Estudo da variabilidade genética na miopatia central core: aperfeiçoando o screening de mutações no gene ryr1

Estudo da variabilidade genética na miopatia central core: aperfeiçoando o screening de mutações no gene ryr1

Autor Cuperman, Thais Autor UNIFESP Google Scholar
Orientador Oliveira, Acary Souza Bulle Oliveira Autor UNIFESP Google Scholar
Instituição Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Pós-graduação Neurologia - Neurociências
Resumo Introduction: Central core disease (CCD) is characterized by the presence of central core-like areas in muscle fibers. Patients with RYR-related CCD usually have mild or moderate axial and proximal weakness, hypotonia and motor developmental delay. CCD is associated with susceptibility to malignant hyperthermia (MH), and both conditions have been linked to mutations in human RYR1 gene, which encodes a calcium release channel known as ryanodine receptor (RyR1). RYR1 mutational spectrum linked with CCD includes more than 200 described mutations mostly heterozygous dominant missense mutations and minor deletions or duplications. Definite diagnosis of CCD is done by clinical history and evaluation, histopathological analyses of muscle biopsy and, recently, genetic testing of gene?s ?hot spots?, because RYR1 is a large gene and direct sequencing of each exon is laborious. Here, we tested Multiplex Ligation-dependent Probe Amplification (MLPA) as an alternative and simple method for screening patients with histological diagnosis or family history of CCD Objective: To test MLPA technique for screening patients with histological diagnosis or family history of CCD and its precision to detect possible mutations in RYR1 gene, comparing to direct sequencing results of the same exons. Methods: We used DNA database specimens of patients with histological diagnosis or family for MLPA and direct sequencing testing. Results: From 35 patients diagnosed with CCD in three different institutions, 24 (68,6%) had mutations found in direct sequencing and twelve (34,3%) in MLPA. Mutations in exon 101 (c.14582 G>A and c.14581 C>T) were the most prevalent in sequencing and MLPA. The missense mutation c.14256 A>C in exon 98 was the most prevalent polymorphism identified. A new mutation in exon 100 (c.14411 A>C) was detected by direct sequencing. Conclusion: MLPA had shown to be a simple but relevant tool to help diagnosing CCD; moreover, it is especially useful in diagnosing family members of patients with known mutations detectable by MLPA considering the difficulty to detect the mutations in RYR1 gene.

Introdução: As miopatias com cores (MCC) têm como principal característica histopatológica a presença de cores, regiões de reduzida atividade oxidativa em fibras tipo I visualizadas na biópsia muscular. A MCC apresenta-se com fraqueza de predomínio proximal leve a moderada, hipotonia e atraso no desenvolvimento motor. A MCC está relacionada à ocorrência de Hipertermia Maligna (HM) e ambas são associadas a mutações no gene RYR1, que codifica o canal de liberação de cálcio denominado receptor de rianodina (RyR1). Atualmente, mais de 200 mutações no gene RYR1 já foram descritas. O diagnóstico definitivo de MCC deve ser realizado a partir de dados da história clínica, análise histopatológica, ressonância magnética e, mais recentemente, testes genéticos dos ?hot spots? do gene. No presente estudo avaliamos o teste Multiplex Ligation-dependent Probe Amplification (MLPA) como um método alternativo simples, rápido e preciso para o screening de pacientes com diagnóstico histológico ou história familiar de MCC. Objetivo: Testar a técnica de MLPA para a realização de screening de pacientes com diagnóstico clínico e histológico de MCC e sua precisão para diagnosticar possíveis mutações no gene RYR1, comparando os resultados obtidos com a técnica rotineira de PCR e sequenciamento da região C-terminal do gene RYR1. Método: Foi utilizado banco de amostras de DNA de pacientes com diagnóstico histológico de MCC para realização de testes de MLPA e PCR com sequenciamento direto. Resultados: Dos 35 pacientes diagnosticados com MCC, 24 (68,6%) tiveram mutações detectadas por PCR e doze (34,3%) por MLPA, sendo que destes 8 foram confirmadospor sequenciamento direto. As mutações no exon 101 c.14582 G>A e c.14581 C>T foram as mais frequentemente encontradas pelos dois métodos. A mutação missense c.14256 A>C no exon 98 foi o polimorfismo mais frequentemente encontrado (seis pacientes). A mutação nova c.14411 A>C no exon 100 foi detectada por sequenciamento direto. Conclusão: O método de MLPA vem surgindo como um teste laboratorial alternativo, simples e de alto rendimento para auxiliar no screening de pacientes e familiares com suspeita de MCC, uma vez que a taxa de identificação das mutações responsáveis pela doença ainda é baixa devido à dificuldade de estudo do gene.
Assunto central core myopathy
ryanodine receptor
molecular diagnostic methods
canal de liberação de cálcio do receptor de rianodina
técnicas de diagnóstico molecular
miopatia da parte central
Idioma Português
Data 2014-08-31
Publicado em CUPERMAN, Thais. Estudo da variabilidade genética na miopatia central core: aperfeiçoando o screening de mutações no gene ryr1. 2014. 72 f. Dissertação (Mestrado) - Escola Paulista de Medicina, Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP), São Paulo, 2014.
Linha de pesquisa Medicina
Área de concentração Ciências da saúde
Editor Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extensão 72 p.
Fonte https://sucupira.capes.gov.br/sucupira/public/consultas/coleta/trabalhoConclusao/viewTrabalhoConclusao.jsf?popup=true&id_trabalho=1518132
Direito de acesso Acesso restrito
Tipo Dissertação de mestrado
URI http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/46435

Mostrar registro completo




Arquivos deste item

Arquivos Tamanho Formato Visualização

Não existem arquivos associados a este item.

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(s)