Efeitos do resveratrol isolado e/ou combinado ao ranelato de estrôncio no tecido ósseo de ratas ooforectomizadas e o perfil genotóxico destes tratamentos

Efeitos do resveratrol isolado e/ou combinado ao ranelato de estrôncio no tecido ósseo de ratas ooforectomizadas e o perfil genotóxico destes tratamentos

Autor Beirao, Dhyovanna Carine Cardoso Autor UNIFESP Google Scholar
Orientador Reginato, Rejane Daniele Reginato Autor UNIFESP Google Scholar
Instituição Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Pós-graduação Biologia Estrutural e Funcional
Resumo To evaluate the effects of resveratrol (RSV) applied alone or combined (SrR+RSV) with strontium ranelate (SrR) on bone tissue constituents of ovariectomized rats and genotoxic profile of these treatments. Methods: 32 female Wistar rats, 6 months-old, were ovarietomized (OVX) and 8 were sham-operated (Sham). After 3 months, the animals were divided into five groups: Sham: received vehicle solution; Control: OVX and received vehicle solution; SrR: OVX and treated with 625mg/kg/day SrR; RSV: OVX and treated with 80mg/kg/day RSV; SrR+RSV: OVX and treated with 625mg/kg/day SrR + 80mg/kg/day RSV. The treatments and vehicle solution (H2O) were administered by gavage, 7 days/week during 90 days. The animals were weighed and submitted to bone densitometry at the ovariectomy day, beginning and end of treatment. After treatments, the animals were euthanized, and their distal femurs were fixed in 4% formaldehyde (derived from paraformaldehyde) in 0.1M phosphate buffer (pH 7.2), decalcified in EDTA 10% in a sodium phosphate buffer (pH 7.2), dehydrated in ethanol, diaphanized in xylene, impregnated and embedded in paraffin. The serial sections were performed with 5?m, adhered to slides for histomorphometry, histochemistry and immunohistochemistry analysis. The distal femurs were subjected to quantification of sulfated glycosaminoglycans by agarose gel electrophoresis and hyaluronic acid by ELISA. The biophysical and biomechanical properties were evaluated in tibiae and vertebrae. The analysis of cyto-genotoxicity was performed by Allium cepa test. Forty bulbs were divided into 8 groups: Control: vehicle solution; SrR10: 10?M SrR; SrR200: 200?M SrR; SrR1000: 1000?M SrR; RSV10: 10?M RSV; RSV25: 25?M RSV; RSV80: 80?M RSV; SrR200+RSV80: 200?M SrR + 80?M RSV. The meristems were collected after 48 hours of treatment for the analysis of root cells. Results: Body weight increased in all groups after OVX. At the end of treatment the fat percentage increased in SrR+RSV and lean mass decreased in SrR, RSV and SrR+RSV groups. All treatments were effective in increasing bone mineral density (BMD), but comparing the groups at the end of treatment, this increase was more evident in SrR+RSV group. The groups submitted to SrR treatment (isolated and/or combined) showed an increase in cancellous bone volume, indicating these treatments were more effective than resveratrol isolated. There was no difference in the thickness of cortical bone. The groups that received RSV (alone and/or combined) exhibited a predominance of thin fibers (immature fibers), while Sham, Control and SrR predominance, thick fibers (mature). All treatments decreased osteocytes death and increased osteoclasts, mainly in SrR group. The concentration of chondroitin sulfate decreased in Sham, SrR and SrR+RSV, while HA levels increased in Sham and SrR groups. There were no difference in calcium content and biophysical parameters of tibiae and vertebrae. Treatments with SrR applied alone exhibited cytotoxicity and genotoxicity, with clastogenic and aneugenic effects. While RSV (25?M and 80?M) and combined treatment were not cytotoxic, being able to reduce DNA damage, showing the anti-genotoxic potential of this phytoestrogen. Conclusion: Resveratrol applied alone and/or combined with strontium ranelate have different effects on bone tissue constituents. SrR demonstrates better efficacy in reestablishing bone microarchitecture, possibly by accelerating the remodeling process. RSV associated to SrR is more effective than isolated and protects the genotoxicity caused by SrR.

Avaliar os efeitos do resveratrol (RSV) isolado ou combinado (SrR+RSV) com ranelato de estrôncio (SrR) no tecido ósseo de ratas ooforectomizadas, e o perfil genotóxico destes tratamentos. Métodos: 32 ratas adultas Wistar com 6 meses de idade foram ooforectomizadas (OVX) e 8 sham-operadas (Sham). Após 3 meses, os animais foram divididos em 5 grupos: Sham: tratadas com solução veículo; Controle: OVX e tratadas com solução veículo; SrR: OVX e tratadas com 625mg/kg/dia de SrR; RSV: OVX e tratadas com 80mg/kg/dia de RSV; SrR+RSV: OVX e tratadas com 625mg/kg/dia de SrR + 80mg/kg/dia de RSV. Os tratamentos e a solução veículo (H2O) foram administrados por gavage, 7 dias/semana durante 90 dias. Os animais foram pesados e avaliados por densitometria óssea no dia da OVX, no início e ao final do tratamento. Após o tratamento, os animais foram submetidos à eutanásia e os fêmures distais foram fixados em formaldeído 4% (preparado a partir do paraformaldeído) em tampão fosfato 0.1M (pH 7.2), descalcificados em EDTA à 10% em tampão fosfato de sódio (pH 7.2), desidratados em etanol, diafanizados em xilol, impregnados e incluídos em parafina. Cortes semi sequenciados foram realizados com 5?m de espessura, aderidos a lâminas de vidro e destinados às análises histomorfométricas, histoquímicas e imunoistoquímicas. Os fêmures distais foram submetidos a quantificação dos glicosaminoglicanos sulfatados por eletroforese em gel de agarose e do ácido hialurônico pelo método ELISA. As propriedades biofísicas e biomecânicas foram avaliadas nas tíbias e vértebras. A análise cito-genotoxica foi realizada pelo teste Allium cepa. 40 bulbos foram dividos em 8 grupos: Controle: tratadas com solução veículo; SrR10: tratadas com 10?M de SrR; SrR200: tratadas com 200?M de SrR; SrR1000: tratadas com 1000?M de SrR; RSV10: tratadas com 10?M de RSV; RSV25: tratadas com 25?M de RSV; RSV80: tratadas com 80?M de RSV; SrR200+RSV80: tratadas com 200?M de SrR + 80?M de RSV. Os meristemas foram coletados após 48hs de tratamento, seccionados e corados para as análises das células radiculares. Resultados: Todos os grupos obtiveram ganho de massa corporal após a OVX. Ao final do tratamento a porcentagem de gordura aumentou no grupo SrR+RSV e a massa magra diminuiu nos grupos SrR, RSV e SrR+RSV. Todos os tratamentos foram efetivos em aumentar a densidade mineral óssea (DMO) quando comparado cada grupo individualmente, no entanto ao compararmos todos grupos ao final do tratamento, este aumento foi mais evidente no grupo SrR+RSV. Os grupos submetidos aos tratamentos com SrR demonstraram aumento do volume ósseo trabecular e apresentaram melhores resultados que o RSV isolado. Não houve diferença na espessura do osso cortical. Os grupos que receberam o RSV (isolado e/ou combinado) apresentaram predominância de fibras delgadas (fibras imaturas), enquanto os grupos Sham, Controle e SrR predominância de fibras espessas (maduras). Todos os tratamentos levaram a diminuição da morte dos osteócitos, e ao aumento dos osteoclastos, principalmente no grupo SrR. Diminuição da concentração de condroitim sulfato foi observado nos grupos Sham, SrR e SrR+RSV, enquanto os níveis de AH aumentaram no Sham e SrR. Não houve diferença na quantificação de cálcio e nos parâmetros biofísicos de tíbias e vértebras. Os tratamentos com SrR isolado exibiram citotoxidade e genotoxidade, apresentando efeito clastogênico e aneugênico. Enquanto o RSV (25?M e 80?M) e o tratamento combinado não foram citotóxicos, sendo inclusive capazes de reduzir os danos ao DNA, evidenciando portanto, o potencial anti-genotóxico deste fitoestrógeno. Conclusão: O RSV isolado e/ou combinado ao SrR tiveram diferentes efeitos sobre os constituintes do tecido ósseo, sendo que o SrR demonstra melhor eficácia em reestabelecer a microarquitetura óssea, possivelmente por acelerar o processo de remodelação. O RSV quando associado ao SrR é mais eficaz do que isolado e protege da genotoxidade causada pelo SrR.
Assunto resveratrol
strontium ranelate
bone tissue
oophorectomized rats
genotoxicity
resveratrol
ranelato de estrôncio
tecido ósseo
ratas ooforectomizadas genotoxidade
Idioma Português
Data 2016-11-29
Publicado em BEIRAO, Dhyovanna Carine Cardoso. Efeitos do resveratrol isolado e/ou combinado ao ranelato de estrôncio no tecido ósseo de ratas ooforectomizadas e o perfil genotóxico destes tratamentos. 2016. 162 f. Dissertação (Mestrado) - Escola Paulista de Medicina, Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP), São Paulo, 2016.
Linha de pesquisa Biologia geral
Área de concentração Ciências biológicas
Editor Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extensão 162 p.
Fonte https://sucupira.capes.gov.br/sucupira/public/consultas/coleta/trabalhoConclusao/viewTrabalhoConclusao.jsf?popup=true&id_trabalho=4016437
Direito de acesso Acesso restrito
Tipo Dissertação de mestrado
URI http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/47717

Mostrar registro completo




Arquivos deste item

Arquivos Tamanho Formato Visualização

Não existem arquivos associados a este item.

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(s)