Significado de ter incontinência urinária e ser incontinente na visão das mulheres

Significado de ter incontinência urinária e ser incontinente na visão das mulheres

Título alternativo The meaning of urinary incontinence and be incontinent - women opinion
El significado de tener incontinencia urinaria y ser incontinente en la visión de las mujeres
Autor Borba, Alessandra Maria Cotrim De Google Scholar
Lelis, Maria Alice Dos Santos Google Scholar
Brêtas, Ana Cristina Passarella Autor UNIFESP Google Scholar
Instituição Universidade Cidade de São Paulo
Santa Casa de Misericórdia São Paulo
Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Resumo The objective of this qualitative research was to better understand the repercussions of urinary incontinence in women's lives and to learn the meaning of the beliefs, values, and attitudes of HAVING incontinence and BEING an incontinent person. The method utilized was the thematic oral history and data was collected from August to October of 2005 in two different periods. First, we applied specific instruments for urinary incontinence. Afterwards, subjective data was collected using interviews with semi-structured questions. Through thematic analysis, four thematic fields were found - realizing that loss is not normal, having feelings in facing the loss, having to accept urinary incontinence, and having to have control not to lose or smell urine. We concluded, using unitary analysis, the apprehension of the phenomenon of BEING incontinent, understanding that women have individual strategies for dealing with the dialectic relationship between HAVING urinary incontinence and BEING an incontinent.

El objetivo de este estudio cualitativo fue comprender las repercusiones de la incontinencia urinaria en la vida de las mujeres y conocer el significado de las creencias, valores y actitudes de TENER incontinencia y SER incontinente. El método utilizado para el análisis fue la historia oral temática. Los datos fueron recolectados en los meses de agosto a octubre de 2005, en dos momentos distintos. En un primer momento, se emplearon instrumentos específicos para la incontinencia urinaria, y en un segundo momento, se recolectaron los datos subjetivos por medio de entrevistas con preguntas parcialmente elaboradas. En el análisis surgieron cuatro temas centrales - dándose cuenta de que la pérdida no es normal, teniendo sentimientos relacionados con la pérdida, obligadas a asumir la incontinencia, la necesidad de tener control para no perder u oler a orina. Por medio del análisis de las unidades, pudimos concluir que las mujeres poseen estrategias individuales para lidiar con la relación dialéctica entre el SER incontinente y TENER incontinencia urinaria.

O objetivo deste estudo qualitativo foi compreender as repercussões da incontinência urinária na vida de mulheres e conhecer o significado das crenças, valores e atitudes de TER incontinência e SER incontinente. O método utilizado foi a história oral temática e a coleta de dados ocorreu de agosto a outubro de 2005 em dois momentos distintos. Inicialmente com a aplicação de instrumentos específicos para incontinência urinária e posteriormente foram coletados os dados subjetivos por meio de entrevistas com questões semi-estruturadas. Utilizando a análise temática, encontramos quatro unidades centrais - percebendo que a perda não é normal, tendo sentimentos diante da perda, tendo que assumir a incontinência urinária, tendo que ter controle para não perder ou cheirar urina. Identificamos, pela análise das unidades, a apreensão do fenômeno SER incontinente compreendendo que as mulheres possuem estratégias individuais para lidarem com a relação dialética entre o SER e o TER incontinência urinária.
Palavra-chave Urinary incontinence
Emotions
Nursing care
Women's health
Qualitative research
Incontinência urinária
Emoções
Cuidados de enfermagem
Saúde da mulher
Pesquisa qualitativa
Idioma Português
Data de publicação 2008-09-01
Publicado em Texto & Contexto - Enfermagem. Universidade Federal de Santa Catarina, Programa de Pós Graduação em Enfermagem , v. 17, n. 3, p. 527-535, 2008.
ISSN 0104-0707 (Sherpa/Romeo)
Publicador Universidade Federal de Santa Catarina, Programa de Pós Graduação em Enfermagem
Extensão 527-535
Fonte http://dx.doi.org/10.1590/S0104-07072008000300014
Direito de acesso Acesso aberto Open Access
Tipo Artigo
SciELO S0104-07072008000300014 (estatísticas na SciELO)
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/4522

Exibir registro completo




Arquivo

Nome: S0104-07072008000300014.pdf
Tamanho: 177.9KB
Formato: PDF
Descrição:
Abrir arquivo

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta