Correlação entre sinais e sintomas de olho seco em pacientes portadores da síndrome de Sjögren

Correlação entre sinais e sintomas de olho seco em pacientes portadores da síndrome de Sjögren

Título alternativo Correlation between signals and symptoms of dry eye in Sjögren's syndrome patients
Autor Barboza, Marcello Novoa Colombo Google Scholar
Barboza, Guilherme Novoa Colombo Google Scholar
Melo, Gustavo Mendonça de Google Scholar
Sato, Elcio Hideo Autor UNIFESP Google Scholar
Dantas, Maria Cristina Nishiwaki Google Scholar
Dantas, Paulo Elias Correa Google Scholar
Felberg, Sérgio Google Scholar
Instituição Santa Casa de Misericórdia de São Paulo
Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Santa Casa de Misericórdia de São Paulo Departamento de Oftalmologia
Resumo PURPOSE: To study the correlation between the signals and symptoms of dry eye in Sjögren's syndrome patients. METHODS: We formed the case group with 17 Sjögren's syndrome patients and the control group with 25 normal patients. For evaluation of the symptoms the Ocular Surface Disease Index (OSDI) questionnaire was applied to both groups and, after that, all the individuals were submitted to the ocular tests: Schirmer I and II, coloration of the ocular surface with rose bengal, pachymetry and esthesiometry. Spearman's correlation test was used to analyze the correlations between signals and symptoms and Student's t test for independent samples was used for comparison of the averages of the values found by the Ocular Surface Disease Index (OSDI) questionnaire and the ocular tests between the patients of the groups. RESULTS: This study had evidenced a weak correlation between Ocular Surface Disease Index (OSDI) symptoms and ocular tests, which it indicates that not all the patients who presented exuberant symptoms, showed proportionally modified tests. The cornea sensitivity of the case group was reduced when compared with that of the control group. All the studied parameters in the case group presented significant differences (p<0.05) when compared with the control group. CONCLUSION: There was a weak correlation between Sjögren's syndrome patients' ocular symptoms and signals that indicate the severity of the illness. The variation of cornea sensitivity found in the Sjögren's syndrome patient group may be one of the responsible factors for this weak correlation. All the studied parameters were significantly modified in the Sjögren's syndrome patients group when compared with those found in the control group.

OBJETIVO: Estudar, numa determinada população de portadores da síndrome de Sjögren, a correlação entre os sinais e sintomas de olho seco. MÉTODOS: Foi constituído o Grupo Caso, formado por 17 pacientes portadores da síndrome de Sjögren e o Grupo Controle, formado por 25 pacientes normais. Para avaliação dos sintomas foi aplicado o questionário Ocular Surface Disease Index (OSDI) nos pacientes de ambos os grupos e, em seguida, todos os indivíduos foram submetidos à realização dos testes de Schirmer I e II, coloração da superfície ocular com corante rosa bengala, paquimetria e estesiometria. Para análise das correlações entre sinais e sintomas foi utilizado o teste de correlação de Spearman e para comparação das médias dos valores encontrados no questionário Ocular Surface Disease Index (OSDI) e nos testes clínicos entre os pacientes dos Grupos, foi utilizado teste t de Student para amostras independentes. RESULTADOS: Os resultados deste estudo evidenciaram fraca correlação entre os sintomas avaliados pelo questionário Ocular Surface Disease Index (OSDI) e os testes oculares, o que indica que nem todos os pacientes que apresentavam sintomas exuberantes, exibiam testes proporcionalmente alterados. A média da sensibilidade da córnea de ambos os olhos dos pacientes do Grupo Caso esteve estatisticamente reduzida quando comparada à do Grupo Controle. Todos os parâmetros estudados no Grupo Caso apresentaram diferenças estatisticamente significantes (p<0,05) quando comparados com os do Grupo Controle. CONCLUSÃO: Houve fraca correlação entre os sintomas dos pacientes com síndrome de Sjögren e os sinais oculares que indicam gravidade da doença. A variação da sensibilidade da córnea encontrada no grupo de pacientes com síndrome de Sjögren pode ser um dos fatores responsáveis por esta fraca correlação. Todos os parâmetros estudados estiveram significativamente alterados no grupo de pacientes com a síndrome de Sjögren, quando comparados aos encontrados no Grupo Controle.
Palavra-chave Dry eye syndromes
Sjögren's syndrome
Keratoconjunctivitis sicca
Xerophthalmia
Tears
Vision tests
Visual acuity
Quality of life
Comparative study
Síndromes do olho seco
Síndrome de Sjögren
Ceratoconjuntivite seca
Xeroftalmia
Lágrimas
Testes visuais
Acuidade visual
Qualidade de vida
Estudo comparativo
Idioma Português
Data de publicação 2008-08-01
Publicado em Arquivos Brasileiros de Oftalmologia. Conselho Brasileiro de Oftalmologia, v. 71, n. 4, p. 547-552, 2008.
ISSN 0004-2749 (Sherpa/Romeo)
Publicador Conselho Brasileiro de Oftalmologia
Extensão 547-552
Fonte http://dx.doi.org/10.1590/S0004-27492008000400015
Direito de acesso Acesso aberto Open Access
Tipo Artigo
SciELO S0004-27492008000400015 (estatísticas na SciELO)
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/4479

Exibir registro completo




Arquivo

Nome: S0004-27492008000400015.pdf
Tamanho: 84.45KB
Formato: PDF
Descrição:
Abrir arquivo

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta