Fisioterapia em recém-nascidos com persistência do canal arterial e complicações pulmonares

Fisioterapia em recém-nascidos com persistência do canal arterial e complicações pulmonares

Título alternativo Chest physical therapy in newborn infants with patent ductus arteriosus and pulmonary complications
Autor Ribeiro, Ivete Furtado Autor UNIFESP Google Scholar
Melo, Ana Paula L. De Autor UNIFESP Google Scholar
Davidson, Josy Autor UNIFESP Google Scholar
Instituição Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Resumo OBJECTIVE: To review the pulmonary complications and the available chest physical therapy interventions for neonates with patent ductus arteriosus (PDA). DATA SOURCES: Studies were retrieved from Medline and Lilacs and textbooks in Portuguese and in English, from 1992 to 2006. The following key-words were searched: ductus arteriosus, prematurity, respiratory distress syndrome, complications, lung. DATA SYNTHESIS: PDA is frequently observed among preterm infants and can be associated with pulmonary complications, such as atelectasis, infections, extubation failure, increased mechanical ventilation dependency and longer length of hospital stay. Studies show that chest physical therapy may improve pulmonary function, increase lung compliance, reduce airway resistance, optimize bronchial toilet and, as a result, decrease the work of breathing. CONCLUSIONS: Chest physical therapy contributes to improve clinical outcome of neonates with pulmonary complications due to patent ductus arteriosus, allowing them to optimize respiratory mechanics, blood oxygenation and ventilation/perfusion ratio.

OBJETIVOS: Revisar as complicações pulmonares e intervenções fisioterapêuticas disponíveis para recém-nascidos com persistência do canal arterial (PCA). FONTES DE DADOS: Artigos publicados nas fontes de dados Medline e Lilacs, além de capítulos de livros nos idiomas português e inglês, entre 1992 e 2006. As palavras-chave utilizadas para busca foram: canal arterial, prematuridade, síndrome do desconforto respiratório, complicações e pulmão. SÍNTESE DOS DADOS: A PCA é uma intercorrência freqüente em recém-nascidos pré-termos, que pode se associar a complicações pulmonares, tais como atelectasias, infecções pulmonares e falha na extubação, aumentando o tempo de ventilação mecânica e de internação na Unidade de Terapia Intensiva Neonatal. Os recursos fisioterapêuticos visam melhorar as condições pulmonares, propiciando o aumento da complacência pulmonar e a diminuição da resistência de vias aéreas, além de otimizar o mecanismo de depuração mucociliar e, dessa forma, reduzir o trabalho respiratório. CONCLUSÕES: A fisioterapia respiratória contribui para melhorar a evolução dos neonatos com complicações pulmonares por persistência de canal arterial, permitindo otimizar a mecânica respiratória, além de melhorar a oxigenação e a relação ventilação/perfusão.
Palavra-chave infant, premature
ductus arteriosus, patent
physical therapy modalities
lung
prematuro
persistência do conduto arterioso
modalidades de Fisioterapia
pulmão
Idioma Português
Data de publicação 2008-03-01
Publicado em Revista Paulista de Pediatria. Sociedade de Pediatria de São Paulo, v. 26, n. 1, p. 77-83, 2008.
ISSN 0103-0582 (Sherpa/Romeo)
Publicador Sociedade de Pediatria de São Paulo
Extensão 77-83
Fonte http://dx.doi.org/10.1590/S0103-05822008000100013
Direito de acesso Acesso aberto Open Access
Tipo Artigo
SciELO S0103-05822008000100013 (estatísticas na SciELO)
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/4299

Exibir registro completo




Arquivo

Nome: S0103-05822008000100013.pdf
Tamanho: 301.1KB
Formato: PDF
Descrição:
Abrir arquivo

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta