Implantação de observatório para sífilis gestacional e congênita

Implantação de observatório para sífilis gestacional e congênita

Author Lazarini, Flaviane Mello Autor UNIFESP Google Scholar
Advisor Barbosa, Dulce Aparecida Barbosa Autor UNIFESP Google Scholar
Institution Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Graduate program Enfermagem
Abstract Introduction: The emergence of syphilis in the Brazilian population and their aspects who include maternal and child health as well as the difficulties encountered by epidemiological surveillance in using health policies instituted by the Ministry of Health-Brazil, was necessary establish an Observatory for syphilis who originated from the partnership between the Municipal Health of Londrina, Paraná and the State University of Londrina. This study was based on the importance of educational and interventional role of epidemiological surveillance with introduce of measures needed to prevent and / or control the occurrence of syphilis epidemic. Purpose: the aim of this study was to describe the effectiveness of the implanted Observatory and monitoring the pregnancy and congenital syphilis and possible changes in the epidemiological profile of this disease. Methods: The epidemiological design used was quasi-experimental, before and after, conducted during the period from October 2013 to December 2015, approved by ethic committee of UNIFESP with the need of written consent signed from health professionals participating. The study material were all reported forms of individuals with gestational syphilis and congenital syphilis between 2007 and 2013 (before the intervention) and period 2014-2015, after the intervention. The population were 102 health professionals from Primary Health Care Unit, responsible for compulsory notification of infectious diseases. We performed situational diagnosis in the pre-intervention, intervention (professional training) with self-applied questionnaire to measure knowledge before and after the intervention. Data were tabulated and categorized by Excel for Windows and SPSS (Statistical Package for Social Sciences) ® 2.1. The analysis was descriptive and inferential (McNemar test). Results: about 92.6% of the professionals take part to local intervention workshops and have been improved their knowledge of antenatal on diagnosis and management of syphilis after the intervention, which reached a pre success rate of 53% and 74.3%, post-intervention (p<0.01). Syphilis detection rate in pregnant women increased by 7.3/1000 from 2013 to 2015. The incidence of congenital syphilis decreased from 7.1/1000 in 2013 to 4.8/1000 in 2014 but began to grow again in 2015 (6.7 /1000). After the intervention, there was no registration of infant deaths from syphilis, however, there was an increased detection fetal deaths investigated and confirmed. Conclusion: the educational intervention and the establishment of the Observatory for Syphilis expanded the development of epidemiological monitoring actions and brought positive impact with proper use of tool. We managed expand early case detection in pregnancy and we achieved the vertical transmission reduction of syphilis besides detection of fetal deaths who increased. There was elimination of specific infant mortality by this grievance in 2014 and 2015.

Introdução: diante da reemergência da sífilis na população brasileira e seus prismas que englobam a saúde materno-infantil, bem como as dificuldades encontradas pela vigilância epidemiológica em empregar as políticas de saúde instituídas pelo Ministério da Saúde (MS), um Observatório para Sífilis foi instituído da parceria entre a Autarquia Municipal de Saúde de Londrina e a Universidade Estadual de Londrina-UEL. A justificativa do estudo foi pautada na importância do papel educativo da vigilância epidemiológica em empregar as medidas necessárias para prevenir e/ou controlar a ocorrência da epidemia de sífilis. Objetivo: avaliar a efetividade de um observatório de vigilância epidemiológica em monitorar a sífilis gestacional e congênita e as possíveis mudanças no perfil epidemiológico desse agravo. Metodologia: tratou-se de uma pesquisa ?quase-experimental? com delineamento do tipo ?antes e depois? que foi realizada entre outubro de 2013 a dezembro de 2015, no município de Londrina - PR. O material do estudo foram todas as fichas de notificação dos indivíduos com sífilis gestacional e sífilis congênita no período de 2007 a 2013 (antes da intervenção) e no período de 2014 a 2015, após a intervenção. A população foram 102 profissionais de saúde das Unidades Básicas de Saúde, responsáveis pela notificação obrigatória dos agravos. Foi realizado diagnóstico situacional no período pré-intervenção, realização de intervenção (capacitação dos profissionais) com aplicação de questionário estruturado autoaplicável para mensurar o conhecimento antes e depois da intervenção. Resultados: houve adesão de 92,6% dos serviços da Atenção Básica às oficinas de intervenção presenciais e melhoria do conhecimento dos profissionais sobre diagnóstico e manejo da sífilis após a intervenção, que alcançaram um índice de acerto pré de 53% e pós-intervenção de 74,3%, considerado satisfatório e significativo (p<0,01). A taxa de detecção da sífilis em gestantes aumentou em 7,3 casos a cada mil nascidos vivos de 2013 a 2015. A incidência de sífilis congênita reduziu de 7,1 casos a cada mil nascidos vivos em 2013 para 4,8 em 2014, mas voltou a crescer em 2015(6,7/1000). Após a intervenção, não houve registro de óbitos infantis por sífilis, porém, aumentou da detecção de óbitos fetais investigados e confirmados. Os dados foram tabulados e categorizados pelo Excel for Windows® e SPSS (Statistical Package for the Social Sciences)® 2.1 e realizou-se análise descritiva e inferencial dos dados pós-intervenção. Conclusão: a intervenção educacional e a criação do Observatório para Sífilis como ferramenta de vigilância epidemiológica acarretaram impacto positivo, que pode ser verificado pelo aumento da detecção do número de casos na gestação, diminuição da transmissão vertical da sífilis, melhoria da detecção dos óbitos fetais e eliminação da mortalidade específica por sífilis congênita em menores de um ano em 2014 e 2015.
Keywords epidemiological surveillance
pregnant women
syphilis
congenital
prenatal care
education
continuing
infectious disease transmission
vertical
vigilância epidemiológica
gestantes
sífilis congênita
cuidado pré-natal
educação permanente
transmissão vertical de doença infecciosa
Language Portuguese
Date 2016-04-29
Published in LAZARINI, Flaviane Mello. Implantação de observatório para sífilis gestacional e congênita. 2016. 114 f. Tese (Doutorado) - Escola Paulista de Enfermagem, Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP), São Paulo, 2016.
Research area Enfermagem
Knowledge area Ciências da saúde
Publisher Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extent 114 p.
Origin https://sucupira.capes.gov.br/sucupira/public/consultas/coleta/trabalhoConclusao/viewTrabalhoConclusao.jsf?popup=true&id_trabalho=4017114
Access rights Closed access
Type Thesis
URI http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/46750

Show full item record




File

File Size Format View

There are no files associated with this item.

This item appears in the following Collection(s)

Search


Browse

Statistics

My Account