Um estudo dos relatos afetivos subjetivos a estímulos do International Affective Picture System em uma amostra geriátrica brasileira

Um estudo dos relatos afetivos subjetivos a estímulos do International Affective Picture System em uma amostra geriátrica brasileira

Título alternativo Subjective affective ratings to photographic stimuli of the International Affective Picture System in a Brazilian elderly sample
Autor Porto, Weyler Galvão Google Scholar
Bertolucci, Paulo Henrique Ferreira Autor UNIFESP Google Scholar
Ribeiro, Rafaela Larsen Autor UNIFESP Google Scholar
Bueno, Orlando Francisco Amodeo Autor UNIFESP Google Scholar
Instituição Fundação do ABC Hospital Estadual Mário Covas Setor de Geriatria
Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Resumo INTRODUCTION: The scientific literature points to a possible bias in the form perception and emotional memory are constructed when elderly and young individuals are compared. However, this possibility is underexplored. This paper presents the results obtained from a pilot study based on an elderly emotional subjective report after evaluation using the International Affective Picture System images and Self Assessment Manikin scale scores. METHOD: Forty-eight clinically and cognitively capable elderly volunteer subjects from the Third Age Open University evaluated 71 randomly chosen images of the International Affective Picture System in terms of arousal and affective valence. RESULTS: For the elderly, the greater the arousal, the smaller the pleasure resulting in a strong negative correlation (r = 0.93) observed between arousal and negative valence. A comparison with another similar normative experiment performed in young Brazilian and American individuals showed a possible cultural difference in subjective reports of emotional stimuli. CONCLUSIONS: This investigation indicates that there may be a difference between elderly and young individuals when affective reports of arousal are studied. A normalization of the International Affective Picture System for the elderly in a larger sample, representative of the population, might be useful to address this issue.

INTRODUÇÃO: A literatura científica indica a possibilidade de a percepção da emoção e a formação da memória emocional serem discordantes entre jovens e idosos. A mesma é pobre ao explorar essa possibilidade. Neste estudo, relatamos os resultados obtidos em um experimento-piloto com uma amostra de idosos brasileiros, que classificaram subjetivamente, através da escala Self Assessment Manikin, imagens oriundas do International Affective Picture System. MÉTODO: Quarenta e oito idosos voluntários da Universidade Aberta da Terceira Idade, saudáveis clínica e cognitivamente, avaliaram o caráter alertante e a valência afetiva de 71 imagens do International Affective Picture System, aleatoriamente escolhidas. RESULTADOS: O grau de alerta reportado por idosos diante de um estímulo emocional é tanto maior quanto menor o prazer provocado por essa imagem-estímulo, resultando na existência de uma forte correlação negativa (r = 0,93) entre o grau de alerta e o estímulo desprazeroso. Em uma comparação do acima obtido com outro experimento normativo semelhante feito com jovens brasileiros e americanos, apontou-se para uma possível diferença cultural na forma de relatar subjetivamente um estímulo emocional. CONCLUSÕES: Os resultados obtidos com esta amostra estudada sugerem que pode existir uma diferença nos relatos afetivos entre os jovens e idosos, onde uma normatização do International Affective Picture System para uma amostra maior, representativa da população de idosos, seria útil para responder esta questão.
Palavra-chave International Affective Picture System
Self Assessment Manikin
elderly
Brazil
International Affective Picture System
Self Assessment Manikin
idosos
Brasil
Idioma Português
Data de publicação 2008-08-01
Publicado em Revista de Psiquiatria do Rio Grande do Sul. Sociedade de Psiquiatria do Rio Grande do Sul, v. 30, n. 2, p. 131-138, 2008.
ISSN 0101-8108 (Sherpa/Romeo)
Publicador Sociedade de Psiquiatria do Rio Grande do Sul
Extensão 131-138
Fonte http://dx.doi.org/10.1590/S0101-81082008000300009
Direito de acesso Acesso aberto Open Access
Tipo Artigo
SciELO S0101-81082008000300009 (estatísticas na SciELO)
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/4503

Exibir registro completo




Arquivo

Nome: S0101-81082008000300009.pdf
Tamanho: 1.299MB
Formato: PDF
Descrição:
Abrir arquivo

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta