Fluoxetina: indícios de uso inadequado

Fluoxetina: indícios de uso inadequado

Título alternativo Fluoxetine: indication of inadequate use
Autor Carlini, Elisaldo Araujo Autor UNIFESP Google Scholar
Noto, Ana Regina Autor UNIFESP Google Scholar
Nappo, Solange Aparecida Autor UNIFESP Google Scholar
Sanchez, Zila van der Meer Autor UNIFESP Google Scholar
Franco, Vera Lúcia da Silva Google Scholar
Silva, Luiz Carlos Franco Google Scholar
Santos, Vilmar Ezequiel dos Google Scholar
Alves, Décio de Castro Google Scholar
Instituição Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Prefeitura Municipal de Santo André Secretaria da Saúde Departamento de Assistência à Saúde
Resumo OBJECTIVE: Investigate the use of fluoxetine in Santo André city, SP, by collecting and analyzing special prescriptions (SP) issued by physicians and filed in compounding pharmacies and drugstores of that city. METHODS: Special prescriptions were collected during August 2005 to July 2006 in 13 compounding pharmacies and 27 drugstores, in different regions of Santo André. Each prescription has been examined for the presence of fluoxetine, in combination or not with other active ingredients, and sex (a) patient was noted. RESULTS: We examined 39,782 SP; 16,124 of them were collected from compounding pharmacies and 23,658 from drugstores. Of these totals, 10,919 prescriptions contained fluoxetine as follows: 9,259 from the compounding pharmacies (84.8%) and only 1,660 (15.2%) from drugstores. Fluoxetine was manly prescribed for women (79.8%). In the vast majority of SP, fluoxetine was prescribed in combination with a large number of other active substances reaching more than ten others in almost half of the prescriptions. CONCLUSION: It is suggested that the large use of fluoxetine possibily aims to an aesthetic objective (to lose weight) and not as a therapeutic aim (treatment of depression). This work discusses the risk/benefit of this use which could be described as inappropriate, given the known adverse reactions of fluoxetine and its interference with the cytochrome P450 system.

OBJETIVO: Investigar o uso da fluoxetina na cidade de Santo André, SP, por meio de coleta e análise das receitas especiais (RE) prescritas por médicos e arquivadas nas farmácias e drogarias daquela cidade. MÉTODOS: Foram coletadas as receitas especiais retidas durante os meses de agosto do ano de 2005 a julho de 2006, em 13 farmácias de manipulação e em 27 drogarias em diferentes regiões de Santo André. Cada receita especial foi analisada em relação à presença de fluoxetina, em associação ou não a outros princípios ativos, e o sexo do(a) paciente foi anotado. RESULTADOS: Foram analisadas 39.782 RE - 16.124 coletadas das farmácias magistrais e 23.658 das drogarias. Desses totais, 10.919 prescrições continham fluoxetina - 9.259 provenientes das farmácias magistrais (84,8%) e apenas 1.660 (15,2%) das drogarias. As prescrições de fluoxetina eram predominantemente destinadas a mulheres (79,8%). Na imensa maioria das RE, a fluoxetina foi prescrita em associação com um grande número de outras substâncias ativas, inclusive anfetaminas anoréticas, chegando a mais de dez outras em quase a metade das prescrições. Esse tipo de prescrição múltipla, principalmente para mulheres, é comparado com as prescrições de fórmulas magistrais para emagrecer, muito utilizadas no Brasil. CONCLUSÃO: Os dados obtidos sugerem que a utilização de fluoxetina teria um fim estético (perda de peso), e não um fim terapêutico (tratamento de depressão). Discute-se a relação risco-benefício desse possível uso, que poderia ser classificado de inadequado dado as conhecidas reações adversas da fluoxetina e a sua interferência no sistema citocromo P450.
Palavra-chave Fluoxetine
misuse
compounding pharmacy
weight loss
antidepressant
Fluoxetina
uso irracional
farmácia magistral
perda de peso
antidepressivo
Idioma Português
Data de publicação 2009-01-01
Publicado em Jornal Brasileiro de Psiquiatria. Instituto de Psiquiatria da Universidade Federal do Rio de Janeiro, v. 58, n. 2, p. 97-100, 2009.
ISSN 0047-2085 (Sherpa/Romeo)
Publicador Instituto de Psiquiatria da Universidade Federal do Rio de Janeiro
Extensão 97-100
Fonte http://dx.doi.org/10.1590/S0047-20852009000200005
Direito de acesso Acesso aberto Open Access
Tipo Artigo
SciELO S0047-20852009000200005 (estatísticas na SciELO)
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/4761

Exibir registro completo




Arquivo

Nome: S0047-20852009000200005.pdf
Tamanho: 116.2KB
Formato: PDF
Descrição:
Abrir arquivo

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta