Análise imunoistoquímica e histológica dos efeitos da metformina no ovário em ratas androgenizadas

Análise imunoistoquímica e histológica dos efeitos da metformina no ovário em ratas androgenizadas

Autor Antonini, Moberta Rassi Mahamed Autor UNIFESP Google Scholar
Orientador Bonduki, Claudio Emilio Bonduki Autor UNIFESP Google Scholar
Instituição Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Pós-graduação Medicina (Ginecologia)
Resumo Objective: To analyze immunohistochemically and morphology the ovaries of metformin-treated and neonatally androgenized female rats in permanent estrus. Materials and Methods: Forty-five newly born female albino Wistar EPM-1 rats were randomized on their third day of life to 3 groups of 15 animals each as follows: control group (CG), androgenized group (AG), and androgenized +metformin group (AGmet). The AG and AGmet animals received a single dose of 0.1 ml of testosterone propionate (1.25 mg/animal) diluted in castor oil (vehicle), and the controls, only vehicle, by subcutaneous injection in the dorsum. Nine animals died during the drug administration; 36 animals remained. After 90 days, the 6-week-long daily gavage treatment was initiated. The CG and the AG rats received distilled water, while the AGmet animals were treated with metformin (50mg/kg). Next, 12 animals from CG, 10 from AG, and 14 from AGmet were anesthetized, blood was drawn for glucose and fasting glucose measurements, and the ovaries were removed for histological and immunohistochemical analyses. The data were analyzed using the ANOVA and the Tukey tests. Results: The glucose and the HOMA-IR values were highest in the AG rats (p<0.01). Histomorphometric analysis of the ovaries showed a reduction in the area of degenerating follicles and in the number of interstitial cells and the emergence of corpora lutea in AGmet as against AG (p<0.01). Proliferation decreased in the theca interna and in the interstitial cells as evidenced by Ki-67, and VEGF-A expression diminished in the theca interna, the granulosa, and the interstitial cells in AGmet. Conclusion: Metformin led to improvement in glucose and in the HOMA-IR index, to partial reversion of histomorphometric characteristics, and to reduction in ovarian cell proliferation in previously androgenized rat ovaries as shown by Ki-67 and VEGF-A.

Objetivo: Análise imunoistoquímica e histológica dos efeitos da metformina em ovários de ratas androgenizadas no período neonatal e que desenvolveram estro-permanente. Material e Métodos: Foram utilizadas 45 ratas albinas da linhagem EPM-1 Wistar, recém-natas, que foram divididas aleatoriamente, no terceiro dia de vida, em três grupos de quinze animais: Controle (GC), Androgenizado (GA) e Androgenizado + Metformina (GAmet). Os animais do GA e GAmet receberam 0,1 mL de propionato de testosterona (1,25 mg/animal), diluído em óleo de mamona (veículo) em dose única e ao Grupo Controle, apenas o veículo. O local da injeção foi a região subcutânea do dorso. Nove animais morreram durante a ministração do fármaco, ficando o total reduzido a 36. Após 90 dias, iniciou-se o tratamento por gavagem, as ratas dos grupos GC e GA receberam água destilada, enquanto as do GAmet foram tratadas com metformina (dose de 50 mg/kg). O tratamento foi diário durante seis semanas. Após este período, 12 animais do GC, 10 do GA e 14 do GAmet foram anestesiados e coletados sangue para dosagem de glicose, insulina de jejum e retirados os ovários.para análise histológica e imunoistoquímica. Os dados foram analisados pelos testes de ANOVA e de Tukey (p<0,05). Resultados: Os valores da glicose e HOMA-IR foram superiores no GA do que nos outros grupos (p<0,01). Na análise histomorfométrica dos ovários, o GAmet apresentou redução da área ocupada pelos folículos em degeneração, e das células intersticiais e o aparecimento de corpos lúteos, quando comparados ao GA (p<0.01). Diminuiu a proliferação celular evidenciada pelo Ki-67 na teca interna e na célula intersticial e diminuiu a expressão do VEGF-A na teca interna, na célula da granulosa e na célula intersticial no grupo GAmet. Conclusão: A metformina determinou melhora da glicemia, índice de HOMA-IR e reversão parcial das características histomorfométricas e imunoistoquímica, avaliadas pelo Ki-67 e VEGF-A, no ovário de ratas androgenizadas.
Assunto polycystic ovarian syndrome
vascular endothelial growth factor
cellular proliferation
metformin
rats
síndrome do ovário policístico
fator de crescimento endotelial vascular
proliferação celular
metformina
ratos
Idioma Português
Data 2013-12-20
Publicado em ANTONINI, Moberta Rassi Mahamed. Análise imunoistoquímica e histológica dos efeitos da metformina no ovário em ratas androgenizadas. 2013. 72 f. Tese (Doutorado) - Escola Paulista de Medicina, Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP), São Paulo, 2013.
Linha de pesquisa Medicina
Área de concentração Ciências da saúde
Editor Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extensão 72 p.
Fonte https://sucupira.capes.gov.br/sucupira/public/consultas/coleta/trabalhoConclusao/viewTrabalhoConclusao.jsf?popup=true&id_trabalho=864434
Direito de acesso Acesso restrito
Tipo Tese de doutorado
URI http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/47582

Mostrar registro completo




Arquivos deste item

Arquivos Tamanho Formato Visualização

Não existem arquivos associados a este item.

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(s)