Avaliação da força muscular e da função do membro superior de pacientes com câncer de mama, antes e após o tratamento cirúrgico

Avaliação da força muscular e da função do membro superior de pacientes com câncer de mama, antes e após o tratamento cirúrgico

Author Simao, Cinira Assad Autor UNIFESP Google Scholar
Advisor Facina, Gil Facina Autor UNIFESP Google Scholar
Institution Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Graduate program Medicina (Ginecologia)
Abstract Objectives: To evaluate muscle strength, range of motion (ROM), pain, function and perimetry of the upper limbs in patients after surgical treatment of breast cancer in different postoperative periods and different groups following rehabilitation: traditional postoperatively exercise to perform at home versus traditional exercises associated with weekly physiotherapy sessions to strength training for shoulder movements. Methods: A prospective, randomized, blinded study. The groups were divided as to surgically (Mastectomy -M and Quadrantectomy -Q) and the type of rehabilitation (weekly sessions of Physical Therapy -F and Orientation -O). All patients underwent preoperative evaluation and guidance of general care; then returned after one, two, three and six months postoperatively for reassessment and reorientation. The physiotherapy group, in addition to receiving guidance, had, weekly, physical therapy sessions with the goal to increase muscle strength in the upper limbs, between one and three months after surgery. Results: Muscle strength evaluations demonstrated greater loss in the first month, for all movements, with lower loss in external rotation . All were gradually increased over time for both groups, but the total recovery of strength occurred in the second and third month for the F group differently from the O group, in which the force was not recovered for any movement until the third month of surgery. The analysis of ROM, the greater loss were flexion and abduction, which did not have their values retrieved from either group rehabilitation after the third month of the surgery, but it may be noted higher values for F group. The surgical type factor influenced in reduction ROM and recovery, as more radical surgeries (M) higher deficits. The pain was present in all periods postoperatively, with higher incidence in the O group, especially after 6 months after surgery, considering that the difference was significant compared to F group. The upper limb function was recovered after 2 months of surgery in the F group and after the third month in O group. The presence of lymphedema, assessed by bilateral perimetry, showed no statistical differences between the groups F and O. Conclusion: The addition of weekly exercises to strengthen to conventional rehabilitation after surgery for breast cancer improves muscle strength and accelerate recovery of upper limb function, also promotes increase in range of motion and reducing pain and symptoms in the surgical region especially for those patients who had radical surgery, favoring the earlier return.

Objetivos: Avaliar a força muscular, amplitude de movimento (ADM), dor, função e perimetria dos membros superiores nas pacientes após o tratamento cirúrgico do câncer de mama, em diferentes períodos pós-cirúrgicos e grupos distintos de seguimento de reabilitação: orientação domiciliar com exercícios tradicionais de pós-operatório versus sessões semanais de fisioterapia com exercícios tradicionais associados ao treino de força para os movimentos do ombro. Casuística e Métodos: Estudo prospectivo, randomizado, cego. Os grupos foram divididos quanto ao tipo cirúrgico (Mastectomia ?M e Quadrantectomia ?Q) e quanto ao tipo de reabilitação (sessões semanais de Fisioterapia ?F e Orientação apenas ? O). Todas as pacientes realizaram avaliação pré-operatória e orientação de cuidados gerais; depois retornaram após um, dois, três e seis meses de pós-operatório para reavaliação e reorientação. O grupo Fisioterapia realizou, além do recebimento das orientações, sessões semanais de fisioterapia com o objetivo de fortalecimento muscular de membros superiores entre um e três meses da cirurgia. Resultados: As avaliações de força muscular demonstraram maior perda no primeiro mês, para todos os movimentos, com menor prejuízo na rotação externa. Todas foram gradativamente aumentadas conforme o tempo para ambos os grupos, porém a recuperação total da força se deu no segundo e no terceiro mês para o grupo F diferentemente do grupo O, no qual a força não foi recuperada para nenhum movimento até o terceiro mês da cirurgia. Já na análise da ADM, os mais atingidos foram flexão e abdução, as quais não tiveram seus valores recuperados para nenhum dos grupos de reabilitação após o terceiro mês da cirurgia, porém podem-se notar valores mais altos para o grupo F. Na ADM, o fator tipo cirúrgico influenciou na sua redução e na recuperação, já que cirurgias mais radicais (M) apresentaram maiores déficits. A dor esteve presente em todos os períodos de pós-operatório, com maior incidência no grupo O, principalmente após 6 meses da cirurgia, quando a diferença foi significante em relação ao grupo F. A função do membro superior foi recuperada após 2 meses de cirurgia no grupo F e após o terceiro mês no grupo O. A presença de linfedema, avaliada pela perimetria bilateral, não apresentou diferenças estatísticas entre os grupos F e O. Conclusão: o acréscimo de exercícios semanais de fortalecimento na reabilitação convencional após a cirurgia por câncer de mama traz benefícios relacionados ao ganho de força muscular e acelera a recuperação da função do membro superior, com ganhos nas amplitudes de movimento e redução da dor e sintomas na região da cirurgia, principalmente para aquelas pacientes que realizaram cirurgias mais radicais, favorecendo o retorno mais precoce.
Keywords cancer
rehabilitation
câncer de mama
reabilitação
ombro
Language Portuguese
Date 2014-04-30
Published in SIMAO, Cinira Assad. Avaliação da força muscular e da função do membro superior de pacientes com câncer de mama, antes e após o tratamento cirúrgico. 2014. 119 f. Tese (Doutorado) - Escola Paulista de Medicina, Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP), São Paulo, 2014.
Research area Medicina
Knowledge area Ciências da saúde
Publisher Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extent 119 p.
Origin https://sucupira.capes.gov.br/sucupira/public/consultas/coleta/trabalhoConclusao/viewTrabalhoConclusao.jsf?popup=true&id_trabalho=1815941
Access rights Closed access
Type Thesis
URI http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/46391

Show full item record




File

File Size Format View

There are no files associated with this item.

This item appears in the following Collection(s)

Search


Browse

Statistics

My Account