Internações por pé diabético: comparação entre o custo direto estimado e o desembolso do SUS

Internações por pé diabético: comparação entre o custo direto estimado e o desembolso do SUS

Título alternativo In hospital care for diabetic foot: a comparison between the estimated cost and the SUS reimbursement
Autor Rezende, Karla Freire Autor UNIFESP Google Scholar
Nunes, Marco Antonio Prado Autor UNIFESP Google Scholar
Melo, Naira H. Autor UNIFESP Google Scholar
Malerbi, Domingos Autor UNIFESP Google Scholar
Chacra, Antonio Roberto Autor UNIFESP Google Scholar
Ferraz, Marcos Bosi Autor UNIFESP Google Scholar
Instituição Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Centro Paulista de Economia da Saúde
Resumo This study aimed to analyze costs for treating patients with diabetic foot cared by the public Brazilian Health System (SUS), comparing the estimated cost with the amount of SUS reimbursement. A cohort prospective study carried out in hospitals that provide services for the Unified Health System in Sergipe, involving 109 hospitalization episodes of patients with diabetes and foot ulcers. We follow these patients day by day and estimated the hospital direct cost and the SUS reimbursement. All patients had type 2 diabetes and the majority of ulcers (64,2%) were classified as Wagner 4 or 5. Forty-three (39,4%) healed without amputation and fifty-two (47,7%) healed with amputation. Fourteen (12,8%) patients died. Hospital direct cost ranged from R$ 943.72 to R$ 16,378.85; with an average of R$ 4,461.04. The SUS reimbursement varied from R$ 96.95 to R$ 2,410.18, with an average of R$ 633.97, usually seven times low. Smaller difference between costs occurred in patients from the Beneficent hospital and higher rates occurred in those treated with minor amputation.

Foram seguidas 109 internações de pacientes com diabetes e ulcerações nos pés na rede do Sistema Único de Saúde (SUS) em Sergipe, com o objetivo de estimar o custo direto hospitalar e comparar com os valores do desembolso do SUS. Os dados foram coletados desde a admissão até a alta ou o óbito dos casos incluídos, sendo anotadas as características clínicas dos pacientes e os desfechos das internações. Foram calculados o custo direto estimado e o desembolso do SUS. Todos eram portadores de diabetes tipo 2 e a maioria das ulcerações (64,2%) foram classificadas como Wagner 4 ou 5. Evoluíram com alta sem amputação 43 pacientes (39,4%) e 52 (47,7%) com alta após amputação. Evoluíram para óbito 14 pacientes (12,8%). O custo estimado variou de R$ 943,72 a R$ 16.378,85, com média de R$ 4.461,04. O valor do desembolso do SUS variou de R$ 96,95 a R$ 2.410,18, com média de R$ 633,97, cerca de sete vezes inferior. As menores defasagens entre os custos ocorreram nos pacientes assistidos no Hospital Beneficente e as maiores naqueles tratados com amputações menores.
Palavra-chave Cost of illness
Diabetic foot
Amputation
Ulceration
SIH-SUS
Custo da doença
Pé diabético
Amputação
SIH SUS
Ulceração
Idioma Português
Financiador Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES)
Data de publicação 2008-04-01
Publicado em Arquivos Brasileiros de Endocrinologia & Metabologia. Sociedade Brasileira de Endocrinologia e Metabologia, v. 52, n. 3, p. 523-530, 2008.
ISSN 0004-2730 (Sherpa/Romeo, fator de impacto)
Publicador Sociedade Brasileira de Endocrinologia e Metabologia
Extensão 523-530
Fonte http://dx.doi.org/10.1590/S0004-27302008000300013
Direito de acesso Acesso aberto Open Access
Tipo Artigo
Web of Science WOS:000256344800013
SciELO S0004-27302008000300013 (estatísticas na SciELO)
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/4351

Exibir registro completo




Arquivo

Nome: S0004-27302008000300013.pdf
Tamanho: 148.8KB
Formato: PDF
Descrição:
Abrir arquivo

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta