Massa ventricular e critérios eletrocardiográficos de hipertrofia: avaliação de um novo escore

Massa ventricular e critérios eletrocardiográficos de hipertrofia: avaliação de um novo escore

Título alternativo Ventricular mass and electrocardiographic criteria of hypertrophy: evaluation of new score
Autor Mazzaro, Cléber do Lago Autor UNIFESP Google Scholar
Costa, Francisco de Assis Autor UNIFESP Google Scholar
Bombig, Maria Teresa Nogueira Autor UNIFESP Google Scholar
Luna Filho, Bráulio Autor UNIFESP Google Scholar
De Paola, Angelo Amato Vincenzo Autor UNIFESP Google Scholar
Carvalho, Antonio Carlos Autor UNIFESP Google Scholar
Costa, William da Autor UNIFESP Google Scholar
Fonseca, Francisco Antonio Helfenstein Autor UNIFESP Google Scholar
Póvoa, Rui Manuel dos Santos Autor UNIFESP Google Scholar
Instituição Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Resumo BACKGROUND: The left ventricular hypertrophy (LVH) is an important and independent cardiovascular risk factor. There is a scarcity of studies in Brazil designed to test the efficacy of the electrocardiogram (ECG) in the diagnosis of this important pathological process. OBJECTIVE: To evaluate a new electrocardiographic score for the diagnosis of LVH by ECG: the sum of the highest amplitude of the S wave and the highest amplitude of the R wave on the horizontal plane, multiplied by the result of the QRS duration [(S+R) X QRS)] and comparing it with the classic electrocardiographic criteria. METHODS: The echocardiograms and ECG of 1,204 hypertensive patients receiving outpatient care were evaluated. The left ventricular mass index (LVMI) was assessed by the echocardiogram, with a diagnosis of LVH when the LVMI was > 96 g/m² for women and > 116 g/m² for men. Four classic criteria of LVH were analyzed at the ECG, in addition to the new score to be tested. RESULTS: In general, the studied ECG-LVH criteria showed significant statistical correlation to the echocardiographic LVMI. The (R+S) X QRS index, using 2.80 mm.s as the cutoff value, provided test accuracy regarding sensibility and specificity of 35.2% and 88.71%, respectively, representing the best correlation to LVMI (r=0.564) when compared to the other indexes: Romhilt-Estes (r=0.464); Sokolow-Lyon (r=0.419); Cornell voltage (r=0.377); Cornell product r=0.444). CONCLUSION: All the electrocardiographic criteria used for the assessment of the LV mass presented low sensitivity. The new score presented the best correlation with LVMI when compared to the other indexes.

FUNDAMENTO: A hipertrofia ventricular esquerda (HVE) é um importante e independente fator de risco cardiovascular. Inexistem, no Brasil, estudos desenhados para testar a eficácia do eletrocardiograma (ECG) no diagnóstico desse grave processo patológico. OBJETIVO: Avaliar um novo escore eletrocardiográfico para diagnóstico de HVE pelo ECG: soma da maior amplitude da onda S com a maior da onda R no plano horizontal, multiplicando-se o resultado pela duração do QRS [(S+R) X QRS)] e comparando-o com os critérios eletrocardiográficos clássicos. MÉTODOS: Foram analisados os ecocardiogramas e ECG de 1.204 pacientes hipertensos em tratamento ambulatorial. Avaliou-se o índice de massa do ventrículo esquerdo (IMVE) pelo ecocardiograma, firmando-se o diagnóstico de HVE quando > 96 g/m² para mulheres e > 116 g/m² para homens. No ECG analisaram-se quatro critérios clássicos de HVE, além do novo escore a ser testado. RESULTADOS: Todos os índices estudados tiveram correlação estatisticamente significativa com a massa calculada do ventrículo esquerdo (VE). Porém, o novo escore foi o que apresentou maior correlação (r = 0,564). Os outros critérios apresentaram as seguintes correlações: Romhilt-Estes (r = 0,464); Sokolow-Lyon (r = 0,419); Cornell voltagem (r = 0,377); Cornell duração (r = 0,444). Para avaliação da acurácia do índice testado, utilizou-se o ponto de corte de 2,80 mm.s. Com esse valor foram obtidas as seguintes cifras para sensibilidade e especificidade: 35,2% e 88,7%, respectivamente. CONCLUSÃO: Todos os critérios eletrocardiográficos para avaliação da massa do VE apresentaram baixa sensibilidade. O novo escore foi o que apresentou melhor correlação com o IMVE em relação aos outros avaliados.
Palavra-chave Hypertrophy
left ventricular
electrocardiography
echocardiography
Hipertrofia ventricular esquerda
eletrocardiografia
ecocardiografia
Idioma Português
Data de publicação 2008-04-01
Publicado em Arquivos Brasileiros de Cardiologia. Sociedade Brasileira de Cardiologia - SBC, v. 90, n. 4, p. 249-253, 2008.
ISSN 0066-782X (Sherpa/Romeo)
Publicador Sociedade Brasileira de Cardiologia - SBC
Extensão 249-253
Fonte http://dx.doi.org/10.1590/S0066-782X2008000400003
Direito de acesso Acesso aberto Open Access
Tipo Artigo
SciELO S0066-782X2008000400003 (estatísticas na SciELO)
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/4346

Exibir registro completo




Arquivo

Nome: S0066-782X2008000400003.pdf
Tamanho: 388.8KB
Formato: PDF
Descrição:
Abrir arquivo

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta