Efeitos adversos durante a infusão de infliximabe em crianças e adolescentes: estudo multicêntrico

Efeitos adversos durante a infusão de infliximabe em crianças e adolescentes: estudo multicêntrico

Título alternativo Adverse reactions during infliximab infusion in children and adolescents: multicenter study
Autor Barbosa, Cassia Maria Passarelli Lupoli Autor UNIFESP Google Scholar
Terreri, Maria Teresa Ramos Ascensão Autor UNIFESP Google Scholar
Oliveira, Sheila K. F. Google Scholar
Rodrigues, Marta Cristine Felix Google Scholar
Bica, Blanca Elena Rios Gomes Google Scholar
Sacchetti, Silvana Google Scholar
Romanelli, Paulo Roberto Stocco Google Scholar
Len, Claudio Arnaldo Autor UNIFESP Google Scholar
Hilário, Maria Odete Esteves Autor UNIFESP Google Scholar
Instituição Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Universidade Federal do Rio de Janeiro Faculdade de Medicina
UFRJ Instituto de Puericultura e Pediatria Martagão Gesteira Serviço de Reumatologia Pediátrica
UFRJ Faculdade de Medicina setor de Reumatologia do Adolescente
Irmandade da Santa Casa de Misericórdia de São Paulo Departamento de Pediatria Serviço de Reumatologia Pediátrica
PMSP SMS Hospital Infantil Menino Jesus
Resumo OBJECTIVE: To evaluate the frequency and the severity of the adverse reactions during the infusion of infliximab. METHODS: We performed a retrospective chart review of 58 patients, followed up at 5 paediatric rheumatology centers. All patients presented refractory disease or were intolerant to one or more disease modifying drugs and received one or more infliximab infusions. The data analysis was descriptive, considering the frequency and the kind of adverse reactions as well as the number of the infusions, the infliximab dose and the indication. RESULTS: The mean age at the onset of infliximab was 12 years and 9 months and the mean of the disease duration was 7 years and 7 months. The main indication of the drug was juvenile idiopathic arthritis (43). Twenty five out of 58 patients (43.1%) presented adverse reactions during the infusion and 17 (29,3%) had to withdraw the treatment. The reactions were: dyspnea (ten), nausea and vomiting (eight), rash (seven), anaphylaxis (six), flush (five), angioedema (four), chest pain (four) besides urticaria, hypertension, among others. The anaphylaxis was more frequent between the fourth and the sixth infusion. CONCLUSION: The frequency and the severity of adverse reactions to infliximab must be considered not only in relation to its indication, but mainly for the choice of the center to the drug infusion where emergency treatment may be performed.

OBJETIVO: Avaliar a freqüência e a gravidade dos efeitos adversos durante a infusão de infliximabe. MATERIAL E MÉTODOS: Avaliação retrospectiva de prontuários de 58 pacientes acompanhados em cinco serviços de reumatologia pediátrica. Todos apresentavam doença refratária ou eram intolerantes ao uso de uma ou mais drogas modificadoras de doença e receberam uma ou mais infusões de infliximabe. A análise estatística foi descritiva, levando-se em conta a freqüência e o tipo dos efeitos adversos, assim como sua relação com o número de infusões, a dose de infliximabe e a indicação. RESULTADOS: A média da idade na época da introdução do infliximabe foi de 12 anos e 9 meses e a média do tempo de evolução da doença foi de 7 anos e 7 meses. A principal indicação da medicação foi artrite idiopática juvenil (43). Dos 58 pacientes avaliados, 25 (43,1%) apresentaram efeitos adversos durante a infusão e em 17 (29,3%), a medicação teve de ser suspensa. As reações que ocorreram foram: dispnéia (dez), náuseas e vômitos (oito), rash cutâneo (sete), choque anafilático (seis), rubor facial (cinco), angioedema (quatro), dor torácica (quatro), urticária e hipertensão, entre outras. A reação anafilática foi mais freqüente entre a quarta e a sexta infusão. CONCLUSÃO: A freqüência e a gravidade dos efeitos adversos ao infliximabe devem ser levadas em conta, não apenas por ocasião da sua indicação, mas principalmente por ocasião da escolha do local para a sua aplicação, que deve contar com estrutura para atendimento de urgência.
Palavra-chave anti-TNF
adverse reactions
infusion reactions
infliximab
children
anti-TNF
efeitos adversos
reações infusionais
infliximabe
crianças
Idioma Português
Data de publicação 2008-10-01
Publicado em Revista Brasileira de Reumatologia. Sociedade Brasileira de Reumatologia, v. 48, n. 5, p. 278-282, 2008.
ISSN 0482-5004 (Sherpa/Romeo)
Publicador Sociedade Brasileira de Reumatologia
Extensão 278-282
Fonte http://dx.doi.org/10.1590/S0482-50042008000500005
Direito de acesso Acesso aberto Open Access
Tipo Artigo
SciELO S0482-50042008000500005 (estatísticas na SciELO)
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/4562

Exibir registro completo




Arquivo

Nome: S0482-50042008000500005.pdf
Tamanho: 127.4KB
Formato: PDF
Descrição:
Abrir arquivo

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta