou melhora da qualidade do sono por meio das variáveis mensuradas pela PSG; mas experimentou melhora da qualidade subjetiva do sono de acordo com o escore IQSP (p < 0,001); não houve diferença significativa na dor e na fadiga após a prática de EF; a melhora observada nos índices do BDI não pode ser atribuída ao exercício físico. Houve melhora nos índices do HAQ (p = 0,001) às oito semanas, e as categorias de atividade da doença (DAS28) modificaram-se, entre os momentos de avaliação, de atividade moderada para leve em ambos os grupos (p = 0,003), o que mostra que o exercício físico não teve interferência sobre a atividade da AR. Conclusões: O exame de PSG confirmou que pacientes com AR com queixas de sono pelo IQSP têm qualidade do sono diminuída, observada pela eficiência do sono < 85%. O programa de exercícios físicos proposto foi considerado seguro, porém não resultou em melhora da qualidade do sono de acordo com as variáveis da PSG, embora tenha demonstrado melhora do sono pelos questionários IQSP e do ESS. O exercício físico não teve efeito sobre a dor, a fadiga ou a atividade da doença, mas provocou melhora da capacidade funcional conforme o HAQ e no índice de depressão.
Keywords rheumatoid arthritis
sleep disorders
exercise
randomized controlled trial
polysomnography
artrite reumatoide
distúrbios do sono
exercício
ensaio clínico controlado randomizado
polissonografia
Language Portuguese
Date 2015-09-30
Published in KAYO, Andrea Harumi. Efetividade e segurança do treinamento concorrente aeróbio e de força na melhora da qualidade do sono em mulheres com artrite reumatoide: estudo clínico randomizado. 2015. 113 f. Tese (Doutorado) - Escola Paulista de Medicina, Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP), São Paulo, 2015.
Research area Medicina
Knowledge area Ciências da saúde
Publisher Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extent 113 p.
Origin https://sucupira.capes.gov.br/sucupira/public/consultas/coleta/trabalhoConclusao/viewTrabalhoConclusao.jsf?popup=true&id_trabalho=2954672
Access rights Closed access
Type Thesis
URI http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/47729

Show full item record




File

File Size Format View

There are no files associated with this item.

This item appears in the following Collection(s)

Search


Browse

Statistics

My Account