Dosagem do paratormônio: predizendo o risco de hipocalcemia sintomática após tiroidectomia total

Dosagem do paratormônio: predizendo o risco de hipocalcemia sintomática após tiroidectomia total

Autor Vanderlei, Felipe Augusto Brasileiro Autor UNIFESP Google Scholar
Orientador Abrahao, Marcio Abrahao Autor UNIFESP Google Scholar
Instituição Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Pós-graduação Medicina (Otorrinolaringologia)
Resumo Hypocalcemia is the most frequent complication after total thyroidectomy. We developed a method, using peri-operative parathyroid hormone (PTH) measure, which can identify patients with increased risk of developing symptoms of hypocalcemia. The purpose of this study is to validate our method evaluating the development of hypocalcemia symptoms after total thyroidectomy in patients treated or not with calcium and vitamin D based on the PTH value measured one hour after the surgery. Methods: Two hundreds ninety eight total thyroidectomy patients with or without central neck dissection were evaluated prospectively. PTH was measures one hour after the surgery (PTH1). If the value of PTH1 ? 12.1 pg/mL the patient was observed, if PTH1 < 12,1 pg/mL the patient was treated with calcium and vitamin D supplementation. All the patients were evaluated for symptoms of hypocalcemia. Results: One hundred ninety six patients had PTH1 ? 12.1 pg/mL and among them 183 (94,4%) had no symptoms. Our test managed right all but eleven patients (96,3%). None of these eleven patients had severe symptoms nor needed further hospitalization demonstrating the security of the test. Our rate of transient hypocalcemia among the patients studied was 31.5% and 6.5% for persistent hypocalcemia. The value of PTH1 ? 9.5 pg/mL had a sensitivity of 78% and specificity of 100% for the non-development of persistent hypoparathyroidism. Conclusion: PTH measured one hour after surgery is safe, reliable and can successfully identify patients most likely to develop symptoms of hypocalcemia after total thyroidectomy.

Introdução/objetivos: A hipocalcemia é a complicação mais frequente após a tiroidectomia total. Desenvolvemos método capaz de identificar precocemente os pacientes com maior probabilidade de apresentar sintomas de hipocalcemia. O objetivo desse estudo é validar nosso método, avaliando o aparecimento de sintomas de hipocalcemia em pacientes submetidos à tiroidectomia total, tratados ou não com cálcio e vitamina D, de acordo com o nível de PTH colhido uma hora após a operação. Método: Foram estudados, prospectivamente, 298 pacientes consecutivos submetidos à tiroidectomia total com ou sem esvaziamento do nível VI cervical. Paratormônio sérico foi medido 1 hora após o término da cirurgia (PTH1). O valor do PTH1 ? 12,1 pg/mL indicava apenas observação do paciente e o valor do PTH1 < 12,1 pg/mL suplementação de cálcio e vitamina D. Os pacientes foram avaliados quanto ao aparecimento de sintomas de hipocalcemia e acompanhados clinicamente. Resultados: Cento e noventa e seis pacientes apresentaram a medida de PTH1 ? 12,1 pg/mL e destes 185 (94,4%) não apresentaram sintoma de hipocalcemia. O teste indicou conduta adequada em 96,3 % dos casos. Entre os 11 pacientes que apresentaram sintomas apesar do PTH1 ? 12,1 pg/mL nenhum apresentou sintomas graves ou necessidade de internação, atestando a segurança no teste. O índice de hipocalcemia transitória entre os pacientes estudados foi de 31,5% e de hipocalcemia definitiva de 6,5%. O valor de PTH1 ? 9,5 pg/mL tem sensibilidade de 78% e especificidade de 100% para o não desenvolvimento de hipoparatiroidismo definitivo. Conclusão: A dosagem de PTH uma hora após a cirurgia pode identificar com sucesso e segurança os pacientes com maior probabilidade de desenvolver sintomas de hipocalcemia após a tiroidectomia total.
Assunto hipocalcemia
tireoidectomia
adverse effects
hormônio parathyroid
hipocalcemia
tireoidectomia/efeitos adversos
hormônio paratireóideo
Idioma Português
Data 2014-05-28
Publicado em VANDERLEI, Felipe Augusto Brasileiro. Dosagem do paratormônio: predizendo o risco de hipocalcemia sintomática após tiroidectomia total. 2014. 71 f. Tese (Doutorado) - Escola Paulista de Medicina, Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP), São Paulo, 2014.
Linha de pesquisa Medicina
Área de concentração Ciências da saúde
Editor Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extensão 71 p.
Fonte https://sucupira.capes.gov.br/sucupira/public/consultas/coleta/trabalhoConclusao/viewTrabalhoConclusao.jsf?popup=true&id_trabalho=1736156
Direito de acesso Acesso restrito
Tipo Tese de doutorado
URI http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/46970

Mostrar registro completo




Arquivos deste item

Arquivos Tamanho Formato Visualização

Não existem arquivos associados a este item.

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(s)