Pesquisa formativa para desenvolvimento de intervenção em comércios de alimentos no município de Santos, Brasil

Pesquisa formativa para desenvolvimento de intervenção em comércios de alimentos no município de Santos, Brasil

Author Vedovato, Gabriela Milhassi Autor UNIFESP Google Scholar
Advisor Martins, Paula Andrea Martins Autor UNIFESP Google Scholar
Institution Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Graduate program Nutrição
Abstract Objective. This study describes formative research used to design a food store intervention to promote healthy eating in Santos City, Brazil. Methods. We conducted a mixed-method approach in two steps: (1) Cross-sectional survey was used to evaluate associations between local food environment and household acquisition classified based on the degree of industrial food processing (n=538). Logistic regression models were adjusted to examine associations. (2) Community-based participatory study with iterative and emergent design through a community-academic partnership over a 22-month period in a low-income neighborhood in Northwest region. Data collection included participant observation, 36 community workshops, one focus group, 7 in-depth interviews, and 15 free-listings. Qualitative content data analysis was based on Social Cognitive Theory, and data triangulation was performed to evaluate social engagement, understand food-related psychosocial factors and behaviors, and inform intervention strategies. Results. Factors positively associated with minimally processed food acquisition were: frequent use of specialized markets to purchase fruits and vegetables, the habit of walking to buy food, and positive perception of food availability in participants? neighborhood. In qualitative inquiry, participants showed knowledge and intentions for healthier foods, such as rice, beans, vegetables, fruits and meats. But, there are perceived barriers to food access in local stores: high prices, low availability and variety of fresh produce, poor quality of meats, absence of a grocery delivery service and weak customer relations. Self-regulation strategies focusing on cost-effective decisions were used to overcome these obstacles and to provide enough food for the entire family. These strategies increased less healthy purchases, especially highly-processed products. In this setting, barriers were more likely to be associated with small food stores, corroborating the need for point-of-purchase interventions based on behavioral economics and social marketing to enhance healthy food choices. Conclusion. From these findings we have created a framework to comprehend how individuals in an urban low-income area make grocery-purchasing decisions. This formative assessment was useful to achieve cultural appropriateness, and to develop an effective food store trial. Community engagement showed an important role in promoting healthy eating and in sustaining local efforts to address obesity and food insecurity in this setting with limited food access.

Objetivo. Realizar uma pesquisa formativa para o delineamento de uma intervenção em comércios de uma área urbana para promoção da alimentação saudável no município de Santos, Brasil. Métodos. O estudo integrou abordagens quantitativas e qualitativas e foi desenvolvido em duas etapas: (1) Inquérito populacional domiciliar com desenho transversal para analisar associações entre fatores do ambiente alimentar local e padrões de aquisição de alimentos segundo o grau de processamento industrial (n=538). Modelos de regressão logística foram ajustados para examinar associações. (2) Investigação participativa baseada na comunidade com delineamento iterativo e emergente por meio de parceria comunidade-universidade ao longo de 22 meses em um bairro de baixa renda da região Noroeste. O levantamento de dados incluiu observação participante, 36 oficinas comunitárias, um grupo focal, 7 entrevistas em profundidade e 15 free-listings. A análise de conteúdo teve base na Teoria Social Cognitiva, e foi realizada triangulação dos dados para avaliar engajamento social, entender fatores psicossociais e comportamentos de consumo e informar estratégias da intervenção. Resultados. Os fatores associados positivamente a um padrão domiciliar de aquisição baseado em alimentos minimamente processados foram: usar comércios especializados em frutas e hortaliças, caminhar para comprar alimentos e percepção positiva sobre a disponibilidade de alimentos no bairro. Na abordagem qualitativa, os participantes demonstraram conhecimento e intenções de consumir alimentos mais saudáveis, tais como arroz, feijão, hortaliças, frutas e carnes. Mas, percebem barreiras para comprar alimentos nos comércios locais: altos preços, baixa disponibilidade e variedade de frutas e hortaliças frescas, baixa qualidade de carnes, ausência de sistema de entrega de compras e fraco vínculo com proprietários. Para superar os obstáculos e proporcionar alimentos suficientes para toda a família, as participantes adotam estratégias autorregulatórias baseadas em decisões com maior custo-efetividade. Essas estratégias influenciam em uma cesta de compras de alimentos menos saudável, especialmente de produtos com maior grau de processamento industrial. Neste cenário, as barreiras mostraram-se mais relacionadas com os comércios locais de pequeno porte, confirmando a necessidade de ações de economia comportamental e marketing social para estimular escolhas saudáveis nestes pontos de venda. Conclusão. Os achados permitiram a produção de um arcabouço para entender o processo decisório de compras de alimentos por moradores de uma área urbana de baixa renda. Esta avaliação formativa foi útil para proporcionar adequação cultural e desenvolver uma intervenção nos comércios com maior chance de efetividade. O envolvimento da comunidade mostrou importante papel na promoção de comportamentos saudáveis e na sustentabilidade das ações territoriais para combater a obesidade e a insegurança alimentar e nutricional neste cenário com limitado acesso à alimentação adequada.
Keywords food environment
formative research
community-based participatory research
food stores
food-processing
urban health
obesity
food security
ambiente alimentar
pesquisa formativa
pesquisa participativa baseada na comunidade
comércios de alimentos
processamento industrial de alimentos
saúde urbana
obesidade
segurança alimentar e nutricional
Language Portuguese
Date 2016-03-31
Published in VEDOVATO, Gabriela Milhassi. Pesquisa formativa para desenvolvimento de intervenção em comércios de alimentos no município de Santos, Brasil. 2016. Tese (Doutorado) - Escola Paulista de Medicina, Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP), São Paulo, 2016.
Research area Nutrição
Knowledge area Ciências da saúde
Publisher Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Origin https://sucupira.capes.gov.br/sucupira/public/consultas/coleta/trabalhoConclusao/viewTrabalhoConclusao.jsf?popup=true&id_trabalho=4628493
Access rights Closed access
Type Thesis
URI http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/46844

Show full item record




File

File Size Format View

There are no files associated with this item.

This item appears in the following Collection(s)

Search


Browse

Statistics

My Account