Determinação da frequência de características morfológicas em uma amostra de crianças com desenvolvimento típico: um estudo transversal

Determinação da frequência de características morfológicas em uma amostra de crianças com desenvolvimento típico: um estudo transversal

Autor Perrone, Eduardo Autor UNIFESP Google Scholar
Orientador Perez, Ana Beatriz Alvarez Perez Autor UNIFESP Google Scholar
Instituição Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Pós-graduação Biologia Estrutural e Funcional
Resumo Purpose: to establish the frequency of 82 morphological features in a sample of Brazilian children (between 3 and 13 years old), to compare with literature data and to understand the age and gender influence in this frequency. Methods: our study is a cross sectional study. We evaluated 239 typical developed children (between 3 and 13 years old) regarding the presence of 82 morphological features. We applied a previous described protocol, based on London Dysmorphology Database, to evaluate our sample. This protocol was culturally adapted to Brazilian Portuguese. Results: the frequency of 82 morphological features was established in our sample; from 82 features, 50% were considered morphological anomalies (frequency less than 4%). At least 25% of our sample had more than one minor morphological anomalies. Age showed influence in frequency of the following morphological features: ?widow´s peak?, ?prominent anti-helix?, ?prominent upper lip? ?irregular or crowded teeth? and ?clinodactyly?, but had no influence in frequency of minor morphological anomalies. Gender showed influence in the following features ?dysplastic ears? and ?attached ear lobe?, but had no influence in frequency of minor morphological anomalies. There was divergence (statistically significant) in 43 morphological features from 73 that we could compare with literature data (58,9%). Conclusions: We established the frequency of 82 morphological features in 239 typical developed children. Age was the variable that showed more influence in frequency of morphological features and comparison with literature data showed that the frequency depends on variables like age and race.

Objetivos: determinar frequência de 82 características morfológicas em amostra de crianças (3 a 13 anos), comparar com achados de literatura e verificar a influência das variáveis idade e gênero nos achados. Método: Avaliamos 239 crianças com desenvolvimento típico (de 3 a 13 anos), quanto a presença de 82 características morfológicas. Utilizamos um protocolo previamente descrito em literatura, baseado no ?London Dysmorphology Database? (LDDB) e que foi submetido a adaptação cultural para o português do Brasil por nosso grupo. Resultados: a frequência de 82 características morfológicas foi determinada em nossa amostra; das 82 características morfológicas, 50% foram consideradas anomalias morfológicas (por apresentarem frequência menor que 4%). Pelo menos 25% de nossa amostra apresentou uma ou mais anomalias morfológicas menores. A idade mostrou influência sobre a frequência das características: ?bico de viúva?, ?antélice da orelha proeminente?, ?lábio superior proeminente?, ?dentes apinhados? e ?clinodactilia?, porém não influenciou a frequência das anomalias morfológicas. O gênero mostrou influência nas características: ?orelhas displásicas? e ?lóbulo da orelha aderido?, porém não mostrou influência sobre a frequência das anomalias morfológicas. Houve discrepância estatisticamente significante em 43 características das 73 que foram comparadas com a literatura (58,9%). Conclusão: Determinamos a frequência de 82 características morfológicas em uma amostra de crianças com desenvolvimento típico. A idade foi a variável que mais influenciou na frequência das características e a comparação com a literatura demonstrou que a frequência delas depende de variáveis como idade e etnia.
Assunto anomalies
morphological
frequencies
brasileiras
children
anomalias
morfológicas frequências
brasileiras
crianças
Idioma Português
Data 2016-12-21
Publicado em PERRONE, Eduardo. Determinação da frequência de características morfológicas em uma amostra de crianças com desenvolvimento típico: um estudo transversal. 2016. 47 f. Dissertação (Mestrado) - Escola Paulista de Medicina, Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP), São Paulo, 2016.
Linha de pesquisa Biologia geral
Área de concentração Ciências biológicas
Editor Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extensão 47 p.
Fonte https://sucupira.capes.gov.br/sucupira/public/consultas/coleta/trabalhoConclusao/viewTrabalhoConclusao.jsf?popup=true&id_trabalho=4125065
Direito de acesso Acesso restrito
Tipo Dissertação de mestrado
URI http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/46233

Mostrar registro completo




Arquivos deste item

Arquivos Tamanho Formato Visualização

Não existem arquivos associados a este item.

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(s)