Medida do comprimento do osso nasal entre 11 e 15 semanas de gestação em uma população brasileira: estudo preliminar

Medida do comprimento do osso nasal entre 11 e 15 semanas de gestação em uma população brasileira: estudo preliminar

Título alternativo Measurement of fetal nasal bone length in the period between 11 and 15 gestational weeks in a Brazilian population: a preliminary study
Autor Cossi, Paulo Sérgio Google Scholar
Araujo Júnior, Edward Autor UNIFESP Google Scholar
Bussamra, Luiz Cláudio De Silva Autor UNIFESP Google Scholar
Guimarães Filho, Hélio Antonio Autor UNIFESP Google Scholar
Nardozza, Luciano Marcondes Machado Autor UNIFESP Google Scholar
Moron, Antonio Fernandes Autor UNIFESP Google Scholar
Instituição Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Resumo OBJECTIVE: To establish reference values for fetal nasal bone length measurements between 11 and 15 gestational weeks in a Brazilian population. MATERIALS AND METHODS: A cross-sectional study was developed with 171 normal pregnant women between their 11th and 15th gestational weeks. The fetal nasal bone was measured by means of transabdominal ultrasound in all of the cases. The 5th and 95th percentiles for the nasal bone length were calculated by the formula: mean ± 1.645 standard deviation. The Spearman correlation coefficient with 95% confidence interval was utilized to correlate the nasal bone length with fetal anthropometric parameters. RESULTS: The nasal bone could be measured in all of the cases with the mean length ranging between 1.69 mm and 2.94 mm. Nasal bone length demonstrated to be strongly correlated with all of the fetal anthropometric parameters (p < 0.001) and with the gestational age (R² = 0.59). CONCLUSION: Despite the preliminary character of the present study, a reference range of fetal nasal bone length was established.

OBJETIVO: Determinar valores de referência para o comprimento do osso nasal entre 11 e 15 semanas de gestação em uma população brasileira. MATERIAIS E MÉTODOS: Realizou-se estudo de corte transversal com 171 gestantes normais entre 11 e 15 semanas completas. O osso nasal foi medido por via transabdominal em todos os casos. Foram calculados os percentis 5 a 95 para o comprimento do osso nasal pela fórmula: média ± 1,645 desvio-padrão. Para avaliar a correlação do comprimento do osso nasal com parâmetros antropométricos fetais utilizou-se o coeficiente de correlação de Spearman, com intervalo de confiança de 95%. RESULTADOS: O osso nasal foi mensurado em todos os casos, sendo que o comprimento médio variou de 1,69 mm a 2,94 mm. O comprimento do osso nasal mostrou-se fortemente correlacionado com todos os parâmetros antropométricos fetais (p < 0,001) e com a idade gestacional (R² = 0,59). CONCLUSÃO: Apesar de ser um estudo preliminar, a curva de referência do comprimento do osso nasal foi estabelecida.
Palavra-chave Fetal biometry
Nasal bone
Normality range
Ultrasound
Biometria fetal
Osso nasal
Curva de normalidade
Ultra-som
Idioma Português
Data de publicação 2008-06-01
Publicado em Radiologia Brasileira. Colégio Brasileiro de Radiologia e Diagnóstico por Imagem, v. 41, n. 3, p. 155-158, 2008.
ISSN 0100-3984 (Sherpa/Romeo)
Publicador Colégio Brasileiro de Radiologia e Diagnóstico por Imagem
Extensão 155-158
Fonte http://dx.doi.org/10.1590/S0100-39842008000300005
Direito de acesso Acesso aberto Open Access
Tipo Artigo
SciELO S0100-39842008000300005 (estatísticas na SciELO)
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/4390

Exibir registro completo




Arquivo

Nome: S0100-39842008000300005.pdf
Tamanho: 190.3KB
Formato: PDF
Descrição:
Abrir arquivo

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta