Estudo de mediadores de inflamação sistêmica durante epileptogênese

Estudo de mediadores de inflamação sistêmica durante epileptogênese

Autor Sousa, Paula Viviane Vieira de Autor UNIFESP Google Scholar
Orientador Mazzacoratti, Maria da Graca Naffah Mazzacoratti Autor UNIFESP Google Scholar
Instituição Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Pós-graduação Neurologia - Neurociências
Resumo Introduction: Several evidences show that inflammatory processes are involved in the pathophysiology of temporal lobe epilepsy (TLE ) . Infiltration of peptides such as cytokines, kinins , lymphocytes and other blood cells in the brain showed a close relationship between the central and peripheral immune system, showing the involvement of disruption of the blood-brain barrier during the process of epileptogenesis . Objective: The objective of this study was to measure blood levels of C-reactive protein ( CRP) and inflammatory cytokines ( IL - 1? , IL - 6 , IL - 10 and TNF - ? ) during acute , silent and chronic phases of rats submitted to the pilocarpine model of epilepsy . The effect of chronic treatment of mice was also analyzed with omega -3 levels of CRP and cytokines during generation of the epileptic focus . Methods : Male Wistar rats were analyzed in three periods of the pilocarpineinduced epilepsy (350mg/kg) into phases: acute ( 5h , 12h and 24h ) , silent ( 48 hours and 5 days ) and chronic (90 days after induction of SE) and the chronic period of the model we used 4 groups of animals: control vehicle ( CV ) , omega ( CO ) control , epilepsy vehicle ( EV ) , epilepsy omega ( EO) . The treatment with omega-3 (85 mg / kg) was initiated 3 hours after the induction of the model and was given daily for 90 days. Blood was collected and centrifuged 4000 rpm for 10 minutes at room temperature. Serum was separated and used for PCR quantification by ELISA . IL- 1? , IL-6 , IL-10 and TNF- ? were measured using the multiplex . Results: The results showed increased levels of CRP in the serum of mice during all phases of this model, which was reduced after treatment with omega - 3 . Even as the levels of IL - 6 . The levels of IL - 1? were higher in the acute and chronic phases of the model and there was no significant difference between groups treated with omega - 3 . The IL - 10 presented elevated only in the chronic phase of the model , showing its neuroprotective effect . However, the group treated with omega -3 had levels of IL - 10 less than the untreated group , assuming that due to the neuroprotective effect of omega - 3 , the body did not need to form IL - 10 as a neuroprotective agent . TNF - ? was not significantly different between groups . Conclusion : Since high levels of CRP in the blood have been linked to heart disease , sudden unexpected death ( SUDEP ) found in these animals may be related to these changes , suggesting that a disturbance in the central nervous system can be reflected in the peripheral system , especially markers of heart disease. Taken together, these data demonstrate for the first time , the accumulation of CRP in the blood of rats during epileptogenesis .

Introdução: Inúmeras evidências mostram que processos inflamatórios estão envolvidos na fisiopatologia da epilepsia do lobo temporal (ELT) . A infiltração de peptídeos tais como citocinas, cininas, linfócitos e outras celulas sanguíneas no cérebro mostraram uma intensa relação entre o sistema imunológico central e periférico, supondo o envolvimento do rompimento da barreira hemato-encefálica durante o processo de epileptogênese. Objetivo: Assim, o objetivo deste trabalho foi medir os níveis sanguíneos de proteína C-reativa (PCR) e de citocinas inflamatórias (IL-1?, IL-6, IL-10 e TNF-?) durante a fase aguda , silencioso e crônica de ratos submetidos ao modelo de epilepsia da pilocarpina. Também foi analisado o efeito do tratamento crônico de ratos com ácido graxo ômega -3 nos níveis de PCR e de citocinas , durante a geração do foco epiléptico. Métodos: Ratos Wistar machos foram analisados nos 3 períodos do modelo da pilocarpina (350mg/kg) fases: aguda (5h, 12h e 24h), silenciosa (48h e 5 dias) e crônica (90 dias após a indução de SE) e para o período crônico do modelo usamos 4 grupos de animais: controle veículo (CV), controle ômega (CO), epilepsia veículo (EV), epilepsia ômega (EO). O tratamento com ômega-3 (85 mg/kg) se iniciou 3 h após a indução do modelo e foi administrada diariamente durante 90 dias. O sangue foi coletado e centrifugado 4.000 rpm, durante 10 minutos em temperatura ambiente. O soro foi separado e utilizado para quantificação de PCR, por ELISA. IL-1?, IL-6, IL-10 e TNF-?, foram quantificados, utilizando o MULTIPLEX. Resultados: Os resultados mostraram aumento dos níveis de PCR no soro de ratos durante todas as fases deste modelo, que foi reduzido após o tratamento com ômega-3. O mesmo aconteceu com os níveis de IL-6. Os níveis de IL-1? estiveram altos nas fases aguda e crônica do modelo e não houve diferença significante entre os grupos tradados com ômega-3. A IL-10 apresentou-se elevada apenas na fase crônica do modelo, mostrando seu efeito neuroprotetor. Entretanto, o grupo tratado com ômega-3, teve os níveis de IL-10 menores que o grupo não tratado, supondo que, devido à ação neuroprotetora do ômega-3, o organismo não teve necessidade de formar IL-10 como agente neuroprotetor.O TNF-? não apresentou diferença significante entre os grupos. Conclusão: Como os níveis elevados de PCR no sangue têm sido associados a doenças do coração , a morte súbita e inesperada ( SUDEP ) encontrado nesses animais pode estar relacionada a essas mudanças , sugerindo que uma perturbação no sistema nervoso central pode ser refletida no sistema periférico, principalmente nos marcadores de doença cardíaca . Tomados em conjunto , estes dados demonstram , pela primeira vez , o acúmulo de PCR no sangue de ratos durante a epileptogênese.
Assunto epilepsy
pilocarpine
inflammation
c- reactive protein
cytokines
omega 3
epilepsia
pilocarpina
inflamação
proteína c-reativa
citocinas
ômega 3
Idioma Português
Data 2014-07-30
Publicado em SOUSA, Paula Viviane Vieira de. Estudo de mediadores de inflamação sistêmica durante epileptogênese. 2014. 74 f. Dissertação (Mestrado) - Escola Paulista de Medicina, Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP), São Paulo, 2014.
Linha de pesquisa Medicina
Área de concentração Ciências da saúde
Editor Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extensão 74 p.
Fonte https://sucupira.capes.gov.br/sucupira/public/consultas/coleta/trabalhoConclusao/viewTrabalhoConclusao.jsf?popup=true&id_trabalho=1518092
Direito de acesso Acesso restrito
Tipo Dissertação de mestrado
URI http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/46757

Mostrar registro completo




Arquivos deste item

Arquivos Tamanho Formato Visualização

Não existem arquivos associados a este item.

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(s)