A influência de fatores psico-socio-espirituais na saúde mental e cefaleias de moradores da comunidade de Paraisópolis

A influência de fatores psico-socio-espirituais na saúde mental e cefaleias de moradores da comunidade de Paraisópolis

Author Lucchetti, Giancarlo Autor UNIFESP Google Scholar
Advisor Peres, Mario Fernando Prieto Peres Autor UNIFESP Google Scholar
Institution Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Graduate program Neurologia - Neurociências
Abstract Objectives: the objectives of the present study were: to estimate the prevalence of primary headaches in a low income community, to investigate the role of psycho-socio-spiritual factors on mental health (alcohol and tobacco use) and headaches in the community of ‘Paraisópolis’, Brazil and, to validate into Portuguese the instrument used in this study to measure religiosity (Duke Religion Index). Methods: A cross-sectional, population-based study was undertaken involving residents from the ‘Paraisópolis’ community, in São Paulo, Brazil. Door-to-door interviews were conducted and the questionnaire included questions about socio-demographic characteristics, questions about headaches, depression and anxiety (Mini International Neuropsychiatric Interview) and religiosity (Duke Religion Index). Statistical analysis was carried out using multivariate models and, using internal consistency and construct validity for the validation of DUREL. Results: 383 residents were evaluated, with a predominance of women (74.4%) and young adults (57.9% less than 40 years old). DUREL was validated with good internal consistency (Cronbach's alpha=0.75) and good discriminative validity. The prevalence of headache, migraine, chronic migraine and tension-type headache were 47%, 20.4%, 8.4% and 6.2% respectively. Migraine was more prevalent in women and among employed people. Psychological factors such as anxiety and subthreshold anxiety were also associated to primary headaches prevalence and, organizational and non-organizational religiosity were associated with less tobacco and alcohol use. Conclusions: The prevalence of migraine and chronic migraine in this low-income community residents were high and tension-type headache was low. The psychological, social and religious/spiritual aspects had an impact on the prevalence of headaches, alcohol and tobacco use. These aspects should be considered by health professionals working with psychiatric and neurological patients, because they may influence patient’s health-disease process.

Objetivos: os objetivos deste estudo foram: avaliar a prevalência de cefaleias primárias em uma comunidade de baixa renda; investigar a influência de fatores psico-socio-espirituais na saúde mental (uso de álcool e tabaco) e cafaleias de moradores da comunidade de Paraisópolis, Brasil e validar para português o instrumento de aferição de religiosidade utilizado no estudo (Duke Religion Index - DUREL) Métodos: Foi realizado um estudo transversal de cunho populacional envolvendo moradores da comunidade de Paraisópolis em São Paulo, Brasil. Por meio de entrevistas porta a porta foram aplicados questionários que continham dados socio-demográficos, questões relacionadas a cefaleias, depressão/ansiedade (Mini International Neuropsychiatric Interview) e religiosidade (Duke Religion Index). A análise estatística foi realizada por meio de modelos multivariados e a validação da DUREL por meio da consistência interna e validade de constructo. Resultados: Foram avaliados 383 indivíduos, maioria do sexo feminino (74,4%) e menores de 40 anos (57,9%). A escala de DUREL foi validada com boa consistência interna (alfa de Cronbach=0,75) e boa validade discriminativa. A prevalência de cefaleia em geral, enxaqueca, enxaqueca crônica e cefaleia tensional foi de 47%; 20,4%; 8,4% e 6,2%; respectivamente. A enxaqueca foi mais prevalente em mulheres e em pessoas empregadas. Fatores psicológicos como a ansiedade e a ansiedade subliminar também estiveram relacionados à prevalência de cefaleias primárias e, a religiosidade organizacional e não organizacional estiveram associadas a menor uso e abuso de álcool e menor tabagismo. Conclusões: A prevalência de enxaqueca e enxaqueca crônica em moradores de uma comunidade de muita baixa renda é alta e de cefaleia tensional é baixa. Os aspectos psicológicos, sociais e religiosos/espirituais tiveram um impacto tanto na prevalência de cefaleias quanto no uso de álcool e tabagismo. Esses aspectos devem ser levados em consideração por profissionais que atuam na área de saúde e lidam com pacientes psiquiátricos e neurológicos, pois podem influenciar no próprio processo saúde-doença desses indivíduos.
Keywords headache
mental health
neurology
anxiety
spirituality
religion and medicine
cefaleia
saúde mental
neurologia
ansiedade
espiritualidade
religião e medicina
Language Portuguese
Date 2013-01-30
Published in LUCCHETTI, Giancarlo. A influência de fatores psico-socio-espirituais na saúde mental e cefaleias de moradores da comunidade de Paraisópolis. 2013. 133 f. Tese (Doutorado) - Escola Paulista de Medicina, Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP), São Paulo, 2013.
Research area Medicina
Knowledge area Ciências da saúde
Publisher Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extent 133 p.
Origin https://sucupira.capes.gov.br/sucupira/public/consultas/coleta/trabalhoConclusao/viewTrabalhoConclusao.jsf?popup=true&id_trabalho=203523
Access rights Closed access
Type Thesis
URI http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/46919

Show full item record




File

File Size Format View

There are no files associated with this item.

This item appears in the following Collection(s)

Search


Browse

Statistics

My Account