Identification of non-tuberculous mycobacteria from the Central Public Health Laboratory from Mato Grosso do Sul and analysis of clinical relevance

Identification of non-tuberculous mycobacteria from the Central Public Health Laboratory from Mato Grosso do Sul and analysis of clinical relevance

Título alternativo Identificação de micobactérias não-tuberculosas do Laboratório Central de Saúde Pública de Mato Grosso de Sul e análise de dados clínicos dos pacientes
Autor Moraes, Paulo Ricardo de Souza Google Scholar
Chimara, Erica Autor UNIFESP Google Scholar
Telles, Maria Alice da Silva Google Scholar
Ueki, Suely Yoko Misuka Google Scholar
Cunha, Eunice Atsuko Totumi Google Scholar
Honer, Michael Robin Google Scholar
Leao, Sylvia Cardoso Autor UNIFESP Google Scholar
Instituição Laboratório Central de Saúde Pública de Mato Grosso do Sul
Instituto Adolfo Lutz de São Paulo
Universidade Federal de Mato Grosso do Sul
Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Resumo Non-tuberculous mycobacteria isolated at the Central Public Health Laboratory from Mato Grosso do Sul in 2003 and 2004 were identified by conventional phenotypic methods (TI) and by PCR-Restriction Enzyme Analysis (PRA) using the hsp65 gene as target (PRA-hsp65). With 15 of the 32 analysed isolates, results of both methods were concordant, being 8 Mycobacterium avium, 3 M. fortutium, 1 M. kansasii, 1 M. flavescens, 1 M. peregrinum and 1 Nocardia brasiliensis. TI of 12 isolates was inconclusive. Novel PRA-hsp65 patterns were observed with 11 isolates. Medical data were evaluated for inference of clinical relevance of these isolates.

Micobactérias não-tuberculosas isoladas no Laboratório Central de Saúde Pública de Mato Grosso do Sul em 2003 e 2004 foram identificadas usando métodos fenotípicos convencionais (TI) e PCR-Restriction Enzyme Analysis (PRA) tendo o gene hsp65 como alvo (PRA-hsp65). Em 15 dos 32 isolados analisados os resultados obtidos com ambos métodos foram concordantes, sendo 8 Mycobacterium avium, 3 M. fortutium, 1 M. kansasii, 1 M. flavescens, 1 M. peregrinum e 1 Nocardia brasiliensis. TI de 12 isolados não foi conclusiva. Perfis não descritos de PRA-hsp65 foram observados com 11 isolados. Dados dos prontuários médicos foram avaliados para inferir a relevância clínica dos isolados.
Palavra-chave Mycobacterium
PCR
Identification
Micobactérias
PCR
Identificação
Idioma Inglês
Data de publicação 2008-06-01
Publicado em Brazilian Journal of Microbiology. Sociedade Brasileira de Microbiologia, v. 39, n. 2, p. 268-272, 2008.
ISSN 1517-8382 (Sherpa/Romeo, fator de impacto)
Publicador Sociedade Brasileira de Microbiologia
Extensão 268-272
Fonte http://dx.doi.org/10.1590/S1517-83822008000200013
Direito de acesso Acesso aberto Open Access
Tipo Artigo
Web of Science WOS:000258097100013
SciELO S1517-83822008000200013 (estatísticas na SciELO)
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/4423

Exibir registro completo




Arquivo

Nome: S1517-83822008000200013.pdf
Tamanho: 1.678MB
Formato: PDF
Descrição:
Abrir arquivo

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta