Avaliação reprodutiva tardia da prole exposta à nicotina durante as fases de prenhez e lactação

Avaliação reprodutiva tardia da prole exposta à nicotina durante as fases de prenhez e lactação

Autor Silva, Mayra Miranda Rodrigues da Autor UNIFESP Google Scholar
Orientador Valdeolivas, Sandra Maria Miraglia Valdeolivas Autor UNIFESP Google Scholar
Instituição Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Pós-graduação Biologia Estrutural e Funcional
Resumo Introduction: About 1/3 of the population smokes. The nicotine found in cigarettes, reaches breast milk and crosses the placental membrane. Previously, it was observed that nicotine administered to female rats during pregnancy and lactation, causes morphofunctional alterations Leydig cells and overt damage of the seminiferous epithelium of the offspring. Objective: To evaluate the spermatogenic damage, previously observed in offspring at 90 days of age, from pregnant rats and exposed infants to nicotine, are held or aggravated after up to two full terms of spermatogenesis (53 + 53 days). Methods: Rats were exposed to nicotine (2 mg / kg / day) throughout pregnancy and lactation, using a subcutaneous osmotic minipump implantation (C) performed in each of these periods. Control groups "sham" (CS, with subcutaneously implanted minipumps, but containing 0.9% saline) and absolute (CA without implants) were established. The offspring were euthanized at 90, 143 and 196 days postpartum (subgroups). Testicular parameters, reviews and sperm and testosterone plasma levels and cholesterol intratesticular were investigated. Results: The progenies showed significant changes of biometric parameters, morphometric and stereological testicular, in all subgroups. Histopathology showed in rats of all subgroups nicotine, normal characteristics of the seminiferous epithelium, except for the more exacerbated peeling germ cells into the lumen, observed in these animals. Quantitative evaluation and sperm plasma levels and cholesterol and testosterone intratesticular no significant changes. However, the offspring of the subgroups nicotine exhibited high frequency of morphologically abnormal sperm and reduced sperm motility of these gametes. A significant loss of mitochondrial activity and an increase in sperm DNA fragmentation (comet assay) were observed in these animals. Conclusions: The results indicate reproductive harm late in the offspring, concerning the quality of the epididymal sperm tail, due to exposure of rats to nicotine in pregnancy and lactation.

Introdução: Cerca de 1/3 da população mundial fuma. A nicotina, presente no cigarro, atinge o leite materno e atravessa a membrana placentária. Previamente, observou-se que a nicotina, administrada em ratas durante prenhez e lactação, provoca alterações morfofuncionais das células de Leydig e lesão evidente do epitélio seminífero da prole. Objetivo: Avaliar se o dano espermatogênico, observado previamente em progênies, aos 90 dias de idade, provenientes de ratas prenhes e lactantes expostas à nicotina, são mantidos ou agravados após até dois períodos completos de espermatogênese (53+53 dias). Metodologia: Ratas foram expostas à nicotina (2mg/kg/dia) durante toda a gestação e lactação, utilizando-se um implante subcutâneo de minibomba osmótica (N), realizado em cada um destes períodos. Grupos controles ?sham? (CS, com minibombas subcutaneamente implantadas, mas contendo solução fisiológica 0,9%) e absoluto (CA, sem implantes) foram também estabelecidos. As proles foram submetidas à eutanásia no 90o, 143o e 196o dias pós-parto (subgrupos). Parâmetros testiculares, avaliações espermáticas e dosagens plasmáticas e intratesticulares de testosterona e colesterol foram investigados. Resultados: As progênies não apresentaram alterações significantes de parâmetros biométricos, morfométricos e estereológicos testiculares, em todos os subgrupos. A histopatologia mostrou, em ratos de todos subgrupos nicotina, características normais do epitélio seminífero, excetuando-se a descamação mais exacerbada de células germinativas para o lúmen, observada nestes animais. A avaliação espermática quantitativa e os níveis plasmáticos e intratesticulares de colesterol e testosterona não apresentaram alterações significantes. Contudo, as proles dos subgrupos nicotina exibiram alta freqüência de espermatozóides morfologicamente anormais, bem como redução da motilidade destes gametas. Um expressivo prejuízo da atividade mitocondrial e um aumento da fragmentação do DNA dos espermatozóides (Ensaio Cometa) foram também observados nestes animais. Conclusões: os resultados indicam dano reprodutivo tardio nas proles, concernente à qualidade dos espermatozóides da cauda epididimária, em face à exposição de ratas à nicotina, na prenhez e na lactação.
Assunto nicotine
pregnancy
lactation
testis
sperm
nicotina
prenhez
lactação
testículo
espermatozóide
Idioma Português
Data 2014-07-30
Publicado em SILVA, Mayra Miranda Rodrigues da. Avaliação reprodutiva tardia da prole exposta à nicotina durante as fases de prenhez e lactação. 2014. 60 f. Dissertação (Mestrado) - Escola Paulista de Medicina, Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP), São Paulo, 2014.
Linha de pesquisa Biologia geral
Área de concentração Ciências biológicas
Editor Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extensão 60 p.
Fonte https://sucupira.capes.gov.br/sucupira/public/consultas/coleta/trabalhoConclusao/viewTrabalhoConclusao.jsf?popup=true&id_trabalho=2208445
Direito de acesso Acesso restrito
Tipo Dissertação de mestrado
URI http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/47382

Mostrar registro completo




Arquivos deste item

Arquivos Tamanho Formato Visualização

Não existem arquivos associados a este item.

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(s)