Classificação da gravidade e lesão por pressão em pacientes com traumatismo cranioencefálico

Classificação da gravidade e lesão por pressão em pacientes com traumatismo cranioencefálico

Author Osis, Sibila Lilian Autor UNIFESP Google Scholar
Advisor Diccini, Solange Diccini Autor UNIFESP Google Scholar
Institution Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Graduate program Enfermagem
Abstract Objective: The objective of this study was to evaluate the incidence of the pressure injury (PI) and the severity score of patients with traumatic brain injury (TBI), and to identify the risk factors associated with development of PI. Methods: Prospective study in patients older than 18 with diagnosis of TBI, accompanied from admission up to 30 days. The patients were assessed on the general characteristics, clinical and metabolic, therapeutics used, Braden Scale and the Glasgow Coma Scale (GCS). Results: The sample was composed of 240 patients with TBI, in its majority men, in young age, non-white skin color. Forty-five (18.8%) of the patients developed PI, being three (2.7%) classified by GCS as Mild TBI, 16 (23.2%) as Moderate TBI and 26 (42.6%) patients with Severe TBI. In multivariate analysis, risk factors associated to the development of PI were classified in Moderate TBI or Severe TBI, receiving noradrenaline and age. Conclusion: It was identified high incidence of PI in patients with TBI, especially in classified by GCS as Moderate TBI and Severe TBI. Among the risk factors for the development of PI in patients with TBI, were relevant predictors the classification in Moderate TBI or Severe TBI, noradrenaline and age

Objetivo: O objetivo desse estudo foi avaliar a incidência da lesão por pressão (LP) e a classificação da gravidade de pacientes com traumatismo cranioencefálico (TCE), e identificar os fatores de risco para o desenvolvimento da LP. Métodos: Estudo prospectivo em pacientes maiores de 18 anos com diagnóstico de TCE, acompanhados desde admissão até 30 dias. Os pacientes foram avaliados quanto as características gerais, clínicas e metabólicas, terapêuticas utilizadas, Escala de Braden e Escala de Coma de Glasgow (ECGl). Resultados: A amostra foi composta de 240 pacientes com TCE, em sua maioria homens, em idade jovem, cor da pele não branca. Desenvolveram LP 45 (18,8%) dos pacientes, sendo 3 (2,7%) classificados pela ECGl como TCE Leve, 16 (23,2%) como TCE Moderado e 26 (42,6%) pacientes com TCE Grave. Na análise multivariada, os fatores de risco associados ao desenvolvimento de LP foram a classificação em TCE Moderado ou TCE Grave, o uso de noradrenalina e a idade. Conclusão: Foi identificado uma alta incidência de LP nos pacientes com TCE, principalmente nos classificados pela ECGl como TCE Moderado e TCE Grave. Entre os fatores de risco para o desenvolvimento de LP nos pacientes com TCE, foram importantes preditores a classificação em TCE Moderado ou TCE Grave, noradrenalina e a idade.
Keywords craniocerebral trauma
pressure ulcer
risk factors
traumatismos craniocerebrais
úlcera por pressão
fatores de risco
Language Portuguese
Date 2016-10-25
Published in OSIS, Sibila Lilian. Classificação da gravidade e lesão por pressão em pacientes com traumatismo cranioencefálico. 2016. 44 f. Dissertação (Mestrado) - Escola Paulista de Enfermagem, Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP), São Paulo, 2016.
Research area Enfermagem
Knowledge area Ciências da saúde
Publisher Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extent 44 p.
Origin https://sucupira.capes.gov.br/sucupira/public/consultas/coleta/trabalhoConclusao/viewTrabalhoConclusao.jsf?popup=true&id_trabalho=4625563
Access rights Closed access
Type Dissertation
URI http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/46571

Show full item record




File

File Size Format View

There are no files associated with this item.

This item appears in the following Collection(s)

Search


Browse

Statistics

My Account