Percepção de fisioterapeutas sobre a formação profissional para o trabalho em equipe e a prática colaborativa

Percepção de fisioterapeutas sobre a formação profissional para o trabalho em equipe e a prática colaborativa

Título alternativo Physical therapists perception about their training for teamwork and collaborative practice
Autor Alves, Dulcimar Batista Google Scholar
Orientador Rossit, Rosana Aparecida Salvador Google Scholar
Pós-graduação Ensino em Ciências da Saúde – EPE
Resumo The “Diretrizes Curriculares Nacionais” for Physical Therapy Graduation Course is a curriculum guideline that lists general and specific skills and abilities to be developed by students during graduation. The document is substantiated on the perspective of social and healthcare needs, comprised by the Brazilian Public Health System “Sistema Único de Saúde” (SUS) and aims to encourage critical thinking and productive reasoning based on the main public health issues, valuing practical knowledge regularly produced in health facilities that ought to be linked with the information produced at the University. In 2010 the World Health Organization recognizes that teamwork and collaborative practice can encourage better resolution, improve quality and strengthen health services. The present study aimed to identify physical therapists’ perception about their training for teamwork and collaborative practice through an exploratory research with qualitative and quantitative approaches. An assessment questionnaire, hosted on GoogleForms, was answered by 67 physical therapists’ active in public and private health care services and includes identification data, information on vocational training, 27 assertions in Likert type scale, open-ended questions regarding professional practice skills for teamwork and suggestions to implement and enhance teamwork in the clinical environment. All participants of this study have more than one year of professional practice and signed the consent form. Using the collected data, an exploratory statistical analysis was carried out searching for indicators to demonstrate the physical therapists’ perception concerning the skills developed during their training regarding teamwork and collaborative practice. The outcomes of the research indicated that there are still some difficulties perceived in clinical scenarios regarding teamwork and collaborative practice, especially underlining the patient as the main focus of attention, instead of the still prevailing biomedical model focused on the disease and the doctor. Regarding the development of skills and abilities for teamwork, it seems that even being present during training, this does not guarantee the effectiveness collaborative work practices in clinical scenarios.

As Diretrizes Curriculares Nacionais do curso de Fisioterapia referem-se às competências e habilidades gerais e específicas a serem desenvolvidas durante a graduação. Preveem que a formação deve contemplar as necessidades sociais da saúde, com ênfase no Sistema Único de Saúde estimulando o pensamento crítico e produtivo, com base nos problemas da população assistida e valorizando o conhecimento que é cotidianamente produzido nas unidades de saúde e articulando-o com o que é produzido na universidade. Em 2010 a Organização Mundial da Saúde reconhece que o trabalho em equipe e a prática colaborativa podem fortalecer os sistemas de saúde e promover melhor resolutividade e qualidade dos serviços em saúde. O presente estudo teve por objetivo identificar a percepção de fisioterapeutas sobre sua formação profissional para o trabalho em equipe e a prática colaborativa através de uma pesquisa exploratória com abordagem quali-quantitativa. O instrumento, hospedado no GoogleForms, foi respondido por 67 fisioterapeutas atuantes em serviços públicos e privados de atenção e recuperação à saúde, contendo dados de identificação, características sobre a formação profissional, 27 assertivas em Escala “tipo Likert” e questões abertas sobre a prática profissional, competências para o trabalho em equipe e sugestões para implementar/aprimorar o trabalho em equipe no ambiente de prática. Todos os participantes possuem tempo de experiência profissional superior a um ano e assinaram o Termo de Consentimento Livre e Esclarecido. De posse dos dados coletados foi realizada a análise estatística exploratória em busca de indicadores para demonstrar a percepção dos fisioterapeutas em relação às competências desenvolvidas durante sua formação em preparação para o trabalho em equipe e a prática colaborativa. Os resultados indicaram que ainda há dificuldades enfrentadas nos cenários de prática quanto ao trabalho em equipe e prática colaborativa, principalmente no que diz respeito à atenção centrada no paciente, observando-se que ainda vigora o modelo biomédico centrado na doença e na figura do médico. No que diz respeito ao desenvolvimento de competências e habilidades para o trabalho em equipe parece que, mesmo estando presentes em momentos da formação profissional, isso não garante a efetividade do trabalho e das práticas colaborativas nos cenários de prática.
Assunto Fisioterapia
Ensino
Trabalho em equipe
Prática colaborativa
Competências
Integralidade no cuidado
Physiotherapy
Teaching
Teamwork
Collaborative practice
Skills
Completeness in care
Idioma Português
Data 2016
Publicado em ALVES, Dulcimar Batista. Percepção de fisioterapeutas sobre a formação profissional para o trabalho em equipe e a prática colaborativa. 2016. 107f. Dissertação (Mestrado Profissional em Ensino em Ciências da Saúde) – Escola Paulista de Enfermagem, Universidade Federal de São Paulo, São Paulo, 2016.
Editor Universidade Federal de São Paulo
Extensão 107f.
Tipo Dissertação de mestrado
URI http://repositorio.unifesp.br/11600/45792

Mostrar registro completo




Arquivos deste item

Arquivos Tamanho Formato Visualização

Não existem arquivos associados a este item.

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(s)