Doença hepática gordurosa não alcoólica em escolares obesos

Doença hepática gordurosa não alcoólica em escolares obesos

Título alternativo Nonalcoholic fatty liver disease in obese children
Autor Souza, Fabíola Isabel S. Google Scholar
Amancio, Olga Maria Silverio Autor UNIFESP Google Scholar
Sarni, Roseli Oselka Saccardo Autor UNIFESP Google Scholar
Pitta, Tassiana Sacchi Google Scholar
Fernandes, Ana Paula Google Scholar
Fonseca, Fernando Luiz Affonso Autor UNIFESP Google Scholar
Hix, Sonia Google Scholar
Instituição Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Faculdade de Medicina do ABC
Resumo OBJECTIVE: To evaluate the prevalence of altered hepatic ultrasound and elevated serum alanine aminotransferase (ALT) in overweight and obese children, as well as to relate them to lipid peroxidation, lipid profile and insulin resistance. METHODS: A prospective, controlled, cross-sectional study was performed with 67 overweight and obese children (38 female, mean age of 8,6 years) paired by gender and age with 65 eutrophic controls. The following parameters were evaluated: lipid profile (LDL-c, HDL-c, triglycerides), ALT, lipid peroxidation measured by thiobarbituric acid reaction substance (TBARS), serum glucose and insulin resistance (Homeostasis Model Assessment). Hepatic steatosis was evaluated by ultrasound by a single professional and classified as diffuse mild, moderate or severe. RESULTS: Elevated ALT (>40 U/L) was observed in 3% and altered ultrasound in 57.4% of the overweight/obese children. Obese/overweight children showed a higher percentage of ALT >18 U/L (OR 4.2, p=0.0006) and hypertriglyceridemia (OR 4.2, p<0.001). ALT was associated with elevated triglycerides (OR 3,2; p=0,010). There was not association between TBARS (oxidative stress) or HOMA-IR with the presence of overweight/obesity or ALT >18 U/L. CONCLUSIONS: The frequency of altered ALT (>40U/L) was low and of altered hepatic ultrasound was high. There was no association between fatty liver at ultrasound with nutritional status or ALT levels. Elevated triglycerides were associated with higher levels of ALT.

OBJETIVO: Avaliar a prevalência de alterações hepáticas ao ultra-som e de elevação da alanina aminotransferase (ALT) em crianças com sobrepeso e obesidade, além de relacionar a presença de alterações com peroxidação lipídica, perfil lipídico e resistência insulínica. MÉTODOS: Estudo transversal, prospectivo e controlado de 67 crianças com sobrepeso/obesidade (38 do sexo feminino e média de idade de 8,6 anos), pareadas por sexo e idade com 65 eutróficas. A avaliação bioquímica consistiu de perfil lipídico (LDL-c, HDL-c e triglicerídeos); ALT; substâncias reativas ao ácido tiobarbitúrico (TBARS); glicemia e insulina, utilizadas para o cálculo do Homeostasis Model Assessment Insulin Resistance (HOMA-IR). A esteatose hepática, avaliada por ultra-sonografia por um único examinador, foi classificada em difusa leve, moderada e grave. RESULTADOS: Elevação de ALT (>40U/L) foi encontrada em 3% e alterações ultra-sonográficas do fígado em 57,4% das crianças com sobrepeso e obesidade. O Grupo Sobrepeso/Obesidade apresentou maior percentual de ALT >18U/L (OR 4,2; p=0,0006) e de hipertrigliceridemia (OR 4,2; p<0,001), em relação ao controle. A ALT associou-se com aumento de triglicerídeos séricos (OR 3,2; p=0,010). Não houve associação entre os níveis de TBARS (estresse oxidativo) e do HOMA-IR com a presença de sobrepeso/obesidade, nem com ALT >18U/L. CONCLUSÕES: A freqüência de ALT >40U/L foi baixa e a de esteatose foi alta. As alterações ultra-sonográficas hepáticas não mostraram associação com o estado nutricional nem com os níveis de ALT. Por sua vez, triglicerídeos aumentados associaram-se com níveis mais elevados de ALT.
Palavra-chave fatty liver
oxidative stress
child
obesity
insulin resistance
fígado gorduroso
estresse oxidativo
criança
obesidade
resistência à insulina
Idioma Português
Data de publicação 2008-06-01
Publicado em Revista Paulista de Pediatria. Sociedade de Pediatria de São Paulo, v. 26, n. 2, p. 136-141, 2008.
ISSN 0103-0582 (Sherpa/Romeo)
Publicador Sociedade de Pediatria de São Paulo
Extensão 136-141
Fonte http://dx.doi.org/10.1590/S0103-05822008000200007
Direito de acesso Acesso aberto Open Access
Tipo Artigo
SciELO S0103-05822008000200007 (estatísticas na SciELO)
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/4450

Exibir registro completo




Arquivo

Nome: S0103-05822008000200007.pdf
Tamanho: 383.3KB
Formato: PDF
Descrição:
Abrir arquivo

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta