Clinical evaluation of reprocessed blades in LASIK

Clinical evaluation of reprocessed blades in LASIK

Título alternativo Avaliação clínica da utilização de lâminas reprocessadas no LASIK
Autor Mallmann, Felipe Autor UNIFESP Google Scholar
Murata, Celina Autor UNIFESP Google Scholar
Yamazaki, Ester Sakae Autor UNIFESP Google Scholar
Campos, Mauro Silveira de Queiroz Autor UNIFESP Google Scholar
Instituição Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Resumo PURPOSE: To evaluate outcome and complications in LASIK with reprocessed blades. METHODS: Retrospective analysis of patients' charts submitted to complete custom LASIK from January 2004 to June 2005. Inclusion criteria comprised surgical description of blade use and minimum follow-up of 1 month. The blade was reprocessed following a clinic protocol, from 1 to 3 times (reprocessed group) and results compared with patients that underwent LASIK with first-use blades (first-use group). RESULTS: Two hundred fifty-one eyes of 135 patients were analyzed (spherical equivalent of -3.69 (D). There was no statistical differences between first-use group and reprocessed blade group regarding intraoperative (5.5% vs 8.8%), early (50.5% vs 49.5%) and late complications (33% vs 27.5%), respectively. Uncorrected visual acuity > 20/20 (68.1% vs 66.9%), aberrometry analysis (total RMS: 0.62 vs 0.64 µm) and safety (85.7% vs 83.1%) were similar between groups (p>0.05). CONCLUSION: Reprocessed blades following rigid sterilization protocol may have similar outcomes and complications rates in LASIK surgery compared to first-use blades.

OBJETIVO: Analisar os resultados e complicações do uso de lâminas reprocessadas em cirurgias refrativas com a técnica de LASIK. MÉTODOS: Estudo retrospectivo dos prontuários dos pacientes submetidos a LASIK personalizado durante janeiro de 2004 a junho de 2005. Foram incluídos pacientes que apresentavam relatório transoperatório completo (uso da lâmina) e seguimento mínimo de 1 mês após a cirurgia. O grupo controle foi constituído das lâminas com uso único enquanto no grupo das lâminas reprocessadas poderia variar de 2 a 4 vezes de uso. RESULTADOS: Duzentos e cinqüenta e um olhos de 135 pacientes foram analisados e o equivalente esférico pré-operatório médio foi de -3,69 (D). Não houve diferença significativa entre o número de complicações transoperatórias (5,5% vs 8,8%), pós-operatórias imediatas (50,5% vs 49,5%) e tardias (33% vs 27,5%) entre o grupo de lâminas com uso único e reprocessadas, respectivamente. Os resultados de AV sem correção pós-operatória > 20/20 (68,1% vs 66,9%), aberrometria (RMS total: 0,62 vs 0,64 µm) e segurança (85,7% vs 83,1%) foram similares entre os grupos (p>0,05). CONCLUSÃO: O uso de até 4 vezes da lâmina metálica, seguindo reprocessamento adequado pode apresentar resultados e taxa de complicações semelhantes às cirurgias de LASIK realizadas com lâminas de uso único.
Palavra-chave Keratomileusis, laser in situ
Postoperative complications
Refractive surgical procedures
Refractive errors
Equipment reuse
Ceratomileuse assistida por excimer laser in situ
Complicações pós-operatórias
Procedimentos cirúrgicos refrativos
Erros de refração
Reutilização de equipamentos
Idioma Inglês
Data de publicação 2008-04-01
Publicado em Arquivos Brasileiros de Oftalmologia. Conselho Brasileiro de Oftalmologia, v. 71, n. 2, p. 221-227, 2008.
ISSN 0004-2749 (Sherpa/Romeo)
Publicador Conselho Brasileiro de Oftalmologia
Extensão 221-227
Fonte http://dx.doi.org/10.1590/S0004-27492008000200016
Direito de acesso Acesso aberto Open Access
Tipo Artigo
SciELO S0004-27492008000200016 (estatísticas na SciELO)
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/4342

Exibir registro completo




Arquivo

Nome: S0004-27492008000200016.pdf
Tamanho: 219.9KB
Formato: PDF
Descrição:
Abrir arquivo

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta