Associação entre a perda de peso, a massa óssea, a composição corporal e o consumo alimentar de adolescentes obesos pós-púberes

Associação entre a perda de peso, a massa óssea, a composição corporal e o consumo alimentar de adolescentes obesos pós-púberes

Título alternativo Association among weight loss, bone mass, body composition and dietary intake of post-pubertal obese adolescents
Autor Santos, Luana C. Google Scholar
Cintra, Isa de Pádua Autor UNIFESP Google Scholar
Fisberg, Mauro Autor UNIFESP Google Scholar
Lazaretti-Castro, Marise Autor UNIFESP Google Scholar
Martini, Lígia A. Google Scholar
Instituição Universidade de São Paulo (USP)
Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Resumo OBJECTIVE: To verify the effects of weight loss on bone mass of obese adolescents submitted to a nutritional intervention based on a hypocaloric diet and nutritional advice over a nine-month-period. METHODS: Anthropometry, body composition, BMD and dietary intake were evaluated. RESULTS: Fifty-five adolescents, 78.2% females, within an average age of 16.6 (1.4) years old participated in the study. Sixteen participants who completed the study did not lose weight. The group that adhered to the nutritional intervention had a mean weight loss of 6.2 (4.6)% baseline. There was a significant increase in total BMD and bone mineral content (BMC) in those adolescents who did not lose weight, while increased BMC and bone area were verified in participants who lost weight, mainly when associated with body composition alterations while changing weight. CONCLUSION: The increment in bone mineral density, even throughout weight loss, has showed no negative effect on bone mass and has also emphasized the importance of nutritional improvement in total bone mass during adolescence.

OBJETIVO: Verificar os efeitos da perda de peso na densidade mineral óssea (DMO) de adolescentes obesos submetidos a intervenção com base em dieta hipocalórica e orientações durante nove meses. MÉTODOS: Realizaram-se avaliações da antropometria, da composição corporal, da DMO e do consumo alimentar. RESULTADOS: Participaram do estudo 55 adolescentes, 78,2% meninas, com média de 16,6 (1,4) anos. Destes, 44,4% não apresentaram redução do peso. O grupo que respondeu à intervenção apresentou média de perda de peso de 6,2% (4,6) do peso inicial. Houve aumento significativo da DMO e conteúdo mineral ósseo (CMO) entre os adolescentes não-respondedores e aumento do CMO e área óssea entre os respondedores, associados, principalmente, com as alterações da composição corporal com o ganho ou a perda de peso. CONCLUSÃO: O aumento da massa óssea mesmo com a perda de peso demonstrou que o emagrecimento não ter efeito negativo do emagrecimento e denota provável contribuição da melhora dos hábitos alimentares na aquisição óssea de adolescentes.
Palavra-chave Adolescent
Body composition
Bone mineral density
Diet
Weight loss
Obesity
Adolescência
Composição corporal
Densidade mineral óssea
Dieta
Perda de peso
Obesidade
Idioma Português
Data de publicação 2008-08-01
Publicado em Arquivos Brasileiros de Endocrinologia & Metabologia. Sociedade Brasileira de Endocrinologia e Metabologia, v. 52, n. 6, p. 1001-1008, 2008.
ISSN 0004-2730 (Sherpa/Romeo)
Publicador Sociedade Brasileira de Endocrinologia e Metabologia
Extensão 1001-1008
Fonte http://dx.doi.org/10.1590/S0004-27302008000600011
Direito de acesso Acesso aberto Open Access
Tipo Artigo
SciELO S0004-27302008000600011 (estatísticas na SciELO)
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/4508

Exibir registro completo




Arquivo

Nome: S0004-27302008000600011.pdf
Tamanho: 226.0KB
Formato: PDF
Descrição:
Abrir arquivo

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta