Comparative study of the healing process of the aponeurosis of the anterior abdominal wall of rats after wound closure using 3-0 nylon suture and N-butil-2-cyanoacrylate tissue adhesive

Comparative study of the healing process of the aponeurosis of the anterior abdominal wall of rats after wound closure using 3-0 nylon suture and N-butil-2-cyanoacrylate tissue adhesive

Título alternativo Estudo comparativo da cicatrização da aponeurose da parede abdominal anterior com a utilização do fio de poliamida monofilamentar 3-0 e o adesivo N-Butil-2-Cianoacrilato em ratos
Autor Batista, Carlos Augusto Marques Autor UNIFESP Google Scholar
Colleoni Neto, Ramiro Autor UNIFESP Google Scholar
Lopes Filho, Gaspar de Jesus Autor UNIFESP Google Scholar
Instituição School of Medicine of Valença
Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Resumo PURPOSE: To investigate the healing process of the aponeurosis of the anterior abdominal wall of rats, comparing two different materials for wound closure: 3-0 nylon suture and tissue adhesive N-butyl-2-cyanoacrylate. METHODS: Forty-four Wistar rats were randomly divided into four groups according to the type of material used (suture or adhesive) and the number of days until reoperation (seven or 14 days). After a 4 cm incision in the aponeurosis, 22 rats underwent wound closure using 3-0 nylon suture and the other 22, the tissue adhesive. After seven days, 11 rats from each group were weighed again, submitted to reoperation and then euthanized. The same procedure was carried out after 14 days with the remaining rats. The surgical wound was macroscopically examined, the tensile strength was measured and the tissue edges were histologically examined. The statistical analysis was performed using analysis of variance and Cox's proportional hazards model. Significance level was set at p < 0.05. RESULTS: The animals lost on average 20 g over the period between the two operations. Wound closure was faster using the tissue adhesive. Only one animal, from the tissue adhesive group, had a small abscess with wound dehiscence. With regard to tensile strength, the best results were obtained with the tissue adhesive 14 days after the first surgery. The results of the histological examination showed no significant difference between groups. CONCLUSIONS: Upon morphological evaluation, the two types of material analyzed in this study (3-0 nylon suture and N-butyl-2-cyanoacrylate, a tissue adhesive) were not significantly different with regard to the healing process of the aponeurosis of the anterior abdominal wall of rats. Wound closure using the tissue adhesive was faster. Higher tensile strength was observed in the tissue adhesive group 14 days after the first surgery.

OBJETIVO: Investigar o processo de cicatrização da aponeurose da parede abdominal anterior em ratos, comparando dois diferentes materiais de sutura: fio de poliamida monofilamentar 3-0 e adesivo N-butil-2-cianoacrilato. MÉTODOS: Quarenta e quatro ratos Wistar, foram divididos aleatoriamente em quatro grupos, de acordo com o material de síntese (fio e adesivo cirúrgico) e o tempo de reoperação (7 e 14 dias). Após uma incisão de 4 cm na aponeurose, 22 animais foram submetidos à síntese com o fio de poliamida e os outros 22 animais com o adesivo proposto. Após o procedimento, aguardou-se um período de 7 e 14 dias, quando os animais, 11 de cada grupo, foram novamente pesados e submetidos à eutanásia, sendo realizada a avaliação macroscópica da ferida operatória, mensuração da força de ruptura da parede abdominal e estudo histológico das bordas da incisão. A análise estatística foi realizada através de um modelo de análise de variância e de riscos proporcionais de Cox, considerando significantes valores de p < 0,05. RESULTADOS: Os animais apresentaram uma perda média de 20 g, do dia da operação para o dia da reoperação. A síntese da aponeurose com o adesivo tecidual foi o método mais rápido. Apenas um animal, do grupo adesivo tecidual, apresentou pequeno abscesso local com deiscência de sutura. Com relação à força de ruptura da aponeurose, o melhor desempenho foi do grupo adesivo tecidual, com 14 dias de pós-operatório. Quanto ao estudo histológico, os resultados não mostraram diferença estatisticamente significante entre os dois grupos. CONCLUSÕES: O estudo do processo de cicatrização da aponeurose da parede abdominal anterior mostrou que tanto a síntese com o adesivo N-butil-2-cianoacrilato como com o fio de poliamida monofilamentar 3-0 não apresentou diferença estatisticamente significante na avaliação morfológica, enquanto que a síntese com o adesivo foi mais rápida e mais resistente ao teste de força de ruptura no 14° dia do que a síntese com o fio.
Palavra-chave Suture Techniques
Wound Healing
Cyanoacrylate
Abdominal wall
Aponeurosis
Rats
Técnicas de Sutura
Cicatrização de Feridas
Cianoacrilato
Parede abdominal
Aponeurose
Ratos
Idioma Inglês
Data de publicação 2008-08-01
Publicado em Acta Cirurgica Brasileira. Sociedade Brasileira para o Desenvolvimento da Pesquisa em Cirurgia, v. 23, n. 4, p. 352-363, 2008.
ISSN 0102-8650 (Sherpa/Romeo, fator de impacto)
Publicador Sociedade Brasileira para o Desenvolvimento da Pesquisa em Cirurgia
Extensão 352-363
Fonte http://dx.doi.org/10.1590/S0102-86502008000400010
Direito de acesso Acesso aberto Open Access
Tipo Artigo
Web of Science WOS:000260318300010
SciELO S0102-86502008000400010 (estatísticas na SciELO)
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/4480

Exibir registro completo




Arquivo

Nome: S0102-86502008000400010.pdf
Tamanho: 1.679MB
Formato: PDF
Descrição:
Abrir arquivo

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta