Características demográficas dos idosos vinculados ao sistema suplementar de saúde no Brasil

Características demográficas dos idosos vinculados ao sistema suplementar de saúde no Brasil

Título alternativo Demographic characteristics of elderly people provided with supplementary health care
Autor Veras, Renato Peixoto Google Scholar
Caldas, Célia Pereira Google Scholar
Araujo, Denizar Vianna Autor UNIFESP Google Scholar
Kuschnir, Rosana Google Scholar
Mendes, Walter Google Scholar
Instituição Universidade do Estado do Rio de Janeiro Universidade Aberta da Terceira Idade
Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Fundação Oswaldo Cruz Escola Nacional de Saúde Publica
Resumo OBJECTIVE: To assess health coverage of elderly people receiving supplementary health care and these users' sociodemographic characteristics. METHODS: Descriptive study of elderly population living in Brazil and in the states of São Paulo and Rio de Janeiro in 2006. Data was collected from the National Supplementary Care Beneficiary Information System and the National Household Sample Survey. The following variables were studied: gender, age, distribution by federal unit, category of health insurance, type of contract and plan segmentation. RESULTS: Higher coverage of the general population was seen in the age groups 70-79 years (26.7% and 80 years and more (30.2%). Of those aged 80 years and more, 33% had private health plans among women and 25.9% among men. Nearly 80% of health insurance beneficiaries were living in southeastern and southern Brazil, of which 55% were in Rio-São Paulo axis. Health maintenance organizations covered a higher proportion of younger compared to elderly population (39% and 34.5%, respectively) and self-management care plans covered a significantly higher proportion of elderly compared to younger population in Brazil (22.8% and 13.8%, respectively). CONCLUSIONS: Elderly health care coverage was significantly high and age groups over 70 years showed the highest coverage rates among the Brazilian population, especially among women.

OBJETIVO: Analisar aspectos da cobertura da população idosa pelos planos de assistência médica na saúde suplementar e a caracterização sociodemográfica desses beneficiários. MÉTODOS: Estudo descritivo da população idosa do Brasil e dos estados de São Paulo e Rio de Janeiro, no ano de 2006. Foram utilizados dados do Sistema de Informações sobre Beneficiários da Agência Nacional de Saúde Suplementar e dados da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios. A análise foi conduzida considerando-se as variáveis: sexo, idade, distribuição por unidade federada, modalidade da operadora, tipo de contratação e segmentação do plano. RESULTADOS: As maiores coberturas na população geral foram observadas nas faixas etárias de 70 a 79 anos (26,7%) e 80 anos e mais (30,2%). Entre as mulheres na faixa de 80 anos e mais, 33% possuíam plano privado de assistência médica, e entre os homens, esse percentual foi de 25,9%. Cerca de 80% dos beneficiários de planos de saúde encontravam-se nas regiões Sudeste e Sul, dos quais 55% no eixo Rio-São Paulo. As cooperativas médicas tiveram maior cobertura nas faixas mais jovens do que entre os idosos (39% e 34,5% respectivamente) e os planos de autogestão tiveram participação mais significativa na cobertura de idosos no País (22,8% e 13,8%, respectivamente). CONCLUSÕES: A cobertura da população idosa pelos planos de assistência médica foi significativa e as faixas etárias iniciadas em 70 anos representaram o percentual de cobertura mais elevado entre a população brasileira, especialmente entre as mulheres.
Palavra-chave Aged
Health Services for the Aged
Health Maintenance Organizations
Supplemental Health
Socioeconomic Factors
Epidemiology, Descriptive
Idoso
Serviços de Saúde para Idosos
Sistemas Pré-Pagos de Saúde
Saúde Suplementar
Fatores Socioeconômicos
Epidemiologia Descritiva
Idioma Português
Data de publicação 2008-06-01
Publicado em Revista de Saúde Pública. Faculdade de Saúde Pública da Universidade de São Paulo, v. 42, n. 3, p. 497-502, 2008.
ISSN 0034-8910 (Sherpa/Romeo)
Publicador Faculdade de Saúde Pública da Universidade de São Paulo
Extensão 497-502
Fonte http://dx.doi.org/10.1590/S0034-89102008005000024
Direito de acesso Acesso aberto Open Access
Tipo Artigo
SciELO S0034-89102008000300015 (estatísticas na SciELO)
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/4457

Exibir registro completo




Arquivo

Nome: S0034-89102008000300015.pdf
Tamanho: 138.5KB
Formato: PDF
Descrição:
Abrir arquivo

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta