Cerebellum and psychiatric disorders

Cerebellum and psychiatric disorders

Título alternativo O cerebelo e os transtornos psiquiátricos
Autor Baldaçara, Leonardo Autor UNIFESP Google Scholar
Borgio, João Guilherme Fiorani Autor UNIFESP Google Scholar
Lacerda, Acioly Luiz Tavares de Autor UNIFESP Google Scholar
Jackowski, Andrea Parolin Autor UNIFESP Google Scholar
Instituição Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Irmandade da Santa Casa de São Paulo Centro de Atenção Integrada à Saúde Mental
Universidade Federal do Tocantins
Instituto Sinapse de Neurociências Clínicas
Centro de Pesquisa e Ensaios Clínicos Sinapse-Bairral
Resumo OBJECTIVE: The objective of this update article is to report structural and functional neuroimaging studies exploring the potential role of cerebellum in the pathophysiology of psychiatric disorders. METHOD: A non-systematic literature review was conducted by means of Medline using the following terms as a parameter: cerebellum, cerebellar vermis, schizophrenia, bipolar disorder, depression, anxiety disorders, dementia and attention deficit hyperactivity disorder. The electronic search was done up to April 2008. DISCUSSION: Structural and functional cerebellar abnormalities have been reported in many psychiatric disorders, namely schizophrenia, bipolar disorder, major depressive disorder, anxiety disorders, dementia and attention deficit hyperactivity disorder. Structural magnetic resonance imaging studies have reported smaller total cerebellar and vermal volumes in schizophrenia, mood disorders and attention deficit hyperactivity disorder. Functional magnetic resonance imaging studies using cognitive paradigms have shown alterations in cerebellar activity in schizophrenia, anxiety disorders and attention deficit hyperactivity disorder. In dementia, the cerebellum is affected in later stages of the disease. CONCLUSION: Contrasting with early theories, cerebellum appears to play a major role in different brain functions other than balance and motor control, including emotional regulation and cognition. Future studies are clearly needed to further elucidate the role of cerebellum in both normal and pathological behavior, mood regulation, and cognitive functioning.

OBJETIVO: Este artigo de atualização tem como objetivo avaliar estudos em neuroimagem estrutural e funcional a fim de explorar o papel do cerebelo na patofisiologia dos transtornos psiquiátricos. MÉTODO: Uma revisão não sistemática foi realizada através do Medline utilizando-se como parâmetro os seguintes termos: cerebellum, cerebellar vermis, schizophrenia, bipolar disorder, depression, anxiety disorders, dementia e attention deficit hyperactivity disorder. A busca eletrônica foi feita até abril de 2008. DISCUSSÃO: Anormalidades cerebelares estruturais e funcionais têm sido relatadas em muitos transtornos psiquiátricos, entre eles a esquizofrenia, transtorno bipolar, transtorno depressivo, transtornos ansiosos, demências e transtorno de déficit de atenção e hiperatividade. Estudos utilizando imagem por ressonância magnética estrutural relataram a diminuição do volume total do cerebelo e do vermis cerebelar na esquizofrenia, transtornos do humor e transtorno de falta de atenção com hiperatividade. Estudos utilizando ressonância magnética funcional e paradigmas cognitivos têm demonstrado alterações na atividade cerebelar na esquizofrenia, transtornos ansiosos e transtorno de falta de atenção com hiperatividade. Nas demências, o cerebelo é afetado nos estágios mais avançados dessas doenças. CONCLUSÃO: Contrastando com as primeiras teorias, o cerebelo parece apresentar um papel mais importante em diferentes funções cerebrais além do controle motor e do equilíbrio, incluindo a regulação emocional e cognição. Futuros estudos são necessários para melhor elucidar o papel do cerebelo em ambos os comportamentos, normal e patológico, na regulação do humor e nas funções cognitivas.
Palavra-chave Cerebellum
Schizophrenia
Mood disorders
Anxiety disorders
Dementia
Cerebelo
Esquizofrenia
Transtornos do humor
Transtornos da ansiedade
Demência
Idioma Inglês
Data de publicação 2008-09-01
Publicado em Revista Brasileira de Psiquiatria. Associação Brasileira de Psiquiatria - ABP, v. 30, n. 3, p. 281-289, 2008.
ISSN 1516-4446 (Sherpa/Romeo, fator de impacto)
Publicador Associação Brasileira de Psiquiatria - ABP
Extensão 281-289
Fonte http://dx.doi.org/10.1590/S1516-44462008000300016
Direito de acesso Acesso aberto Open Access
Tipo Artigo
Web of Science WOS:000259197000017
SciELO S1516-44462008000300016 (estatísticas na SciELO)
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/4520

Exibir registro completo




Arquivo

Nome: S1516-44462008000300016.pdf
Tamanho: 765.7KB
Formato: PDF
Descrição:
Abrir arquivo

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta