Classificação da variabilidade da frequência cardíaca em praticantes de natação

Classificação da variabilidade da frequência cardíaca em praticantes de natação

Author Scorcine, Claudio Ramos Oliveira Autor UNIFESP Google Scholar
Advisor Colantonio, Emilson Colantonio Autor UNIFESP Google Scholar
Institution Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Graduate program Interdisciplinar em Ciências da Saúde
Abstract The cardiovascular system is controlled in part by the autonomic nervous system, through the sympathetic and parasympathetic pathways. These controllers are closely associated with the behavior of heart rate. One way to gauge the performance of most of the routes is through the heart rate variability (HRV) and many studies have shown a relationship between increased activation of the sympathetic system with decreased HRV. This decrease is directly linked to various diseases such as diabetes, hypertension, chronic obstructive pulmonary disease, obesity and others. Another research line deals with the influence of physical activity on the HRV parameters, and has been observed that physical exercise can be positive for the increased rates of HRV. However, in the literature can?t yet predict what the HRV levels that trained individuals must present nor the HRV levels that can be related to any pathology. The objective of this work was to develop a rating scale of HRV indexes in swimming practitioners of both genders. After approval of the Ethics Committee of UNIFESP and signing the Consent and Informed by volunteers, 100 subjects were selected, 70 male and 30 female, separated into three distinct levels of experience (beginner, intermediate and advanced). Statistical analysis was performed using Mann Whitney U test, it was not possible shown significant differences in the rates of HRV between males and females. The data were analyzed in Kubios 2.0 program. After no confirmation of the normality of the data by the Kolmogorov-Smirnov test it was decided to use the Mann-Whitney U test for comparison of HRV index for the gender studied and intensity of training. For to compare the time of practice was used ANOVA with post hoc Bonferroni. Results: There no were observed significant differences in HRV index between male and female, training intensity and time of practice. For the classification table of HRV indexes was used to cluster statistic considering five levels of classification, as follows: Far below the median; below the median; median; above the median and very above the median.

O sistema cardiovascular é controlado em parte pelo sistema nervoso autônomo, por meio das vias simpáticas e parassimpáticas. Esses controladores estão intimamente associados ao comportamento da frequência cardíaca. Uma das formas de aferir a maior atuação de uma das vias é por meio da variabilidade da frequência cardíaca (VFC) e diversos estudos têm apontado uma relação entre a maior ativação do sistema simpático com a diminuição da VFC. Essa diminuição está diretamente relacionada a diversas patologias como diabetes, hipertensão, doenças pulmonares obstrutivas crônicas, obesidade entre outras. Outra linha de estudos trata da influência da atividade física sobre os parâmetros de VFC, e tem sido observado que o exercício físico pode ser positivo para o aumento dos índices de VFC. Entretanto, não há na literatura estudos que possam predizer quais são os níveis de VFC que os indivíduos treinados devem apresentar e nem os níveis de VFC que podem ter relação com alguma patologia. Assim, o objetivo deste trabalho foi elaborar uma escala de classificação dos índices de VFC em praticantes de natação de ambos os gêneros. Após a aprovação do Comitê de Ética da UNIFESP e assinatura do Termo de Consentimento Livre e Esclarecido por parte dos voluntários, foram selecionados 100 indivíduos, sendo 70 do gênero masculino e 30 do gênero feminino separados em três níveis de experiência distintos (iniciantes, intermediários e avançados). Para a coleta dos dados foi utilizado o frequencímetro da marca Polar® modelo RS800cx, com o qual o voluntário permaneceu durante 10 minutos deitado na posição decúbito dorsal. Foram analisados os seguintes índices de VFC: LFnu; HFnu; LF/HF e Sdnn. Os dados obtidos foram analisados no programa Kubios 2.0. Após a não confirmação da normalidade dos dados pelo teste Kolmogorov Smirnov optou-se por utilizar o teste U de Mann Withney para a comparação dos índices de VFC para os gêneros estudados e intensidade de treinamento. Para a comparação do tempo de prática foi utilizado o teste Anova com o post hoc de Bonferroni. Resultados: Não foi possível observar diferenças significativas nos índices de VFC entre os gêneros masculino e feminino, intensidade de treinamento e tempo de prática. Para a tabela de classificação dos índices de VFC foi utilizada a estatística de cluster considerando cinco níveis de classificação, sendo: Muito abaixo da mediana; abaixo da mediana; mediana; acima da mediana e muito acima da mediana.
Keywords heart rate variability
swimming
physical activity
variabilidade da frequência cardíaca
natação
atividade física
Language Portuguese
Date 2016-09-14
Published in SCORCINE, Claudio Ramos Oliveira. Classificação da variabilidade da frequência cardíaca em praticantes de natação. 2016. 14 f. Dissertação (Mestrado) - Instituto de Saúde e Sociedade, Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP), Santos, 2016.
Research area Interdisciplinar
Knowledge area Multidisciplinar
Publisher Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extent 14 p.
Origin https://sucupira.capes.gov.br/sucupira/public/consultas/coleta/trabalhoConclusao/viewTrabalhoConclusao.jsf?popup=true&id_trabalho=4770578
Access rights Closed access
Type Dissertation
URI http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/46947

Show full item record




File

File Size Format View

There are no files associated with this item.

This item appears in the following Collection(s)

Search


Browse

Statistics

My Account