Estudo da relação anatômica do nervo sensitivo radial após fixação percutânea com fios de Kirschner

Estudo da relação anatômica do nervo sensitivo radial após fixação percutânea com fios de Kirschner

Título alternativo Study of the anatomic relation of the radial sensory nerve after percutaneous fixation with Kirschner wires
Autor Labronici, Pedro José Google Scholar
Franco, José Sergio Google Scholar
Hoffmann, Rolix Google Scholar
Silva, Anselmo Fernandes Da Google Scholar
Passos, Marco Aurélio Rodrigues Da Fonseca Google Scholar
Lourenço, Paulo Roberto Barbosa De Toledo Google Scholar
Fernandes, Hélio Jorge Alvachian Autor UNIFESP Google Scholar
Reis, Fernando Baldy dos Autor UNIFESP Google Scholar
Instituição Hospital Santa Teresa Clínica do Serviço de Ortopedia e Traumatologia Prof. Dr. Donato D'Ângelo
Universidade Federal do Rio de Janeiro Faculdade de Medicina Departamento de Ortopedia e Traumatologia
Faculdade de Medicina de Petrópolis
Universidade do Estado do Rio de Janeiro
Hospital de Ipanema Grupo de Trauma
Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Resumo OBJECTIVE: To establish the risk of lesion to the radial sensory nerve after percutaneous fixation in the distal radius region of cadavers. METHODS: The authors used 24 upper limbs of 12 skeletally mature cadavers, 10 male, and 2 female, mean age estimated as 50 years. A Kirschner wire was introduced in the styloid process of the radius to make the following determinations: distance between the wire and the radial sensory nerve, between the wire and the closest dorsal nerve branch, between the wire and the tendons of the first osteofibrous tunnel, and, finally, the number of branches of the radial sensory nerve. RESULTS: The site were the nerve appeared, between the two tendons and the Kirschner wire in the radial styloid process was a mean 5.09 cm, with a standard deviation of 0.75 cm. The distance between the Kirschner wire and the first dorsal branch was a mean 4.33 cm, ranging from zero to 10 cm. The number of nervous branches was a mean of four, ranging from two to eight branches. CONCLUSION: Results of this experimental study showed that when the wire is introduced in the styloid process of the radius, the risk of lesioning the radial sensory nerve is not a big risk. This risk is directly related to the number of nervous branches and to the angles of the wires while they are being introduced in the distal end of the radius.

OBJETIVO: Determinar o risco de lesão do nervo sensitivo radial após fixação percutânea na região distal do rádio em cadáveres. MÉTODOS: Foram utilizados 24 membros superiores de 12 cadáveres esqueleticamente maduros, 10 do sexo masculino e dois do feminino, com média de idade estimada de 50 anos. Um fio de Kirschner foi introduzido no processo estilóide do rádio para determinar: a distância entre o fio e o nervo sensitivo radial, entre o fio e o ramo do nervo dorsal mais próximo, entre o fio e os tendões do primeiro túnel osteofibroso e, finalmente, o número de ramos do nervo sensitivo radial. RESULTADOS: A distância do ponto de emergência do nervo sensitivo radial, entre os tendões e o fio de Kirschner aplicado no processo do rádio, foi em média de 5,09cm, com desvio-padrão de 0,75cm. A distância entre o fio de Kirschner e o primeiro ramo dorsal foi em média de 4,33cm, variando entre zero e 10cm. O número de ramos nervosos foi em média de quatro, variando entre dois a oito ramos. CONCLUSÃO: Os resultados deste estudo experimental indicaram que, quando o fio é introduzido no processo estilóide do rádio, o risco de lesão do nervo sensitivo radial é pequeno. Esse risco está diretamente relacionado com o número de ramos nervosos e a angulação dos fios durante sua introdução na extremidade distal do rádio.
Palavra-chave Radius fractures
Fracture fixation
Bone wires
Orthopedic procedures
Cadaver
Fraturas do rádio
Fixação de fraturas
Fios ortopédicos
Procedimentos ortopédicos
Cadáver
Idioma Português
Data de publicação 2008-03-01
Publicado em Revista Brasileira de Ortopedia. Sociedade Brasileira de Ortopedia e Traumatologia, v. 43, n. 3, p. 90-95, 2008.
ISSN 0102-3616 (Sherpa/Romeo)
Publicador Sociedade Brasileira de Ortopedia e Traumatologia
Extensão 90-95
Fonte http://dx.doi.org/10.1590/S0102-36162008000200006
Direito de acesso Acesso aberto Open Access
Tipo Artigo
SciELO S0102-36162008000200006 (estatísticas na SciELO)
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/4281

Exibir registro completo




Arquivo

Nome: S0102-36162008000200006.pdf
Tamanho: 121.2KB
Formato: PDF
Descrição:
Abrir arquivo

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta