Comparison between perfusion and balloon techniques for performing anorectal manometry in children with intestinal constipation

Comparison between perfusion and balloon techniques for performing anorectal manometry in children with intestinal constipation

Título alternativo Comparação das técnicas de balão e de perfusão para a realização de manometria anorretal em crianças portadoras de constipação intestinal
Autor Marques, Geraldo Magela Nogueira Autor UNIFESP Google Scholar
Martins, Jose Luiz Autor UNIFESP Google Scholar
Nobre, Vânia Dolores Rodrigues Perdigão Autor UNIFESP Google Scholar
Instituição Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Universidade de São Paulo (USP)
Resumo INTRODUCTION: Two anorectal manometry techniques have commonly been utilized: the perfusion technique and the balloon technique. PURPOSE: To compare both techniques in children with intestinal constipation who had not undergone surgical treatment for its correction. METHODS: Thirty-nine children aged between four and fourteen years underwent anorectal manometry using both techniques at random. Resting pressure, pressure response to voluntary contraction, coughing and perianal stimulation, maximum pressure on the anal canal pressure curve, and presence of rectosphincteric reflex were registered and submitted to statistics. Vectorgraphy of the sphincter muscle complex was obtained by perfusion technique. RESULTS: The statistical comparison between the techniques revealed statistically significant differences in resting pressure (p=0.041), pressure response to voluntary contraction (p=0.026) and maximum pressure within the pressure curve (p=0.010). The rectosphincteric reflex was demonstrated in 21 patients by both techniques. CONCLUSIONS: The perfusion technique presented greater sensitivity in the following parameters: resting pressure, pressure response to voluntary contraction and maximum pressure within the pressure curve. The methods studied are equivalent regarding the measurement of pressure responses to coughing and perianal stimulation and the investigation of rectosphincteric reflex.

INTRODUÇÃO: A manometria anorretal tem sido aceita como uma técnica objetiva de estudar a função do complexo muscular esfincteriano. Duas técnicas para o mesmo exame têm sido utilizadas: por perfusão e por balão. OBJETIVO: Comparar as técnicas entre as crianças portadoras de constipação intestinal que não foram submetidas a tratamento cirúrgico como forma de tratamento. MÉTODOS: Trinta e nove crianças com idades entre quarto e quatorze anos foram submetidas à Manometria anorretal utilizando-se ambas as técnicas de forma randomizada. Analizou-se a pressão de repouso, a pressão de contração voluntária, a pressão de contração reflexa, a pressão máxima de contração, o reflexo reto-esfincteriano. Além desses parâmetros, o vetorgrama do canal anal foi estudado pela técnica de perfusão. A análise estatística foi feita por meio de Wilcoxon signed rank test. RESULTADOS: A comparação estatística entre as técnicas revelou diferenças significantemente estatísticas nos parâmetros: pressão de repouso (p= 0.041), Pressão de contração voluntária (p= 0.026) e pressão máxima de contração (p= 0.010). Não houve diferença estatisticamente significante nos parâmetros: pressão de contração reflexa por tosse (p= 0.141) ou por estimulação perianal (p= 0.117). O reflexo reto-esfincteriano foi demonstrado em 21 pacientes em ambas as técnicas. CONCLUSÕES: A técnica de perfusão tem maior sensibilidade para os seguintes parâmetros: pressão de repouso, pressão de contração voluntária e pressão máxima de contração. As técnicas se equivalem no que diz respeito à pressão de contração reflexa e reflexo reto-esfincteriano.
Palavra-chave Child
Manometry
Constipation
Hirschsprung Disease
Criança
Manometria
Constipação intestinal
Doença de Hirschsprung
Idioma Inglês
Data de publicação 2008-10-01
Publicado em Acta Cirurgica Brasileira. Sociedade Brasileira para o Desenvolvimento da Pesquisa em Cirurgia, v. 23, n. 5, p. 405-411, 2008.
ISSN 0102-8650 (Sherpa/Romeo, fator de impacto)
Publicador Sociedade Brasileira para o Desenvolvimento da Pesquisa em Cirurgia
Extensão 405-411
Fonte http://dx.doi.org/10.1590/S0102-86502008000500003
Direito de acesso Acesso aberto Open Access
Tipo Artigo
Web of Science WOS:000261125900003
SciELO S0102-86502008000500003 (estatísticas na SciELO)
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/4584

Exibir registro completo




Arquivo

Nome: S0102-86502008000500003.pdf
Tamanho: 1.582MB
Formato: PDF
Descrição:
Abrir arquivo

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta