Associação entre variáveis sociodemográficas, clinicas e neuropsicológicas com resposta ao tratamento farmacológico em pacientes com transtorno do déficit de atenção e hiperatividade (TDAH)

Mostrar registro simples

dc.contributor.advisor Rosario, Maria Conceicao Do Rosario [UNIFESP] pt
dc.contributor.author Rodrigues, Raphael Suwwan [UNIFESP]
dc.date.accessioned 2018-07-27T15:49:37Z
dc.date.available 2018-07-27T15:49:37Z
dc.date.issued 2015-06-30
dc.identifier https://sucupira.capes.gov.br/sucupira/public/consultas/coleta/trabalhoConclusao/viewTrabalhoConclusao.jsf?popup=true&id_trabalho=2399123 pt
dc.identifier.citation RODRIGUES, Raphael Suwwan. Associação entre variáveis sociodemográficas, clinicas e neuropsicológicas com resposta ao tratamento farmacológico em pacientes com transtorno do déficit de atenção e hiperatividade (TDAH). 2015. Dissertação (Mestrado) - Escola Paulista de Medicina, Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP), São Paulo, 2015.
dc.identifier.uri http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/46150
dc.description.abstract Attention Deficit Hyperactivity Disorder (ADHD) is associated with a significant negative impact on the lives of patients and their families. Drug treatment with methylphenidate (MPH), while reducing the losses associated with the disorder, it is not universally effective. The main objective of this study is to investigate associations between clinical, neuropsychological and sociodemographic factors with response to methylphenidate treatment in children and adolescents with ADHD after 25 weeks of intervention. 40 patients between age 6-18 were evaluated in the ADHD Unit of Child and Adolescent Psychiatry (UPIA), Federal University of São Paulo (UNIFESP). Significant associations were found between the number, severity of ADHD symptoms and performance on tasks of visuospatial working memory and response to treatment. en
dc.description.abstract O Transtorno de Déficit de Atenção/Hiperatividade (TDAH) está associado a um significativo impacto negativo na vida dos pacientes e de seus familiares. O tratamento medicamentoso com metilfenidato (MFD), embora reduza os prejuízos associados ao transtorno, não é universalmente eficaz. O objetivo principal deste trabalho é investigar associações entre fatores clínicos, neuropsicológicos e sociodemograficos com a resposta ao tratamento com metilfenidato em crianças e adolescentes portadores de TDAH após 25 semanas de intervenção. Foram avaliados 40 pacientes com idade entre 6 a 18 em acompanhamento no ambulatório de TDAH da Unidade de Psiquiatria da Infância e Adolescência (UPIA) da Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP). Foram encontradas associações significativas entre o número, gravidade dos sintomas de TDAH e desempenho em tarefas de memória operacional visuoespacial e a resposta ao tratamento. pt
dc.language.iso por
dc.publisher Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
dc.rights Acesso restrito
dc.subject adhd en
dc.subject treatment en
dc.subject methylphenidate en
dc.subject inhibitory control en
dc.subject working memory en
dc.subject tdah pt
dc.subject tratamento pt
dc.subject metilfenidato pt
dc.subject controle inibitório pt
dc.subject memória operacional pt
dc.title Associação entre variáveis sociodemográficas, clinicas e neuropsicológicas com resposta ao tratamento farmacológico em pacientes com transtorno do déficit de atenção e hiperatividade (TDAH) pt
dc.type Dissertação de mestrado
dc.contributor.institution Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP) pt
dc.identifier.file 2015-0840.pdf
dc.description.source Dados abertos - Sucupira - Teses e dissertações (2013 a 2016)
unifesp.campus São Paulo, Escola Paulista de Medicina (EPM) pt
unifesp.graduateProgram Psiquiatria e Psicologia Médica pt
unifesp.knowledgeArea Ciências da saúde pt
unifesp.researchArea Medicina pt



Arquivos deste item

Arquivos Tamanho Formato Visualização

Não existem arquivos associados a este item.

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(s)

Mostrar registro simples